SLC Agricola S.A.

Avaliação dos usuários
Empresa
  5 de 5
Gestão
  5 de 5
Ticker SLCE3
Fundador Grupo SLC
Presidente da empresa Aurelio Pavinato
Alavancada? Não
Registra lucro? Sim
Histórico de distribuição de dividendos

A empresa distribuí dividendos para os seus acionistas desde 2007. Acesse para conferir o histórico de pagamento de dividendos.

Prêmios Best Investor Relations, primeiro lugar eleito pelo buy-side e sell-side em 2015 / 500 maiores do Sul - Destaque Maior receita Líquida no setor Agropecuária 2015 / Prêmio As Melhores da Dinheiro - Excelência no Agronegócio
Participação do Estado 0%
Ano de fundação 1977
Ano do IPO 2007
Setor de atuação Consumo não Cíclico
Recuperação judicial? Não
Tamanho da empresa Small Cap
Links úteis
  1. RI da empresa
  2. Fundamentos SLC Agrícola
Principais produtos

A produção da empresa é focada em:

  • Soja;
  • Milho;
  • Algodão;
  • Trigo;
  • Milho 1º safra;
  • Milho semente;
  • Cana-de-açúcar.

O que a empresa faz?

A SLC Agrícola é uma empresa do segmento de agricultura, onde possui ampla atuação na produção de fibras e grão, com foco na fabricação de soja, milho e algodão. Além disso, a empresa se tornou líder no segmento de atuação, após ter ações negociadas na bolsa de valores brasileira.

SLC Agricola S.A. - SLCE3

A empresa integra o Grupo SLC, criado em 1945, como uma oficina especializada na manutenção de ferramentas agrícolas dos agricultores que residiam próximo à empresa.

Atualmente, o grupo se enquadra como um dos maiores nos segmentos do agronegócio e comércio de máquinas agrícolas, atuando por meio das empresas SLC Agrícola e SLC Comercial.

Os produtos comercializados pela SLC Agrícolas são produzidos em 16 unidades, localizadas de forma estratégica em 6 estados diferentes. Ao todo, as unidades de produção totalizam 404.479 hectares, onde a empresa produz:

  • Milho;
  • Algodão;
  • Trigo;
  • Milho 1º safra;
  • Milho semente;
  • Cana-de-açúcar.

Um dos diferenciais da SLC Agrícola é o sistema de produção moderno que conta com tecnologia de ponta, onde existe a padronização das unidades de produção, além de controle rigoroso em relação à questões socioambientais.

Modelo de Negócio

SLC Agricola S.A. - SLCE3

A SLC Agrícola trabalha por meio de um modelo de negócio híbrido, onde as funções das unidades de produção são divididas em três abordagens:

  1. Operação agrícola desenvolvidas em terras próprias;
  2. Operação agrícola em terras arrendadas (e Joint Ventures);
  3. Aquisição de terras brutas para a transformação e venda.

 Operação agrícola desenvolvidas em terras próprias

Este modelo foi um dos primeiros desenvolvido pela empresa e faz parte da maior parte das operações que ocorrem nas unidades de produção. As operações começaram a partir da aquisição de terras, principalmente na região do Cerrado.

A princípio, as terras adquiridas contavam com pouca ou quase nada de desenvolvimento. Assim, o trabalho da SLC Agrícola foi desenvolver as terras por meio da melhoria do solo e, a partir disso, dar início à produção agrícola de forma sustentável.

Operação agrícola em terras arrendadas (e Joint Ventures)

Após o desenvolvimento das terras próprias, a empresa percebeu que seria viável expandir a capacidade de produção por meio de contratos. Estes contratos, feitos com proprietários vizinhos das terras da empresa, contribuíram para a expansão da produção agrícola da SLC.

SLC Agricola S.A. - SLCE3

Os contratos realizados são, em média, de 7-8 anos, onde os proprietários das terras recebem de forma indexada o valor da contratação, referente ao preço do saco de soja em reais.

Aquisição de terras brutas para a transformação e venda

O último modelo de negócio da SLC foi criado em 2012, após parceria com o fundo de private equity inglês Valiance. De forma geral, a abordagem de negócio ocorre na subsidiária SLC LandCo e funciona como uma espécie de “braço imobiliário”, onde o foco de atuação é nos processos de aquisição e venda de terras.

Joint Ventures da SLC Agrícola

Ao todo, a SLC Agrícola possui 3 Joint Ventures, ou seja, empresas que trabalham em conjunto como forma de estabelecer acordos comerciais, união de recursos, matéria-prima, tecnologia, etc.

SLC Agricola S.A. - SLCE3

As Joint Ventures da empresa são:

  • SLC LandCo;
  • SLC – Roncador;
  • SLC – MIT.

SLC LandCo

Criada em 2012, a SLC LandCo é uma subsidiária da SLC Agrícola focada nos processos de aquisição e venda de terras. De modo geral, a joint venture desenvolve os processos comerciais em três etapas distintas:

  • Aquisição de terras;
  • Abertura e limpeza de áreas;
  • Aplicação de corretivos;
  • Construção da infraestrutura.

Além disso, a SLC LandCo possui como sócio o fundo de private equity inglês Valiance, onde possui 18,8% de participação. Atualmente, a SLC LandCo detém 86.574 de hectares de produção.

SLC – Roncador / Fazenda pioneira

O foco de atuação da SLC – Roncador, diferente da SLC LandCo, é a produção agrícola. Ou seja, essa operação não investe em terras e atua, essencialmente, na produção e garantia de crescimento e atrativas taxas de retorno.

Além disso, a joint venture atua em conjunto com o grupo Dois Vales que, inclusive, disponibiliza 20.000 hectares para a produção, no município de Querência (MT).

SLC – MIT

Assim como a SLC – Roncador, a SLC – MIT também é uma operação focada apenas na produção agrícola. Um diferencial desta operação é o alto valor estratégico, onde a joint ventura possui como sociedade a Mitsui&Co, um dos maiores grupos empresariais do Japão.

SLC Agricola S.A. - SLCE3


Breve história da empresa

A história da SLC Agrícola começou em 1945, após três famílias de imigrantes alemães decidirem fundar uma empresa especializada no segmento agrícola. A fundação da Companhia, que pertence ao Grupo SLC, ocorreu na cidade de Horizontina, no Rio Grande do Sul.

SLC Agricola S.A. - SLCE3

Alguns anos após a fundação, a empresa realizou a primeira joint venture, em 1979. O acordo foi feito entre a companhia John Deere e, com isso, a SLC Agrícola se tornou pioneira ao implementar, no Brasil, processos de agricultura mecanizada.

Na década de 1980, a empresa deu início ao processo de expansão e passou a implementar o plantio de produções após a aquisição de diversas fazendas. Assim, se tornou líder no segmento agrícola, ao produzir produtos como soja, milho e algodão.

SLC Agricola S.A. - SLCE3

Ainda como pioneiro no segmento de atuação, em 2007, a empresa realizou a aberta de capital na Bovespa, se tornando a primeira do segmento agrícola a ter ações ofertadas na bolsa de valores. Um ano depois, em 2008, a SLC Agrícola realizou a segunda oferta de ações.

Em 2013, como forma de expandir os processos de produção, a empresa realizou a conclusão de mais uma joint venture. Dessa vez, o contrato foi entre o grupo Dois Vales e a Mitsui, um dos maiores grupos empresariais do Japão.

Como parte da integração e expansão da produção, em 2018, a SLC Agrícola realizou a aquisição de 26.133 hectares em Chapadão do Sul. Com a aquisição, a empresa passou a chamas as terras de Fazenda Pantanal.

SLC Agricola S.A. - SLCE3


Diretoria

Aurélio Pavinato (Diretor Presidente)

Ivo Marcon Brum (Diretor Financeiro e de Relações com Investidores)

Aldo Roberto Tisott (Diretor de Vendas)

Gustavo Lunardi (Diretor de Produção)


Conselho administrativo

Eduardo Silva Logemann (Presidente)

Jorge Luiz Silva Logemann (Vice-Presidente)

Osvaldo Burgos Schirmer

André Souto Maior Pessoa

Fernando de Castro Reinach


Principais concorrentes

BrasilAgro (AGRO3)

Terra Santa (TESA3)


Perspectiva para o futuro

Como visto, a SLC Agrícola é líder no segmento em que atua, com operações diversificadas e divididas entre as joint ventures, onde atuam na produção de soja, milho e algodão, além da aquisição e venda de terras, como no caso da SLC LandCo.

Nitidamente, os serviços prestados pela empresa representam parte do crescimento agrícola no país, onde a empresa contribui com investimento tecnológico e ajuste de operações. Dentre os processos realizados como forma de otimizar a produção está o treinamento por realidade virtual, que possibilita o mapeamento das áreas de plantio.

SLC Agricola S.A. - SLCE3

Além disso, a empresa permaneceu com foco excepcional, baseado em quatro pilares (alta eficiência, modelo asset light, crescimento na produção e obtenção de certificados) até chegar ao patamar que está hoje, sendo líder no segmento em que atua.

Algo que podemos esperar é o crescimento em estratégias que visem a expansão de plantios, principalmente de algodão, nas fazendas da empresa. Outro fator esperado são as aquisições de terras em novas fronteiras agrícolas, a fim de expandir os processos de produção.

Portanto, sua projeção futura deve incluir o investimento em tecnologia, bem como aperfeiçoamento dos métodos de produção já em execução. Com isso, é possível esperar o aumento da capacidade de produção, além do desenvolvimento das unidades de produção, especializadas em soja, milho e algodão.

SLC Agricola S.A. - SLCE3


Composição acionária

SLCE3 Acionista Percentual
1 SLC Participações S.A. 53,00%
2 Odey Asset Management LLC 9,70%
3 Ações em Tesouraria 1,60%
4 Free Float 35,70%

Qual sua opinião sobre a empresa?