Inflação gera queda nas compras e faz com que o consumidor gaste mais

25 de agosto de 2021 - por Pedro Martoly


A inflação gerou queda nas compras, mas ainda assim está fazendo com que o consumidor gaste muito mais desde 2020. Alguns dos produtos que tiveram alta nos preços foram: comida, combustíveis e energia elétrica. Resultado disso, o brasileiro teve de reduzir o consumo. No entanto, gastando mais.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou dados que apontam que a inflação gerou uma queda nas compras de 1,7% no mês de junho deste ano em comparação com maio. Por isso, economistas do mercado financeiro foram pegos de surpresa com números acima do esperado.

Contudo, ainda segundo o IBGE, a faturação teve uma alta de 1,5%. Os números também são do mês de junho e maio de 2021. Portanto, a comprovação de que a inflação gerou queda nas compras e mesmo assim os gastos para o consumidor são grandes.

Porém, com o aumento do preço não quer dizer que os comerciantes estão tendo lucro. O motivo é que os produtos que vêm direto das indústrias também chegam mais caros para eles.

De acordo com o economista da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Fabio Bentes, a estimativa para o fim de 2021 é de que ainda termine de forma positiva. A razão para isso é que ainda tenha uma movimentação que deve auxiliar nas vendas. No entanto, não será um grande avanço.

Combustíveis

Jovem Pan

O consumo também é bem menor do que o valor pago. No mês de junho deste ano, a receita aumentou 0,8%. Em contrapartida, a compra de combustível teve uma queda de 1,2%.

  • Gasolina: O reajuste é frequentemente feito e sempre acaba em alta devido ao preço do dólar e do petróleo no mundo. O aumento analisado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos postos de combustíveis é de 40%.
  • Etanol: O etanol subiu 57% na bomba e os motoristas de carros brasileiros sofrem com esse aumento.

Alimentos

NewTrade

Os preços dos alimentos ficaram 16% mais caros em julho deste ano do que em comparação a 2020. Segundo dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com inflação registrado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o aumento de cada produto foi:

  • Carne: 34%
  • Arroz: 40%
  • Açúcar: 57%
  • Óleo de Soja: 84%
  • Frango: 4,5%
  • Ovos: 13%

Por conta da alta, a procura por carne reduziu. Segundo o vice-presidente institucional da Abras, Márcio Milan, o consumo de ovos é maior que a busca por frango porque apesar de o valor na porcentagem dos ovos ser superior, ainda assim o preço é menor.

Leia também sobre a Projeção elevada da inflação do IPCA!

Fonte: CNN

Imagens: O Petróleo, Jovem Pan, NewTrade

10 livros essenciais para entender sobre economia comportamental

Propriedade privada: o que significa e quando surgiu o conceito?

Escola de Friburgo: escola que originou o ordoliberalismo

Microeconomia: o que é, como funciona e quais são os elementos?