Como proteger o patrimônio contra inflação – 7 maneiras de driblar a crise


O índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulou uma alta na inflação de 8,99% de julho de 2020 até o mês passado. Sendo assim, os números estão bem elevados em consideração a meta estabelecida pelo Banco Central para esse ano. Por isso, houve uma variação de 2,25% a 5,25%. Contudo, não é impossível proteger o patrimônio contra a inflação.

O reajuste de contrato de aluguéis, conhecido como Índice Geral de Preços ao Mercado (IGP-M), por exemplo, subiu drasticamente de 33,83% em 12 meses até julho deste ano.

Como proteger o patrimônio da inflação?

Para driblar esses aumentos dos preços e blindar seu patrimônio existem diversas maneiras. Numeramos 7 formas que podem te auxiliar e ser mais confortável para você. Confira:

1 – Através do Tesouro IPCA+

Conheça 7 maneiras de como proteger o patrimônio contra inflação

Na Mesma Moeda

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Esse recurso está na renda fixa. O Tesouro IPCA+ recompensa o aumento dos preços do momento com um adicional de uma taxa prefixada. Ou seja, o “juro real” da aplicação.

No entanto, os riscos existem e são maiores que um Tesouro Selic. O motivo é que está sujeito às oscilações econômicas. Mas, ainda assim, ter esses documentos na carteira é uma ótima arma contra a inflação.

Títulos de Renda Fixa

Funciona da seguinte forma: o empréstimo é feito para quem emite os papéis. Nesse caso, pode ser para bancos, governo, ou uma instituição financeira. Vale ressaltar que investimentos como esse tendem a render muito mais que a inflação. Além disso, geralmente os investidores os buscam porque rendem mais que fundos DI.

Para o montante do empréstimo ser similar à captação é necessário encontrar títulos que rendem mais e tem um risco baixo como, por exemplo:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Certificados de Depósito Bancário (CDB)

Guia das Finanças

Os CDBs são empréstimos realizados para bancos privados. Portanto, irão financiar suas atividades. Para emiti-lo leva de três a cinco anos. Além disso, a liquidez diária é somente depois do período de carência inicial. A garantia é através do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para valores de até 250 mil reais. Sendo assim, será por CPF, instituição ou conglomerado financeiro. O registro na CETIP é em seu nome.

Outra dica, é que você busque CDBs que sempre possam render mais de 100% do CDI. Ou seja, que possa ser superior aquela taxa de juros da SELIC. Geralmente, os que mais rendem são CDBs de bancos pequenos e médios. Essa é uma boa maneira de proteger o patrimônio contra a inflação.

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) e Imobiliário (LCI)

Conheça 7 maneiras de como proteger o patrimônio contra inflação

Inbrafi

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Como o nome já sugere, o LCA  é o título para financiar empréstimos para o agronegócio. Eles são emitidos pelos bancos. Já o LCI tem a mesma função, contudo é voltada para o setor imobiliário.

Esses dois títulos ganham incentivo do Governo. Por isso, uma das principais vantagens da LCA e LCI é a isenção de Imposto de Renda. Além disso, tem a garantia do FGC.

No entanto, o valor inicial desse investimento é muito alto. Como, por exemplo, uma entrada de dezenas de milhares de reais. Ademais, não é possível realizar o saque antes do vencimento. Os bancos estão cientes desse serviço e oferecem LCAs e LCIs que remuneram 85% do CDI ou menos. Já as corretoras pagam 90%.

Fundos Imobiliários

Your Sales Energy

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O Fundo Imobiliário tem aluguéis com reajustes pelo IGP-M, que é outro índice de inflação. Ou seja, os valores irão subir. Sendo assim, os aluguéis do seu fundo irá render bastante.

Contudo, também há uma desvantagem. É necessário verificar se é atípico. Se confirmado, depois de 3 anos o valor do aluguel pode ser avaliado e ser reajustado para um preço menor.

Ações de empresas sólidas

Finanças Forever

Ações de empresas sólidas geralmente são cíclicos. Ou seja, são atingidas com menor frequência pelas oscilações econômicas. Como, por exemplo, empresas ligadas à distribuição e transmissão de energia.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O motivo é que o reajuste dos contratos são feitos pelo IPCA ou IGP-M. Empresas com receitas em dólar também são uma boa porque a moeda é reserva de valor e a ligação é menor ao mercado doméstico.

Corretoras

Conheça 7 maneiras de como proteger o patrimônio contra inflação

La Passion Du Patrimoine

Corretoras são famosas entre os investidores. Elas trazem um leque de possibilidades de investimentos. Sendo assim, você pode escolher o investimento com mais calma e que combina com o seu perfil.

Além disso, tem a melhor taxa e prazo. E todo o processo é acompanhado por um especialista da corretora. Essa opção pode ser mais vantajosa de proteger o patrimônio contra a inflação do que grandes bancos e com a segurança idêntica.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes: Forbes, InfoMoney, Eu Quero Investir

Imagens: Your Sales Energy, Finanças Forever, Valor Investe, Na Mesma Moeda, Guia das Finanças, Inbrafi


Conte-nos a sua opinião...