Minerva

Avaliação dos usuários
Empresa
  3 de 5
Gestão Ainda não foram feitas avaliações
Ticker BEEF3
Fundador Família Vilela de Queiroz
Presidente da empresa Fernando Galletti De Queiroz
Alavancada? Não
Registra lucro? Sim
Histórico de distribuição de dividendos

A Minerva é uma empresa em crescimento sem histórico consistente de pagamento de dividendos, ou seja, paga apenas o mínimo de dividendos definido no estatuto da empresa.

Prêmios 8º no Ranking FDC das Multinacionais Brasileiras em 2018 / Melhor Programa de Relações com Investidores em 2018 / Destaque do setor de Alimentos & Bebidas (Food & Beverage) Ranking Institutional Investor
Participação do Estado 0%
Ano de fundação 1992
Ano do IPO 2007
Setor de atuação Consumo não Cíclico
Recuperação judicial? Não
Tamanho da empresa Small Cap
Links úteis
  1. RI da empresa
  2. Fundamentos Minerva
Principais produtos

A minerva é uma das maiores no setor de produção e comercialização de produtos alimentícios. Dentre os produtos e serviços oferecidos pela empresa, podemos citar:

  • Produção e comercialização de Carne fresca;
  • Produção e comercialização de Carne congelada;
  • Produção e comercialização de Carne processada;
  • Comercialização de produtos de origem bovina;
  • Couro;
  • Exportação de gado vivo;
  • Produção de biodiesel a partir do sebo bovino;
  • Produção e comercialização de envoltórios naturais destinados à produção de alimentos defumados, cozidos e curados;
  • Gestão da matriz energética.

As marcas que integram o grupo Minerva são:

  • Minerva Energia;
  • Minerva Foods;
  • Minerva Leather;
  • Minerva Biodiesel;
  • Minerva Casings.

O que a empresa faz?

A Minerva é classificada como uma das grandes empresas inseridas no setor de frigoríficos. Nesse sentido, é considerada uma das líderes na América do Sul na produção e comercialização de carne in natura e seus derivados. Além disso, atua na exportação de gado vivo e no processamento de carne bovina, suína e de aves.

De modo geral, a companhia possui importantes características que trazem vantagens em seus negócios, incluindo:

  • Crescimento alinhado a uma gestão de riscos eficiente: pautada por uma reunião diária chamada “Beef Desk”;
  • Eficiência e retorno sobre o capital: manutenção elevada das taxas de utilização de sua capacidade operacional;
  • Operações estrategicamente localizadas: base operacional diversificada e em diversos estados brasileiros e no exterior;
  • Logística de distribuição eficiente e integrada: permite direcionar suas vendas aos mercados mais atrativos;
  • Administração experiente: desenvolvendo um duradouro relacionamento com membros relevantes da pecuária brasileira;

Minerva - BEEF3

Produção e logística

Ao todo, a Minerva opera 24 plantas de abate de bovinos, distribuídos da seguinte forma:

  • 10 localizadas no Brasil: nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, São Paulo, Minas Gerais e Tocantins;
  • 5 no Paraguai: nas cidades de Assunção, San Antonio e Belém;
  • 3 no Uruguai: nas cidades de Melo, Canelones e Montevidéu;
  • 5 na Argentina: nas cidades de Rosario, Berazategui, Colonia Caroya e Venado Tuerto
  • 1 na Colômbia: em Ciénaga de Oro, região de Córdoba.

Além disso, a empresa conta com uma instalação no Brasil para o processamento de proteínas – Minerva Fine Foods – e duas plantas localizadas nas cidades de Rosário e Pilar, na Argentina. Ambas as plantas compõem a marca Swift Argentina, com capacidade de processamento de 162 e 55 toneladas por dia, respectivamente.

Desse modo, as vinte e seis unidades de produção da companhia, além da Minerva Fine Foods, estão estrategicamente localizadas próximas aos principais portos exportadores e mercados internos, bem como de sua ampla base de fornecedores de gado.

Minerva - BEEF3

Por último, vale dizer que a capacidade de desossa da Minerva Foods é superior à capacidade de abate. Em outras palavras, a empresa faz com o que haja flexibilidade no processo de produção.

Assim, é possível que haja o processamento do gado, bem como carcaças compradas de terceiros, para maximizar os níveis de rentabilidade, na medida em que o processamento é a atividade que agrega maior valor à carne bovina.

Desde 2007, a companhia investiu cerca de R$ 4,0 bilhões na expansão da capacidade produtiva e na diversificação de seu portfólio de produtos, por meio de aquisições seletivas e construções de novas unidades industriais.

Além do mais, aumentou e modernizou a capacidade produtiva de todas as unidades, além da construção da unidade de processamento de alimentos – Minerva Dawn Farms.

Minerva - BEEF3

Atuação internacional

Incrivelmente, a companhia exporta para mais de 100 países em cinco continentes, por meio de 15 escritórios comerciais, localizados na Continente Americano, Europa, Oriente Médio, África, Oceania e Ásia.

Mais do que isso, a empresa controla 14 centros de distribuição, sendo eles:

  • 9 no Brasil;
  • 1 no Paraguai;
  • 1 na Colômbia;
  • 2 no Chile;
  • 1 na Argentina.

Basicamente, a empresa atua com foco em vendas de carnes e derivados para países emergentes, acessando quase todos os mercados. Apesar disso, possui produtos para atender a demanda específica de alguns países.

Sendo assim, a Minerva é responsável pela venda de cortes especiais, tais como o Kosher e Halal para Oriente Médio e Rússia. Tais vendas acontecem, principalmente, sob três canais distintos: Indústria, Food Service e Varejo.

Minerva - BEEF3

Athena Foods

A Athena Foods é uma empresa chilena controlada, de forma total, pela Minerva. Em síntese, é composta pelas operações da Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

Assim, a companhia é considerada a principal produtora e exportadora sul americana de carne bovina. Posicionada estrategicamente nesses 5 países, com 16 instalações de processamento, a Athena Foods comercializa as principais marcas do segmento de alimentos processados.

Minerva - BEEF3


Breve história da empresa

A história da Minerva tem início em 1957, quando a família Vilela de Queiroz deu início à criação de gado e prestação de serviços de logística para transporte de gado em fazendas para abatedouros.

Foi então, em 1992, que a família  comprou do Frigorífico Minerva do Brasil S.A., sua primeira unidade de abate e processamento, localizada em Barretos-São Paulo. No mesmo ano, ocorreu a fundação da Indústria e Comércio de Carnes Minerva Ltda.

Minerva - BEEF3

No final do século XX, em 1999, a companhia fez sua primeira aquisição, após arrecadar uma unidade de abate e processamento na cidade de José Bonifácio, em São Paulo.

Já em 2001, a empresa adquiriu outra unidade de processamento, agora na cidade de Cajamar, também no Estado de São Paulo, a qual seria, mais tarde, encerrada em 2009.

Em 2004, ocorreu a expansão da empresa para a cidade de Palmeiras de Goiás, no estado de Goiás, considerada uma das mais modernas instalações de processamento da carne bovina da América Latina.

Minerva - BEEF3

Em 2006, o grupo realizou um acordo de locação de uma unidade de abate e processamento na cidade de Batayporã, localizada no estado de Mato Grosso do Sul.

No ano seguinte, a Minerva deu início à construção de uma unidade na cidade de Rolim de Moura, no estado de Rondônia. Além disso, adquiriu unidades industriais nos estados de Tocantins e Pará. Em abril de 2007, houve mais aquisição, agora da unidade industrial em Araguaína-Tocantins.

Também em 2007, a empresa conquistou o IPO e passou a ter suas ações negociadas no segmento de listagem Novo Mercado. Pouco tempo depois, a companhia iniciou a construção de uma unidade industrial para a produção de carne cozida e congelada, em Barretos-SP, em joint-venture, com a empresa irlandesa Dawn Farms Group.

Minerva - BEEF3

Em 2008, ocorreu a aquisição do frigorífico Lord Meat, no estado de Goiás, com capacidade atual de abate de 500 cabeças por dia. Além disso, a Friasa, empresa do Paraguai – com capacidade de abate de 700 cabeças por dia – foi comprada pela Minerva.

Pouco tempo depois, em 2011, a empresa reforçou a atuação internacional com a aquisição do frigorífico PUL, no Uruguai – com capacidade de abate de 1.400 cabeças por dia – e do frigorífico Frigomerc, no Paraguai – com capacidade de abate de 1.000 cabeças diariamente.

Já em 2014, empresa adquiriu outra planta no Uruguai, o frigorífico Carrasco, com capacidade de abate de 900 cabeças por dia. Em 2017, a Minerva conseguiu a importante aquisição da JBS Mercosul, no Paraguai, Uruguai e Argentina, o que aumentou a capacidade de abate em 52%, totalizando 26.380 cabeças por dia.

Como resultado, a companhia adquiriu 9 unidades frigoríficas (sendo 5 na Argentina, 3 no Paraguai e 1 no Uruguai), uma unidade de processados na Argentina e um centro de distribuição, também, na Argentina.

Minerva - BEEF3

Em 2018, foi criada a Athena Foods, empresa chilena 100% controlada pela Minerva. Mais recentemente, em 2019, a Minerva Foods realizou um contrato de permuta de ativos com a Marfrig, no qual assumiu a planta de abate de Paranatinga e, em contrapartida, a Marfrig assumiu a planta de abate em Várzea Grande, ambas no estado de Mato Grosso.

Por fim, a empresa fechou um acordo para formar joint venture na China. Logo, a Minerva passou a ser a primeira empresa brasileira a atuar na distribuição de carne bovina na China.

Minerva - BEEF3


Diretoria

Fernando Galletti de Queiroz (Diretor Presidente)

Wagner José Augusto (Diretor de Suprimentos)

Luis Ricardo Alves Luz (Diretor de Operações)

Frederico Alcântara de Queiroz (Diretor Executivo)

Edison Ticle de Andrade Melo e Souza Filho (Diretor de Relações com Investidores)

Francisco de Assis Ferreira Filho (Diretor Executivo)


Conselho administrativo

Ibar Vilela de Queiroz (Presidente)

Abdulaziz Saleh Al-Rebdir (Vice-Presidente)

Frederico Alcântara de Queiroz (Vice-Presidente)

Baker Almohanar

Alexandre Lahoz Mendonça de Barros

Norberto Lanzara Giangrande Júnior

Sérgio Carvalho Mandin Fonseca

Mohammed Mansour A. Almousa

José Luiz Rêgo Glaser

Gabriel Jaramillo Sanint

Rafael Vicentini de Queiroz


Principais concorrentes

JBS (JBSS3)

BRF (BRFS3)

Marfrig (MRFG3)


Perspectiva para o futuro

Nitidamente, a Minerva possui operações pautadas em uma atuação de longa data, com alta expertise. Desse modo, a empresa pode usar da experiência, aliada à base diversificada e globalizada de seus produtos, a fim de desenvolver seus negócios e expandir suas vendas em novos mercados.

A Minerva possui como foco principal aumentar suas atividades nos mercados mais atrativos e rentáveis de forma a gerar valor aos seus acionistas. Assim, sua estratégia futura está pautada nos seguintes pilares:

Expandir a Capacidade Produtiva com Disciplina Financeira

Nesse contexto, a companhia pretende, também, utilizar sua experiência de aquisições para aumentar sua participação na consolidação do mercado brasileiro de carne bovina, sem comprometer a estabilidade financeira e lucratividade.

Expandir a Base de Clientes Nacionais e Internacionais

Para isso, a Minerva pretende continuar fortalecendo a base de clientes tanto nacionais quanto internacionais, através da prestação de serviços de qualidade superior. Além disso, a empresa deverá agregar valor na distribuição interna por meio da ampliação da oferta de produtos próprios e de terceiros, produtos in natura e processados, além de canais como o foodservice (serviços alimentares).

Melhorar Eficiências Operacionais e Reduzir os Custos Operacionais

Por fim, a companhia está comprometida em manter sua posição como um produtor de baixo custo de produtos de carne bovina e seus derivados, objetivando manter sua alta eficiência operacional.

Minerva - BEEF3


Composição acionária

BEEF3 Acionista Percentual
1 Slic (UK) Ltda 25,52%
2 VDQ Holding S.A. 19,53%
3 Minerva S.A. 0,65%
4 Free Float 54,30%

Qual sua opinião sobre a empresa?