Assessment: o que é, para que serve, como funciona?

Assessment é um relatório elaborado para compreender tendências de comportamento, desempenho e potencial de funcionários e candidatos. Leia.

2 de maio de 2024 - por Sidemar Castro


O assessment, do inglês “avaliação”, é um processo sistemático de coleta, análise e interpretação de dados com o objetivo de avaliar o desempenho atual ou potencial de um indivíduo, grupo ou organização.

O processo fornece informações críticas que orientam decisões, aprimoram o desenvolvimento de competências e apoiam o planejamento estratégico.

Quer saber mais sobre o assessment? Leia com maiores detalhes, a seguir.

O que é assessment?

Assessment é uma estratégia de gestão de pessoas e de times que visa avaliar e coletar dados sobre os colaboradores de uma empresa. Seu objetivo é entender melhor as capacidades, necessidades e tendências comportamentais dos profissionais que integram a equipe.

Diferentemente de análises baseadas apenas em currículos, o assessment foca nas tendências comportamentais e no desempenho de cada integrante da equipe, buscando aspectos mais profundos e difíceis de serem descobertos por meio de ferramentas tradicionais. Essa metodologia auxilia na formação de times de alta performance e na gestão eficiente dos recursos humanos.

Portanto, é uma ferramenta valiosa para compreender o potencial produtivo de cada colaborador, direcionando-os para que desempenhem suas funções com maestria e contribuam positivamente para o sucesso da organização.

Como funciona o assessment?

Como vimos, o assessment é um processo que visa avaliar e coletar dados sobre os colaboradores de uma empresa, com o objetivo de entender melhor suas capacidades, necessidades e tendências comportamentais. Aqui estão os principais passos envolvidos no funcionamento do assessment:

1) Planejamento e Definição de Objetivos: Antes de começar, é importante definir os objetivos específicos. Isso pode incluir avaliar competências técnicas, habilidades interpessoais, liderança, entre outros aspectos.

2) Escolha das Ferramentas e Métodos: Existem várias ferramentas e métodos disponíveis para conduzir o assessment. Alguns exemplos incluem:

  • Testes Psicométricos: Avaliam características como personalidade, inteligência emocional e habilidades cognitivas.
  • Entrevistas Comportamentais: Realizadas por profissionais de RH ou gestores para entender o comportamento e as atitudes dos colaboradores.
  • Avaliação de Desempenho: Analisa o desempenho passado e as competências técnicas.
  • Dinâmicas de Grupo: Observa a interação e o trabalho em equipe.

3) Coleta de Dados: Os dados são coletados por meio das ferramentas escolhidas. Isso pode envolver questionários, entrevistas individuais ou observação direta.

4) Análise e Avaliação: Os resultados são analisados para identificar padrões e tendências. Isso ajuda a compreender as habilidades e áreas de melhoria de cada colaborador.

5) Feedback e Desenvolvimento: Os colaboradores recebem feedback sobre os resultados do assessment. Isso pode incluir pontos fortes, áreas de desenvolvimento e sugestões para aprimoramento. Com base nos resultados, planos de desenvolvimento individual podem ser criados para ajudar os colaboradores a crescerem profissionalmente.

6) Tomada de Decisão: Os dados são usados para tomar decisões relacionadas a promoções, treinamentos, realocação de funções, entre outros.

Lembrando que o assessment é uma ferramenta valiosa para formar times de alta performance e gerenciar eficientemente os recursos humanos dentro de uma organização.

Quais são os tipos de assessment?

Existem diversos tipos de assessment, cada um com seu foco distinto. Aqui estão alguns dos principais tipos:

1) Assessment Pessoal

Analisa traços de personalidade e comportamento individual. Ajuda a compreender como cada colaborador se relaciona consigo mesmo e com os outros.

2) Assessment Cultural

Mede a afinidade entre indivíduos e a cultura organizacional da empresa. Avalia se os valores e normas da organização estão alinhados com os colaboradores.

3) Assessment para Desempenho

Avalia o desempenho atual dos colaboradores em relação às metas e expectativas. Ajuda a identificar áreas de melhoria e a tomar decisões sobre promoções ou realocações.

4) Coaching Assessment

Focado no desenvolvimento pessoal e profissional. Oferece insights para o crescimento contínuo e aprimoramento das habilidades dos colaboradores.

Cada tipo de assessment tem sua aplicação específica e contribui para a gestão eficaz de pessoas dentro das organizações.

Quais são as vantagens do assessment?

O assessment oferece várias vantagens significativas para as organizações e seus colaboradores. Aqui estão algumas delas:

1) Melhor Compreensão dos Colaboradores

O assessment permite uma análise mais profunda das habilidades, competências e tendências comportamentais de cada colaborador. Isso ajuda os gestores a entenderem melhor o potencial de cada membro da equipe.

2) Formação de Times de Alta Performance

Ao identificar as habilidades individuais e áreas de melhoria, o assessment auxilia na formação de times mais eficientes e produtivos. Os gestores podem montar equipes complementares, aproveitando as forças de cada colaborador.

3) Desenvolvimento Pessoal e Profissional

Os resultados do assessment fornecem informações valiosas para o desenvolvimento contínuo dos colaboradores. Isso pode incluir treinamentos específicos, coaching ou programas de capacitação.

4) Tomada de Decisões Embasada em Dados

As informações coletadas durante o assessment ajudam os gestores a tomar decisões mais embasadas. Isso inclui promoções, realocações, mudanças de função e até mesmo demissões.

5) Redução de Conflitos e Melhoria da Comunicação

Compreender as tendências comportamentais de cada colaborador facilita a comunicação e a resolução de conflitos dentro da equipe. Os gestores podem adaptar suas abordagens de acordo com o perfil de cada pessoa.

6) Aumento da Retenção de Talentos

Colaboradores que se sentem valorizados e compreendidos tendem a permanecer na empresa por mais tempo. O assessment contribui para a satisfação e engajamento dos funcionários.

7) Economia de Tempo e Recursos

O assessment permite uma avaliação mais eficiente e abrangente dos colaboradores em comparação com métodos tradicionais. Isso economiza tempo e recursos da organização.

Em resumo, é uma ferramenta estratégica que promove o crescimento individual e o sucesso organizacional.

Quais são as ferramentas de assessment?

Existem várias ferramentas de assessment que auxiliam na avaliação e compreensão dos colaboradores dentro de uma organização. Aqui estão algumas delas:

1) DISC

O DISC. é uma ferramenta interessante que foca em melhorar e facilitar os treinamentos realizados na empresa. Ele ajuda os colaboradores a compreenderem rapidamente suas competências e comportamento no trabalho. As quatro tendências avaliadas pelo DISC são:

  • Dominância
  • Influência
  • Estabilidade
  • Conformidade

2) Avaliação de Inteligência Emocional

Essa ferramenta mede a capacidade dos colaboradores de reconhecerem, compreenderem e gerenciarem suas próprias emoções, bem como as emoções dos outros. Ajuda a promover a inteligência emocional no ambiente de trabalho.

3) Assessment de Competências

Avalia as habilidades técnicas e comportamentais dos colaboradores. Isso inclui competências específicas relacionadas ao cargo e habilidades interpessoais.

4) Testes Psicométricos

Esses testes avaliam características como personalidade, inteligência emocional e habilidades cognitivas. São úteis para entender os traços comportamentais dos colaboradores.

5) Entrevistas Comportamentais

Realizadas por profissionais de RH ou gestores, essas entrevistas exploram o comportamento e as atitudes dos colaboradores. Permitem uma compreensão mais profunda.

Lembrando que a escolha da ferramenta de assessment deve ser alinhada aos objetivos da empresa e às necessidades específicas de avaliação de cada colaborador.

Fontes: Pontotel, Gupy, FM2S, Rock Content, RH Portal

George Stigler: vida e carreira do Nobel de economia

Margaret Thatcher: quem foi e quais foram as contribuições dela?

Economia comportamental: o que é e como funciona?

Daniel Kahneman: biografia e carreira do Nobel de economia