As 8 maiores burrices da classe média


Algumas burrices da classe média são inaceitáveis. Nesta matéria vou falar sobre eles, certifique-se de que não está cometendo alguma!

Mas, afinal, a primeira coisa é entender: quem é classe média no Brasil?

A maior burrice da classe média

As 8 maiores burrices da classe média

O que é considerado classe média?

Para o governo, é quem tem uma renda renda mensal por pessoa de R$ 667,87 a R$ 3.755,76.

Para fazer as contas é só somar quanto todos os integrantes da sua casa ganham e dividir pelo número de moradores da casa.

Exemplo:

Marido – R$ 5.000

Esposa – R$ 3.500

Dois filhos – R$ 0

8500 / 4 = R$ 2125 por pessoa.

Se os dois ganhassem um salário mínimo, por exemplo, a renda mensal por pessoa seria de R$ 600, e nesse caso eles estariam fora dessa categoria, sendo assim considerados pobres.

Se formos ser sinceros, eu diria que só dá para considerar classe média, de fato, à partir de R$ 1.000 por pessoa, seriam (200 dólares).

Para se ter uma ideia, se fossemos usar o padrão dos Estados Unidos da América, apenas 8,1% dos brasileiros seriam da classe média estadunidense.

Erros da classe média que atrapalham o enriquecimento

A classe média internacionalmente

Para ser da classe média, o brasileiro precisa ganhar no mínimo US$ 28 mil por ano. Na Noruega, este valor chega a US$ 58 mil, quatro vezes maior que o da Índia, de US$ 13.700.

O valor foi definido utilizando o padrão norte-americano com dólares corrigidos por paridade de poder de compra e preços locais. Ou seja, a baixa proporção brasileira não é uma questão de dólar valorizado.

Então quais são as 7 maiores BURRICES que a classe média BRASILEIRA comete?

  1. Criar os filhos fora do padrão verdadeiro da família;
  2. Não investir absolutamente nada;
  3. Estagnação profissional, não estuda, não se qualifica;
  4. Readequar os seus gastos a cada novo valor que ganha;
  5. Não conversar sobre dinheiro com o cônjuge;
  6. Fazer consórcios;
  7. Sair fazendo cartão de tudo que é lugar para ganhar 10% de desconto e começar a comprar um monte de coisa parcelada.
  8. Não manter uma planilha de orçamento doméstico.

Abordo cada uma dessas “Burrices” no vídeo abaixo:

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assistir ao vídeo acima (do canal Investidor Sardinha) em que detalho mais sobre finanças pessoais.

Entra lá no Instagram (@oraulsena) e faça parte da nossa comunidade, pra ficar sempre por dentro do mundo dos investimentos e da Bolsa de Valores.

E não deixe de conferir, também: 6 cuidados para as suas finanças pessoais

Conte-nos a sua opinião...