Mercado primário: o que é e como funciona?

O mercado primário é onde se comercializa títulos e valores mobiliários, emitidos por instituições financeiras empresas privadas e governo.

16 de novembro de 2021 - por Pedro Guimarães


O mercado primário é onde se comercializam títulos e valores mobiliários. Eles são emitidos por instituições financeiras. Além disso, participam empresas privadas e o Governo Federal.

Quando uma empresa emite valores mobiliários, quer expandir seus negócios. Assim, ela abre o capital para receber investimentos.

Para isso, emitem ações que dão direitos padronizados aos investidores. Portanto, os investidores poderão ter direitos em:

  • Participação dos lucros;
  • Parceria;
  • Remuneração.

Renda fixa

Mercado primário, o que é: renda fixa e variável e como investir

Existem algumas alternativas do mercado primário em renda fixa. Cada alternativa possui algumas diferenças:

Títulos do Tesouro direto: O investidor empresta dinheiro para o governo. Possui 3 tipos: pré-fixados, pós-fixados e híbridos. Assim, o seu rendimento é variável.

CDB: O investidor empresta dinheiro aos bancos financiarem atividades de créditos. Possui 3 tipos: pré-fixados, pós-fixados e atrelados à inflação.

Debêntures: O investidor empresta recursos para as empresas realizarem seus projetos. Existem as debêntures conversíveis (muda de renda fixa para variável) e debêntures simples (não oferecem conversão). Além disso, existem as debêntures permutáveis e debêntures incentivadas, aquelas com isenção fiscal.

Como investir no mercado primário?

Mercado primário, o que é: renda fixa e variável e como investir

Se você quer investir no mercado primário, basta uma conta em um banco ou corretora. Portanto, se uma empresa realiza uma oferta pública inicial (IPO), ela emite títulos. Você como investidor pode adquirir estes títulos por meio de seu banco ou corretora. Neste sentido, está atuando no mercado primário.

Por outro lado, um banco pode emitir títulos de dívidas. Por fim, existe a emissão de debentures por empresas e títulos públicos pelo governo.

Renda variável

Mercado primário, o que é: renda fixa e variável e como investir

Para investir no mercado primário com mais rendimento, existe a renda variável. O principal é o mercado de ações. Você adquire ações por intermédio de uma oferta pública inicial (IPO), ou seja, direto com o órgão emissor.

O rendimento do mercado primário em renda variável pode ser maior. Contudo, oferece mais riscos. Estes riscos são ligados a alguns  fatores.

  • O momento político e econômico;
  •  Notícias do mercado;
  • O movimento de outros investidores.

Diferenças entre mercado primário e secundário

Mercado primário, o que é: renda fixa e variável e como investir

Se você está iniciando no meio financeiro, é importante saber a diferença entre os dois mercados principais: primário e secundário.

Basicamente, a principal diferença está na negociação. No primeiro, você negocia diretamente como o emissor dos títulos. Por outro lado, no mercado secundário, você negocia com outros investidores e sem a participação dos emissores.

No entanto, na prática, os dois mercados são importantes. O mercado primário oferece a disponibilidade de investimento. O mercado secundário lhe oferece mais liquidez, pois você pode negociar suas ações com outros investidores.

Em síntese, os dois mercados possuem desvantagens e vantagens, vai depender de seus objetivos. Contudo, para saber mais sobre investimentos, leia: O que é renda fixa?

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos