Entenda o que o que é o IGP e sua importância no mercado


Neste texto, vamos aprender o conceito e características do IGP. Antes de tudo, é importante saber que o IGP foi criado para ser mais abrangente. Neste sentido, o índice geral de preços tem a função de englobar diferentes atividades comerciais.

Além disso, ele é um índice que analisa as diferentes etapas do processo produtivo.

Sendo assim, para estes objetivos, ele é calculado a partir da média aritmética de três outros índices.

Como é constituído o IGP?

Vamos saber agora como é constituído o IGP. Assim, para o seu cálculo, o IGP considera os seguintes índices:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
  • IPA: índice de preços ao produtor amplo. Tem um peso na composição do IPC de 60%.
  • IPC: índice de preços ao consumidor, tem peso de 30%, na composição do IPC.
  • INPC: índice nacional de preços ao consumidor. Com peso de 10% na composição do Índice geral de preços.

Versões do IGP

Antes de saber sobre as versões do IGP, vamos entender como surgiu o índice. Primeiramente, ele é medido pela fundação Getúlio Vargas (FGV). Assim, ele foi concebido no final dos anos quarenta para ser um índice bastante abrangente.

O que é o IGP: como é constituído, versões e abrangência.

Basicamente, é voltado para as variações de preços de matéria-prima agrícolas e industriais, até os bens e serviços para consumidores finais.

As suas versões são:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
  • IGP-DI: índice geral de preços — disponibilidade interna. As suas medições são feitas do dia primeiro ao dia 30 ou 31 de cada mês.
  • IGP-M: índice Geral de preços do Mercado. Tem medição feita do dia 21 do mês anterior aos 20 do mês atual.
  • IGP-10: índice geral de preços 10. Mede a oscilação de preços entre o dia 11 do mês anterior e o dia 10 do mês corrente.

Como é calculado?

O que é o IGP: como é constituído, versões e abrangência.

Até aqui, já sabemos como o índice é constituído e quais suas versões. Contudo, é preciso saber também como ele é calculado.

Assim, na sua constituição estão os índices IPC, INPC e IPA. Vale lembrar também que já vimos os prazos de cálculo destes índices no tópico anterior.

Vamos agora compreender as características destes índices:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
  • IPA: mede as variações de preços agropecuários e industriais. No entanto, a medição é feita nas negociações entre empresas. Assim, são oscilações de preços antes do consumidor final.
  • IPC: mede a variação de preços direcionados às famílias com renda entre 1 e 33 salários mínimos.
  • INCC: mostra a variação de custo nos gastos com construção civil. No entanto, estes gastos envolvem materiais de construção, mão de obra e equipamentos.

Abrangência

O que é o IGP: como é constituído, versões e abrangência.

Antes de tudo, para saber a amplitude do IGP, é preciso o que ele mede. Assim, o IGP mede muitos fatores da economia. Entre eles estão:

  • Alimentação, saúde e cuidados pessoais;
  • Habitação, vestuário;
  • Educação, leitura e recreação;
  • Transportes, despesas diversas e comunicação;
  • Materiais e equipamentos, serviços e mão-de-obra.

Em contrapartida, a sua abrangência geográfica é: Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador.

Como o IGP afeta a sua vida?

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Agora vamos ver como o IGP afeta a sua vida. Este índice na sua versão IGP-M, afeta bastante os consumidores. Para quem não sabe, o IGP-M é também chamado de índice do aluguel.

Ou seja, ele mede a inflação que afeta as cotações desses imóveis comerciais e residenciais. A maior parte do indicador é formada por commodities. Assim, a pressão para cima dos preços das commodities, afeta o IGP-M.

Além disso, estes produtos são cotados em dólares. Portanto, a desvalorização cambial aumenta muito o preço destes produtos.

Por fim, para saber  sobre investimentos leia também: Criptomoedas tem valorização significante no mês de agosto

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


Conte-nos a sua opinião...