Sócio proprietário: saiba o que é e quais suas funções

22 de maio de 2024 - por Sidemar Castro


O sócio proprietário é aquele que detém a propriedade de uma parte da empresa, ou seja, possui uma participação societária na sociedade empresária. Essa participação pode ser representada por cotas ou ações, dependendo do tipo de empresa e do regime jurídico adotado.

Ele é responsável por investir capital na empresa, seja em dinheiro ou em bens, e compartilha a responsabilidade pelos resultados e pelas obrigações da empresa juntamente com os demais sócios.

Quer saber mais sobre o sócio proprietário? Então, leia a matéria a seguir e auente seus conhecimentos.

O que é um sócio proprietário?

Um sócio proprietário é um indivíduo que possui uma participação em uma empresa. Ele é um cofundador ou alguém que comprou uma parte da empresa. As responsabilidades e direitos de um sócio proprietário podem variar dependendo do tipo de empresa e do acordo entre os sócios, mas geralmente incluem o direito a uma parte dos lucros da empresa e a responsabilidade pelas dívidas da empresa.

O sócio proprietário pode ou não estar envolvido na gestão diária da empresa. Em algumas empresas, o sócio proprietário pode também ser o sócio administrador, o que significa que ele está ativamente envolvido na gestão e nas operações da empresa. Em outras empresas, o sócio proprietário pode ser um investidor passivo que não está envolvido na gestão diária da empresa. Tudo vai depender do seu contrato social.

Em resumo, um sócio proprietário é aquele que tem uma participação na propriedade de uma empresa e que pode ter diferentes níveis de envolvimento na gestão e operação da empresa, dependendo do acordo entre os sócios e do tipo de empresa.

Quais são as funções do sócio proprietário em uma empresa?

1) Investimento

O sócio proprietário é responsável por fornecer o capital necessário para iniciar ou expandir o negócio. Ele pode fazer isso através de dinheiro, propriedade ou outros ativos.

2) Participação nos Lucros e Prejuízos

Como proprietário, ele tem direito a uma parte dos lucros da empresa quando houver resultado positivo. Da mesma forma, ele também deve arcar com os prejuízos, quando o resultado for negativo.

3) Tomada de Decisões Estratégicas

Tomar decisões sobre diferentes aspectos do negócio é uma das funções mais cruciais do sócio proprietário. Cada decisão tem consequências, podendo impactar positiva ou negativamente a empresa. É fundamental agir em conformidade com o estatuto social e a legislação vigente para evitar complicações legais e proteger os bens pessoais.

Embora o sócio proprietário possa não estar envolvido no dia a dia da empresa, ele geralmente tem um papel na tomada de decisões estratégicas. Isso pode incluir a definição da direção geral da empresa, a aprovação de grandes despesas ou investimentos, e a contratação de executivos de alto nível.

4) Responsabilidade Legal

O sócio proprietário tem responsabilidade legal pela empresa, que é proporcional ao valor do investimento que fez. Ou seja, embora possa ganhar, isso também significa que ele pode ser responsabilizado por dívidas ou obrigações legais da empresa.

5) Transição de Papel

Dependendo do grau de maturidade da empresa, o sócio proprietário pode assumir a função de sócio administrador ou de sócio cotista. Conforme as necessidades da empresa, pode acontecer esse tipo de adaptação.

6) Gestão do Negócio

O sócio proprietário é responsável por diversos aspectos do negócio, como contabilidade, marketing, financeiro, estoque, recursos humanos, entre outros.

Ele delega funções, cobra resultados, terceiriza atividades secundárias e busca soluções para garantir o sucesso da empresa.

7) Planejamento do Negócio

Planejar envolve olhar para o futuro com base na realidade presente.

Com o auxílio de consultores e assessores, o sócio proprietário deve elaborar planos de longo prazo, considerando tanto a realidade interna quanto externa da empresa.

8) Captar recursos

A captação de recursos, ou seja, conseguir dinheiro e investimentos, é fundamental para a empresa sobreviver e fazer planos de expansão. Ele é quem leva à frente a ideia do negócio, e dessa maneira, consegue convencer investidores e empresas a fornecer recursos.

Quais as diferenças entre o sócio proprietário e o sócio administrador?

As diferenças entre o sócio proprietário e o sócio administrador estão principalmente no campo da responsabilidade e do envolvimento no dia a dia do empreendimento.

Sócio Proprietário:

  • É o cofundador ou alguém que tenha comprado a empresa.
  • Dependendo do grau de maturidade da empresa, ele pode assumir a função de sócio administrador ou de sócio quotista.
  • Sua responsabilidade é proporcional ao valor do investimento que fez e responde igualmente pela integralização do capital social.
  • Ele tem direito ao recebimento de lucros quando houver resultado positivo ou então arcar com os prejuízos, quando o resultado for negativo.

Sócio Administrador:

  • Este é o sócio da empresa que toma as decisões administrativas do negócio.
  • Ele participa da gestão e das rotinas do dia a dia da empresa.
  • Tem como principais atribuições, conduzir o negócio, responder pela sociedade, tomar decisões, assinar documentos e assumir as diversas ações gerenciais.
  • Sua remuneração se dá através do pró-labore, que é um pagamento referente ao seu envolvimento na empresa, e que implica em recolhimento do INSS.

Portanto, o sócio proprietário é aquele que investe no negócio, enquanto o sócio administrador é quem gerencia o dia a dia da empresa.

Fontes: Contabilizei, Meu Contador Online, Conta Bilix, Cora, Rock Content, Cunsulfis

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos