Queda nos custos de produção, o que vai acontecer com o Bitcoin?


Que história é essa do custo de produção do Bitcoin caindo? Como isso impacta a criptomoeda, já tão fragilizada?

Lembrando que, antes de comprar Bitcoin pela Nubank confira aqui se realmente vale a pena!

Quanto o Bitcoin caiu até agora?

O Bitcoin era avaliado em R$265.937 reais por unidade no dia 1 de Janeiro, agora se encontra em 112.516,92 reais. Uma queda de 57,69% somente em 2022.

O custo para produzir um Bitcoin

Se trata de um gasto energético, e estava mais ou menos em US$20.000, é o que os mineradores estavam gastando para resolver problemas matemáticos que validassem transações e continuasse a produção de cada moeda.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Lembrando que o bitcoin é limitado em até 21 milhões de unidades.

A polêmica opinião do banco JPMorgan

Mas agora o custo se reduz para US$13.000, assim o JPMorgan, que costuma ser polêmico nos diversos assuntos, enviou ao seus clientes a seguinte nota:

A queda no custo de produção da criptomoeda decorre do “declínio no uso de eletricidade, conforme dados do Cambridge Bitcoin Electricity Consumption Index, embora o hashrate (que mede a energia computacional usada na mineração de BTC) esteja flutuando nos últimos meses sem uma tendência de baixa clara”.

O que dizem é basicamente que, por hora está em flutuação e pode acontecer nada mas que eventualmente tudo pode piorar.

Alegam, no entanto, que essa redução no custo pode ser negativa para o preço final da moeda.

O JPMorgan lembra que o custo de produção serve como referência do mercado para apontar o fundo do preço da criptomoeda, quanto mais baixo o custo, portanto, maior pode ser a queda do ativo.

Basicamente estão confirmando que se os mineradores tinham um custo de $20.000 eles não estavam dispostos a vender por menos que isso, mas que agora que está com um custo de $13.000 podem acabar usando este valor como referência para um novo fundo.

O declínio no custo de produção pode ser percebido como negativo para as perspectivas do Bitcoin daqui para frente, na medida em que é percebido por alguns participantes do mercado como o limite inferior da faixa de preço da criptomoeda em um mercado em baixa.

Queda nos custos de produção, o que vai acontecer com o Bitcoin?

Quão relevante é a opinião do banco JPMorgan sobre o Bitcoin?

Não apresenta uma opinião tão relevante dado a recorrente participação do banco em assuntos que estejam em alta. Assim, o Bitcoin indo bem ganha um destaque do banco, quando vai mal o mesmo o condena.

Entenda mais opiniões polêmicas do JPMorgan aqui.

Por que bancos e casas de análise costumam flutuar em suas opiniões? Porque assim cria uma ilusão de que estão sempre acertando.

Afinal, ao comentar sobre um assunto enquanto ele está acontecendo, associamos esse ocorrido à quem o noticiou, validando sua análise como se tivesse sido feita muito antes do fato.

E agora? Faz sentido?

Isso tem sua razão, tem lógica e embasamento. Mas você pode ser “racionalmente burro” também.

Que dia alguém que compra Bitcoin parou pra olhar o preço de custo do minerador? Não é algo tão relevante do mercado para influenciar os preços dessa forma.

O preço dele não é por conta disso, é por conta da crença do mercado.

Visto sob este aspecto faz parecer que o Bitcoin possui um lastro, e o próprio JPMorgan noticiou há um tempo atrás que o Bitcoin não possui um lastro. Agora inventaram este lastro no custo energético?

Vi muita gente comentando sobre isso na comunidade, o que acontece é que toda vez que o Bitcoin cai a galera precisa arrumar uma justificativa. Até porque sempre tem um para falar “acabou! Bitcoin já era!”

Tá caindo simplesmente porque tem mais pessoas vendendo que comprando.

Cada um pode estar vendendo por uma razão, existe um conjunto de razões diferentes pois se trata de um ativo sem instituição reguladora.

Veja mais opiniões minhas numa live em que abordo sobre diverssos assuntos, entre eles o Bitcoin.

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assistir ao vídeo acima (do canal Investidor Sardinha) em que detalho mais sobre critpomoedas.

Aproveite e faça parte da nossa comunidade no Instagram (@oraulsena) pra ficar sempre por dentro dos investimentos e da Bolsa de Valores.

E não deixe de conferir, também: Vale a pena comprar Bitcoin e Ethereum no Nubank?.


Conte-nos a sua opinião...