Balanced scorecard: o que é e como aplicar em seu negócio?

O balanced scorecard é uma metodologia de gestão que foca em enxergar de forma balanceada todas as métricas da empresa. Saiba mais.

8 de fevereiro de 2023 - por Jaíne Jehniffer


O balanced scorecard (BSC) é um tipo de metodologia de gestão que tem como base a premissa de enxergar as métricas da empresa de forma balanceada, de acordo com os objetivos estratégicos da companhia.

Para isso, ela tem como base quatro perspectivas: financeira, processos internos, aprendizado e crescimento e clientes.

Essa é uma metodologia fácil e simples de ser aplicada, podendo trazer muitos resultados para a empresa. Isso porque uma das suas vantagens é que ela possibilita o melhoramento contínuo da empresa.

Além disso, o BSC permite uma maior clareza entre os colaboradores e facilita o feedback da equipe. Outra vantagem é que essa metodologia possibilita a mensuração dos resultados, com isso é possível verificar se a empresa está no caminho certo pra realizar seus objetivos.

O que é balanced scorecard?

O balanced scorecard (BSC) é uma metodologia de gestão que tem como ideia central enxergar de forma balanceada todas as métricas de uma empresa, agrupadas de acordo com os objetivos estratégicos e que tenham uma relação de causa e efeito entre si.

O balanced scorecard foi criado em 1992, pelos professores Robert Kaplan e David Norton, da Harvard Business School. Apesar de ser relativamente recente, essa teoria já ganhou muitos adeptos em todo o mundo.

Essa é uma metodologia bem simples e fácil de ser posta em prática, sendo útil no planejamento estratégico da empresa. Além disso, essa metodologia não é extremista nem restritiva, ela pode ser usada junto com várias outras metodologias e ferramentas como, por exemplo, a análise SWOT (FOFA).

A aplicação da BSC é fácil, mas para que ela realmente tenha sucesso, é essencial que haja uma mudança de mindset na empresa, para que a gestão possa ser vista como um todo de maneira balanceada, onde cada perspectiva do negócio afeta de forma direta as demais.

Quais são as perspectivas do balanced scorecard?

As perspectivas do balanced scorecard são quatro:

1- Perspectiva financeira

Nessa perspectiva, é preciso avaliar os objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo da empresa, isso levando em conta as expectativas dos investidores.

Sendo assim, para definir as metas, você pode se perguntar: quais metas financeiras precisam ser atingidas para oferecer bons resultados aos acionistas da empresa? Enfim, nessa perspectiva, você pode usar várias métricas como, por exemplo:

  • Custo de Aquisição de Clientes (CAC)
  • Retorno Sobre Investimento (ROI)
  • Churn Rate
  • Ticket médio

2- Perspectiva dos processos internos

Essa perspectiva serve para verificar quais são os processos que mais afetam o negócio e como aperfeiçoá-los. Sendo assim, o objetivo é melhorar a qualidade dos processos internos que devem ser performados com cada vez mais assertividade até que a excelência seja atingida.

Um detalhe importante é que, além de analisar os processos internos, é preciso identificar se é preciso criar novos processos, para que a estratégia seja ainda mais plausível e torne mais fácil o alcance dos objetivos da empresa. Sendo que a qualidade dos processos podem ser medidas por vários indicadores como, por exemplo:

  • Compliance
  • Produtividade
  • Inovação
  • Atendimento ao cliente mais ágil (pós-venda)

3- Perspectiva do aprendizado e crescimento no BSC

Como o próprio nome indica, o intuito dessa perspectiva é trabalhar no aprendizado da companhia. Sendo assim, ela representa a experiência e conhecimento necessários para que a empresa consiga realizar suas metas e objetivos, crescendo cada vez mais.

Para que essa perspectiva e as demais sejam alcançadas, os profissionais da empresa são essenciais. Desse modo, é de extrema importância que a empresa conte com profissionais preparados para o mercado e alinhados com a cultura da empresa. Portanto, a empresa deve investir em aspectos como:

  • Iniciativas que promovam a satisfação dos seus colaboradores
  • Capacitações e treinamentos
  • Criação e/ou aplicação mais assertiva de um Culture Code

4- Perspectiva dos clientes

Por fim, temos a perspectiva do cliente, que deve ser o motivo de todos os esforços da empresa, isto é, em um relacionamento com o cliente e a sua participação no mercado.

A empresa deve focar em estratégias para que daqui a anos, a empresa ainda tenha uma boa quantidade de consumidores, preferencialmente, uma quantidade maior do que hoje. Alguns pontos essenciais nessa perspectiva são:

  • Aquisição de clientes
  • Lucratividade do seu cliente
  • Retenção de clientes

Como aplicar o balanced scorecard?

De acordo com Kaplan e Norton, a aplicação do BSC envolve quatro etapas:

1- Visão e estratégia

Nessa etapa você deve traduzir a visão empresarial em uma estratégia para a empresa. É essencial que isso seja feito junto com todos os colaboradores da empresa, pois assim o processo se torna mais claro para todos. Primeiramente, clareie a visão e estabeleça um consenso, depois transforme a visão em estratégia.

2- Comunicar e vincular

Para que o BSC tenha sucesso na sua empresa, é essencial que toda a equipe esteja engajada no plano de ação. Para isso, a comunicação é muito importante. Portanto, é essencial que os colaboradores saibam sobre a metodologia e conheçam o plano de ação.

Uma boa forma de tornar o processo mais atrativo para os funcionários, é vincular recompensas com os indicadores de desempenho.

3- Planejar e fixar objetivos

Para alcançar os objetivos é preciso ter recursos disponíveis, seja financeiros, de infraestrutura ou humanos. Portanto, analise o que a empresa precisa para alcançar os seus objetivos. 

4- Feedbacks

Por fim, os feedbacks são essenciais para o aprendizado e crescimento. Sendo assim, leve os feedbacks da equipe em conta, para que a empresa continue a avançar.

O que é e como montar o mapa estratégico?

O balanced scorecard pode ser posto em prática por meio de um mapa estratégico, isto é, em um tipo de quadro-resumo visual do conceito de BSC que será implementado na empresa.

Para montar esse mapa em um formato simples, basta criar uma tabela com as quatro perspectivas e os seus elementos do BSC.

Depois disso, você pode adicionar os objetivos, indicadores, ações, metas a cada perspectiva, levando em conta os pontos de vista disponíveis. Enfim, montar esse mapa é bem simples e você pode usar a ferramenta que achar melhor como, por exemplo, Excel, post-its, cartolinas e etc.

4 vantagens de usar o balanced scorecard no seu negócio

As principais vantagens do BSC são:

1- Aperfeiçoamento contínuo

Você pode usar o mapa do BSC de acordo com as suas necessidades. Quando as metas e objetivos forem cumpridos, basta renovar o quadro. Dessa forma, você consegue manter a empresa em um aperfeiçoamento contínuo, pois essa ferramenta nunca fica ultrapassada.

2- Visão simples e intuitiva do planejamento

A aplicação do balanced scorecard é simples e fácil, oferecendo uma visão simples e intuitiva do projeto. Isso é essencial, pois de nada adianta ter um planejamento complexo que ninguém entende. Nesse sentido, o BSC é muito vantajoso, já que todos os colaboradores conseguem entendê-lo.

Ele tem ainda a vantagem de proporcionar uma visão clara do futuro da empresa em um único quadro, evitando com isso, problemas de comunicação.

3- Integração entre indicadores tangíveis e intangíveis no BSC

O BSC tem a vantagem de ter sido um dos primeiros modelos de gestão estratégica e reunir indicadores tangíveis e intangíveis em uma mesma estratégia.

Além disso, foi graças ao BSC que caiu por terra o mito de que apenas os indicadores financeiros e contábeis são importantes de se levar em conta na hora de analisar o sucesso e crescimento do negócio.

4- Mensuração

Por fim, temos ainda a vantagem de que o BSC permite mensuração dos avanços da empresa. Medir os avanços da companhia é essencial para verificar se a empresa está caminhando rumo aos seus objetivos e, com isso, realizar eventuais correções de rota necessárias.

Além disso, o BSC tem algumas outras vantagens, tais como:

  • Execução de planos de ação
  • Possibilidade de ajustar e corrigir planos de ação
  • Estímulo da cultura de aprendizado
  • Melhor visualização do futuro
  • Por fim, torna mias fácil a comunicação e o feedback da equipe

Fontes; Resultados digitais; Treasy; Agendor e; por fim; Rock content.

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos