Despesas variáveis, o que são? Conceito, como identificar e cortar gastos


As despesas variáveis, como o próprio nome sugere, são gastos com valores variados. Esses gastos, muitas vezes, estão relacionados à itens supérfluos e, por vezes, são realizados por impulso.   

O oposto das despesas variáveis, são as despesas fixas. Essas, por sua vez, são os gastos essenciais na vida, como energia elétrica ou internet.

Em resumo, caso você planeje reduzir gastos, é preciso identificar quais são as suas despesas essenciais e quais as variáveis. Depois disso, bastar cortar os gastos com coisas que você considera dispensáveis.

Jornal contábil

O que são despesas variáveis

As despesas variáveis tem seu valor definido de acordo com a frequência e quantidade de vezes com o que a pessoa consome certas coisas. Ou seja, o seu valor pode variar em cada mês e pode ser que as despesas não ocorram todos os meses.

Se, por exemplo, em determinado mês você for ao shopping, lanchar, comprar roupas e ainda for ao cinema, no final do mês as despesas variáveis terão sido superiores ao mês que você preferiu fazer um piquenique no parque, por exemplo.

Despesas variáveis o que são? Conceito, como identificar e cortar gastos

Meliuz

Já na administração de empresas, as despesas variáveis são aqueles gastos relacionados à venda de produtos. Por outro lado, no orçamento familiar, as despesas variáveis são gastos, muitas vezes, supérfluos. 

Como identificar

A principal característica de uma despesa variável é a falta de constância. Dessa forma, são aqueles gastos que nem sempre você tem e que, normalmente, variam. Alguns exemplos são:

  • Cinema;
  • Viagens;
  • Passeios;
  • Jantares fora de casa;
  • Roupas;
  • Animais de estimação.
Despesas variáveis o que são? Conceito, como identificar e cortar gastos

Patrus

Essas despesas, normalmente, não são programadas, mas sim feitas por impulso. Isso é um problema para o orçamento familiar, pois pode representar um bom custo.

Portanto, caso seja necessário cortar gastos com o objetivo de investir ou usar a verba para a realização de alguma meta, esses são os gastos que, geralmente, são cortados primeiro. 

Despesas variáveis X despesas fixas

As despesas fixas são aquelas que todos os meses, invariavelmente, você terá que pagar. Ou seja, são gastos essenciais na vida, como a água e a energia. Normalmente, seus valores possuem pouquíssima ou nenhuma alteração entre os meses.

Despesas variáveis o que são? Conceito, como identificar e cortar gastos

Saipos

Além disso, as despesas fixas são difíceis de serem cortadas, ao passo em que as despesas variáveis, normalmente, são mais fáceis de serem abolidas.

Em resumo, as despesas fixas são os gastos com serviços difíceis de viver sem. Já as despesas variáveis, no geral, não são tão necessárias. 

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Por que reduzir as despesas variáveis

Existem diversos motivos que podem te levar a querer reduzir os gastos com despesas variáveis. Seja qual for o motivo, cortar os gastos não-essenciais, com certeza, faz uma grande diferença no final do mês.

Alguns motivos para reduzir as despesas podem ser a necessidade de aumentar seu patrimônio, investir mais, criar uma reserva de emergência ou atingir um objetivo definido.

Despesas variáveis o que são? Conceito, como identificar e cortar gastos

Guia bolso

Na hora de definir os motivos e o planejamento para alcançar os objetivos, seja realista. Não adianta se propor a cortar todos os gastos, não conseguir e se sentir frustrado.

Ou seja, é mais interessante ir aos poucos cortando os gastos, sem necessariamente abolir todas as despesas que te dão prazer. Dessa maneira, a economia se torna um hábito, e não um castigo.  

Como cortar gastos

No planejamento do orçamento familiar, é importante tomar conhecimento das despesas variáveis para que seja feito um bom planejamento de gastos. Uma boa forma de fazer essa análise é anotando, diariamente, todos os seus gastos.

Pode parecer chato no começo, mas assim que se torna um hábito, fica fácil. Anote absolutamente todos os seus gastos durante um mês. No final do mês separe os gastos em duas listas, uma de despesas fixas e outra de despesas variáveis.

Bus vision

Por fim, faça as contas e descubra o quanto do seu orçamento está sendo gasto com despesas variáveis. Nesse momento, você pode traçar um plano para controle de gastos.

Além de cortar os gastos, você pode também reduzir alguns gastos fixos, apenas trocando por opções mais baratas. Por exemplo, o pacote de internet da sua casa pode ser trocado por um mais em conta, caso você não o use com frequência. 

Não precisa retirar todos os seus gastos variáveis, mas tenha em mente que se sua intenção for atingir, por exemplo, a liberdade financeira, você vai precisar de mais ativos do que passivos. Em outras palavras, mais dinheiro sendo investido do que contas para pagar. 

E aí, ficou interessado em reduzir as despesas variáveis e investir no seu futuro? Então, veja o vídeo de Raul Sena e descubra alguns segredos na hora de escolher em quais empresas você irá investir na bolsa de valores:

Gostou de aprender sobre os gastos variáveis e a importância de reduzi-los? Então, veja aprenda também o que é Liquidez, o que é? Conceito, como funciona e impactos nos investimentos

Fontes: Bom controle, Organizze e Toro radar

Imagens: Saipos, Jornal contábil, Martarello advogados, Patrus, Meliuz, Guia bolso e Bus vision

Conte-nos a sua opinião...