Dicas para economizar nas compras de fim de ano

Com o fim de ano chegando, é mais do que tempo de planejar as compras para as festas. Veja dicas de como economizar.

28 de setembro de 2021 - por Sidemar Castro


O tempo passa rápido, e já é hora de enfrentar a maratona das compras de fim de ano, festas e confraternizações. Nesse período, é importante fazer um bom planejamento econômico para as compras.

Os presentes para amigos e familiares, ou festas de amigo secreto na empresa, já podem ser programados. O seu bolso vai agradecer, pois quanto mais perto das datas festivas, mais caros e difíceis de adquirir eles serão. Portanto, não há escapatória.

O planejamento financeiro é imprescindível, ainda mais com o aumento da inflação. É essencial avaliar de maneira cautelosa os preços oferecidos no mercado antes de realizar qualquer espécie de compra.

16 dicas imperdíveis para economizar nas compras de final de ano

As compras de fim de ano podem ser uma tentação para muitas pessoas, mas também podem comprometer o orçamento e gerar dívidas. Para evitar isso, é preciso planejar e seguir algumas dicas simples que podem ajudar a economizar e aproveitar melhor as ofertas.

Veja a seguir 16 dicas sobre como economizar nas compras de fim de ano:

1. Programe-se

Faça uma lista do que precisa comprar e estipule um limite de gastos para cada item. Assim, você evita comprar por impulso e se mantém dentro do seu orçamento.

2. Pesquise

Pesquise os preços dos produtos que deseja em diferentes lojas, sites e aplicativos. Você pode usar ferramentas como o Buscapé, o Zoom e o Google Shopping para comparar as ofertas e encontrar as melhores opções.

3. Ofertas

Aproveite os descontos e as promoções, mas cuidado com as armadilhas. Muitas vezes, os preços são inflacionados antes das datas comemorativas para depois serem reduzidos e parecerem mais vantajosos. Por isso, é importante acompanhar a variação dos preços ao longo do tempo e verificar se o desconto é real.

4. Pague à vista

Prefira pagar à vista e em dinheiro, se possível. Assim, você evita os juros do cartão de crédito e do parcelamento, que podem encarecer a compra. Além disso, você pode negociar um desconto maior com o vendedor se pagar em dinheiro.

5. Parcelas pequenas

Evite parcelar as compras em muitas vezes, pois isso pode comprometer o seu orçamento nos meses seguintes. Se for parcelar, escolha o menor número de parcelas possível e certifique-se de que elas caibam no seu bolso.

6. Antecipe as compras

Antecipe as compras de fim de ano e evite a correria e a lotação das lojas nos dias próximos ao Natal e ao Ano Novo. Assim, você tem mais tempo para pesquisar, comparar e escolher os produtos com calma e sem pressão.

7. Programas de fidelidade

Utilize os programas de fidelidade, os cupons de desconto e os cashbacks que as lojas oferecem. Eles podem gerar uma economia significativa nas compras de fim de ano, mas é preciso ficar atento às regras e às condições de uso desses benefícios.

8. Customizar e reformar

Reaproveite os itens que já tem em casa, como roupas, acessórios, decorações e embalagens. Você pode customizar, reformar ou reciclar esses itens e dar uma nova cara a eles, sem gastar muito dinheiro.

9. Troca-troca

Troque presentes com os amigos e familiares por meio de um amigo secreto ou de um bazar solidário. Assim, você economiza na quantidade de presentes que precisa comprar e ainda se diverte com a brincadeira.

10. Faça seus próprios presentes

Seja criativo e faça os seus próprios presentes, como artesanatos, comidas, cartões ou vouchers. Esses presentes são mais baratos, personalizados e demonstram mais carinho e atenção do que os presentes comprados prontos.

11. Aproveite a Black Friday

Ao aproveitar os descontos e promoções da Black Friday, que acontece sempre na última sexta-feira de novembro. Além de não ficar em filas, você economiza e garante seu presente para presentear.

12. Use o décimo terceiro com sensatez

Usar o décimo terceiro para cobrir os gastos extras do final de ano é uma possibilidade, mas o mais indicado é que o planejamento de compras e gastos estejam dentro do que você recebe todo mês, sem levar em conta os ganhos extras. O décimo terceiro deve ser um extra estratégico para quitar dívidas com juros, colocar em algum investimento para render melhor e planejar melhor para o próximo ano.

13. Crie metas

Uma dica para guardar dinheiro e reavaliar gastos no período de fim de ano, é pensar no futuro imediato.

É preciso planejar o que fazer com os gastos que vão aparecer no início do ano. Para isso é importante criar metas que ajudem a manter na linha. Isso pode ser feito por uma quitação de dívidas, compra de uma viagem ou apenas investir mais. Mas para isso é preciso guardar dinheiro pensando no futuro.

14. Deixe as crianças em casa

As lojas investem muito em marketing nessa época do ano, visando atingir o público infantil. Assim, é aconselhável deixar elas em casa para evitar expô-las às armadilhas do comércio e ter de ficar dizendo “não” em público, reiteradamente a elas, diante das compras por impulso.

15. Divida a responsabilidade de gastos

As festas de fim de ano são datas perfeitas para reunir a família, fazer churrasco, encher a mesa de pratos deliciosos e decorar a casa toda. Mas tudo isso tem custos financeiros. É preciso, então, organizar a divisão de receita com os familiares.

16 – Use a internet

Use a rede de computadores a seu favor. Através da internet você pode não só ter acesso a milhões de produtos na palma da sua mão, podendo consumir itens que estejam até mesmo em outros estados ou países.

No entanto, para fazer compras de final de ano através da internet é preciso cuidados com a segurança. Verifique se o site no qual você está planejando consumir é realmente confiável. Uma dica é ficar de olho no cadeado que fica no lado esquerdo da barra de endereço do seu navegador. Se não tiver esse ícone de segurança, muito provavelmente não é um site seguro e, portanto, deve ser evitado.

Fontes: Pag seguro, Embracon, Banco 24 horas, Serasa

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos