Planejamento financeiro pessoal: 15 passos para criar o seu


O planejamento financeiro pessoal funciona como um guia que irá te auxiliar a alcançar seus objetivos financeiros. Isso é possível pois através do planejamento, você irá não apenas organizar as finanças, mas também controlar os seus gastos.

Sendo assim, por meio do planejamento financeiro pessoal, você consegue economizar dinheiro, evitar compras por impulso e ainda se livrar das dívidas.

Dessa forma, ao fazer o planejamento financeiro pessoal, você pode transformar seus sonhos em objetivos alcançáveis e determinar metas mensuráveis que, quando realizadas, irão te colocar mais perto da realização dos seus objetivos.

O que é planejamento financeiro pessoal?

De maneira geral, o planejamento envolve o estabelecimento de metas, a definição de estratégias e os feedbacks, que ajudam a melhorar o processo. O planejamento financeiro pessoal, por sua vez, consiste em organizar as finanças pessoais.

Sendo que a intenção é ter capacidade de organização para lidar com dinheiro, antecipar situações que possam impactar sua vida financeira e desenvolver estratégias para que você possa atingir seus objetivos financeiros.

Além disso, é preciso analisar constantemente quais as atitudes estão dando certo ou errado, para que os ajustes necessários possam ser realizados. Para que tudo isso seja feito, é essencial ter informações precisas que irão ser a base para as projeções de possíveis cenários envolvendo sua vida financeira.

planejamento financeiro pessoal

Softline group

Por fim, o planejamento financeiro pessoal está relacionado também com seus hábitos financeiros. Isso porque alguns hábitos podem contribuir com as suas finanças pessoais, enquanto outros podem destruir a sua saúde financeira. Alguns hábitos são:

  • Evitar compras parceladas e preferir juntar o dinheiro para comprar à vista;
  • Ficar de olho nos gastos com cartão de crédito;
  • Fazer uma reserva de emergência;
  • Usar planilhas para fazer o planejamento financeiro;
  • Fazer cursos na área de educação financeira e planejamento financeiro.

Além desses hábitos, é fundamental que você busque aprender a cada dia mais sobre dinheiro, tenha disciplina nos seus gastos e faça revisões periódicas no seu orçamento para que seus objetivos financeiros sejam alcançados. 

Importância do planejamento financeiro pessoal

O planejamento é muito importante para que você possa alcançar seus objetivos financeiros. Em outras palavras, sem o controle das suas finanças pessoais, você dificilmente vai conseguir realizar seus objetivos.

planejamento financeiro pessoal

The cap

De maneira geral, as pessoas sem planejamento se endividam e acabam com sua saúde financeira. Portanto, as pessoas sem planejamento normalmente:

  • Gastam tudo o que ganham;
  • Ficam endividados ao gastar mais do que ganham;
  • Não investem direito, deixando o dinheiro na poupança, por exemplo.

O que um planejamento financeiro pessoal possui

O planejamento financeiro pessoal possui:

1- Representação da realidade

O planejamento deve refletir claramente qual a sua atual situação financeira. Para isso, ele deve ser capaz de responder algumas perguntas essenciais, como por exemplo: qual a sua renda mensal? Quais são seus gastos fixos e variáveis? Quais são suas dívidas e para quem você deve? Sua reserva de emergência te garante por quantos meses? Qual o valor que você possui investido?

2- Teto de gastos no seu planejamento financeiro pessoal

O teto de gastos é o valor máximo que você irá gastar. Para fazer o seu orçamento e definir um teto de gastos, é preciso considerar quais são as suas receitas e despesas atuais e determinar o quanto você pretende ter nos próximos meses.

Depois de levantar esses dados, determine o quanto você poderá gastar em cada categoria de despesa. A intenção é evitar gastos desnecessários e se possível aumentar sua receita.

Sagres online

3- Prazos

Determine metas para o curto, médio e longo prazo. A intenção é que cada meta realizada seja um passo em direção à realização dos seus objetivos financeiros. Geralmente considera-se que curto prazo é até 1 ano, médio prazo fica entre 1 a 5 anos e longo prazo é mais de 5 anos.

4- Plano de investimentos

Investir é uma maneira de fazer o seu dinheiro trabalhar por você. Portanto, o planejamento financeiro pessoal envolve também um plano de investimentos.

No seu plano, você deve considerar quais são os objetivos com as aplicações, para o curto, médio e longo prazo. Nessa etapa, vale a pena estudar sobre investimentos e evitar algumas aplicações, como, por exemplo, a poupança que traz um retorno abaixo da inflação.

5- Análise e atualização

O planejamento financeiro pessoal precisa ter também uma análise e atualização periódica. A análise é importante para que você possa identificar as partes que não estão funcionando no seu planejamento e possa realizar as atualizações necessárias.

Vantagens e desvantagens de um planejamento financeiro pessoal

Uma das grandes vantagens de organizar as finanças pessoais, é adquirir melhores hábitos de consumo. Ou seja, ao ter um planejamento financeiro pessoal você é menos influenciado por campanhas de marketing e diminui as compras por impulso.

planejamento financeiro pessoal

Central pronatec

Dessa maneira, você consegue gastar somente com o que você tiver planejado, mantém sua saúde financeira e pode se livrar das dívidas. Além disso, ao analisar periodicamente seu planejamento, você consegue identificar o seu perfil de consumo, logo, você pode tomar atitudes para evitar gastos desnecessários e por impulso.

Tudo isso resulta em outra vantagem: conhecimento sobre a sua realidade financeira. Essa é uma grande vantagem pois sabendo exatamente qual a situação das suas finanças, você consegue determinar os tetos de gastos, as economias e estabelecer metas para alcançar seus objetivos financeiros.

Existe ainda a vantagem de que com o planejamento você consegue proteger a sua família, já que você evita comprometer boa parte do orçamento familiar com gastos desnecessários ou dívidas. Por fim, existe ainda a vantagem de que você consegue se planejar para acabar com as dívidas. Não existem desvantagens em fazer um planejamento financeiro pessoal.

Como fazer um planejamento financeiro pessoal

Agora que você já percebeu que o planejamento financeiro pessoal só possui vantagens, está na hora de aprender como fazer:

1- Organize suas finanças para fazer um planejamento financeiro pessoal

O primeiro passo é organizar todos os seus gastos. Para isso, você deve anotar em um papel, planilha ou aplicativo, quais são seus gastos mensais. Depois disso, separe os gastos por categorias. 

2- Gastos

Depois de organizar suas finanças, está na hora de analisar onde você pode realizar cortes de gastos para que suas despesas sejam condizentes com a sua renda. Desse modo, você evita gastar mais do que ganha e ainda pode se planejar para economizar visando a criação de uma reserva de emergência ou para investir.

3- Acompanhe seus gastos

O acompanhamento dos gastos é importante para que você saiba todos os dias como estão suas finanças pessoais. Uma boa maneira de fazer isso, é recorrer a aplicativos de gerenciamento financeiro.

planejamento financeiro pessoal

Suno

4- Compre apenas o que você precisa

Chega de gastos por impulso comprando coisas que você não precisa. Planeje quais serão os seus gastos e compre somente os itens que foram planejados. Talvez no começo você tenha dificuldades, mas com o tempo vai ficando mais fácil. 

5- Compare os preços

Os preços do mesmo produto podem variar bastante entre lojas diferentes. Sendo assim, não deixe de comparar os preços antes de comprar algo. Inclusive, se você for comprar pela internet, existem sites que fazem essa comparação de preços.

6- Educação financeira

A falta de educação financeira é um grande problema dos brasileiros. Como não temos essa disciplina nas escolas e poucas pessoas aprendem como lidar com dinheiro em casa, temos como resultado muitas pessoas endividadas. Portanto, estude sobre educação financeira e aprenda como lidar com o seu dinheiro.

7- Dívidas

Ao manter dívidas com juros altos, você está basicamente jogando dinheiro fora. Além de acabar com a sua saúde financeira, as dívidas também causam desgaste na sua saúde física e mental. Por isso, se organize financeiramente e negocie suas dívidas.

Diário de investimentos

8- Reserva de emergência

A reserva de emergência é uma reserva que deve ser usada apenas em imprevistos. Geralmente o recomendado é que ela seja equivalente a 6 meses dos seus gastos mensais, mas você pode fazer uma reserva maior se quiser.

Vale destacar que o recomendado é deixar a reserva em um local de fácil acesso e não em investimentos. Além disso, você deve começar a investir somente depois que já tiver feito sua reserva, assim você evita fazer o resgate das suas aplicações quando surgirem imprevistos.

9- Evite o cartão de crédito

Deixe para usar o cartão de crédito somente quando você for ter vantagens com ele. Inclusive, existem algumas maneiras de lucrar com os bancos por meio dos cartões de crédito, como por exemplo, através das milhas e cashback. Em contrapartida, se você não for ter benefícios, prefira pagar em dinheiro. 

10- Pague à vista

Se o pagamento à vista resultar em descontos, prefira pagar em dinheiro. Dessa forma, você consegue comprar o produto desejado e economiza dinheiro. Uma dica extra é sair apenas com o dinheiro necessário para comprar os itens desejados. Dessa maneira, você consegue evitar os gastos por impulso.

Sind comerciosl

11- Seja realista

Ao definir seus objetivos, seja realista. Ser realista vai te ajudar a realizar seus objetivos mais facilmente e vai evitar que você desista no meio do caminho porque ficou difícil demais.

12- Metas no seu planejamento financeiro pessoal

As metas são fundamentais em um planejamento financeiro pessoal, já que é através delas que você conseguirá atingir seus objetivos financeiros. Não deixe de estabelecer metas que sejam alcançáveis, tenham prazo e sejam mensuráveis.

13- Analise seus objetivos mensalmente

Analisar seus objetivos mensalmente é uma maneira de verificar como está o andamento do seu planejamento e atualizar o que for necessário. Além disso, conferir como anda seu planejamento é uma maneira de não se esquecer dos planos de longo prazo e se manter motivado no controle financeiro.

14- Padrão de vida

O problema de grande parte dos brasileiros é querer viver em um padrão de vida acima do que a sua situação financeira permite. Ao analisar suas fontes de renda e receitas, você conseguirá notar se você faz parte desse grupo ou não.

Logo, você poderá tomar atitudes para adequar seu padrão de vida com a sua situação financeira. Essa adequação é fundamental para que você consiga viver bem, investir e não ficar endividado.

planejamento financeiro pessoal

Uninorte

15- Estude sobre investimentos

Ao investir você faz o seu dinheiro trabalhar por você e pode alcançar seus objetivos financeiros mais rápido. Entretanto, se você tentar investir sem estudar sobre investimentos, você pode ter grandes prejuízos. Por isso, não deixe de estudar antes.

Uma maneira de fazer isso é por meio de livros e cursos. Um curso que pode te ajudar bastante é A Única Verdade Possível. Já os livros, você pode conferir algumas indicações na seguinte lista: Livros sobre investimentos obrigatórios para investidores iniciantes

Fontes: Idinheiro, NubankEu em dia

Imagens: Softline group, Ipog, The cap, Sagres online, Central pronatec, Diário de investimentos, Uninorte, Suno e Sind comerciosl

Conte-nos a sua opinião...