3 dicas do que fazer se acabar a reserva de emergência

15 de fevereiro de 2023 - por Jaíne Jehniffer


Se acabar a reserva de emergência, você precisa encontrar novas fontes de renda como, por exemplo, por meio de fontes de renda extra. Em resumo, a  reserva de emergência é uma reserva financeira que serve para lidar com imprevistos como, por exemplo, a perda do emprego.

Geralmente, uma reserva de emergência tem um salto correspondente a 6 meses dos gastos mensais da pessoa. Portanto, pode acontecer da pessoa usar toda a reserva antes de conseguir uma nova fonte de renda. É por isso que quanto maior for a reserva melhor.

Além disso, se você for usar a sua reserva de emergência, busque formas de fazer ela render o máximo possível, cortando gastos desnecessários e afins. Por fim, quando você se recuperar financeiramente, se organize para construir uma nova reserva.

3 dicas do que fazer se acabar sua reserva de emergência

O que fazer quando a sua reserva de emergência acabar vai depender da sua situação financeira, por exemplo, se você tem fontes de renda ou não. Sendo assim, vamos considerar o que você poderia fazer em diferentes situações:

1- A sua reserva acabou e você não tem nenhuma fonte de renda

Primeiramente, se você perdeu a sua fonte de renda e precisou recorrer à reserva de emergência, é essencial que você procure reduzir os custos ao máximo. Ou seja, passe a viver um degrau abaixo do seu padrão de vida atual, com o intuito de fazer a sua reserva de emergência render.

Por exemplo, se você mora em um local cujo aluguel é muito alto, você pode mudar para uma região com aluguel mais barato. Além disso, você deve cortar os gastos supérfluos e ficar apenas com as despesas essenciais. Até mesmo os gastos essenciais podem ser reduzidos por meio de uma boa economia doméstica.

Além de reduzir os gastos para fazer sua reserva durar mais, procure novas fontes de renda. Além de uma fonte de renda formal, como um emprego de carteira assinada, você pode procurar formas de fazer uma renda extra, assim você não depende apenas da sua reserva de emergência.

Por fim, se a sua reserva acabar antes que você consiga um emprego e fontes de renda extra, você pode pensar sobre a possibilidade de pegar um empréstimo. Mas tome muito cuidado com os juros altos e evite opções como cheque especial.

2- Você tem investimentos

Se acabar a reserva de emergência mas você ainda tiver seus investimentos intactos, está na hora de fazer o resgate dos ativos. No entanto, mexer nos seus investimentos deve ser uma atitude a ser tomada apenas se você realmente não tiver outra opção.

Isso porque, ao resgatar seus investimentos, você está consumindo parte do seu patrimônio o que vai atrapalhar a realização dos seus objetivos ao investir. Além disso, ao fazer o resgate, leve em conta a liquidez e o retorno da aplicação.

Sendo assim, verifique quais ativos podem ser resgatados e que causam menos danos ao seu patrimônio por causa do resgate antecipado. Verifique ainda qual o rendimento da aplicação e se você irá perder parte do retorno devido ao resgate antes do prazo.

Por fim, não faça o resgate de todos os seus investimentos de uma única vez. Ao invés disso, vá resgatando aos poucos, mas fique atento ao prazo desde a solicitação de resgate, até o dinheiro cair na sua conta. Paralelo a isso, busque novas fontes de renda para evitar usar todo o seu investimento e ficar sem nada.

3- A reserva acabou mas você tem investimentos e uma fonte de renda

Por fim, existe ainda o cenário onde a reserva de emergência chegou ao fim, mas você ainda tem investimentos e uma fonte de renda. Esse é o cenário mais promissor, pois você pode se organizar para refazer a sua reserva.

Essa situação pode ocorrer, por exemplo, quando a pessoa fica sem emprego, usa a reserva e antes que tenha que mexer nos investimentos, ela consegue outro emprego.

Neste caso, a dica é se organizar para reconstruir a sua reserva aos poucos. Sendo assim, você pode dedicar uma pequena parte do seu salário mensal para ir construindo a reserva. Mesmo que você demore para refazer a sua reserva, é importante que você tome essa atitude o quanto antes.

Isso porque, se você ficar enrolando e não criar uma nova reserva de emergência, você não terá a segurança que ela proporciona. Logo, se você perder a sua fonte de renda novamente, você terá que resgatar seus investimentos, pois você não terá a reserva para te ajudar.

Fontes: Valor investe e Uol.

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato