PEC e pronunciamento do presidente da Fed movimentam mercado


Uma decisão judicial relacionada a PEC dos Precatórios, determinada na última sexta-feira (05), chamou a atenção dos investidores para hoje (08).

O motivo disso é que a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, autorizou por meio de liminar a interrupção do pagamento das emendas do relator. Ou seja, as mesmas que foras utilizadas para negociações na votação da PEC dos precatórios.

Essa reviravolta pode alterar todo o progresso conquistado na semana passada através das elevações no leilão do 5G, levantamentos com resultados positivos das empresas no terceiro trimestre e o progresso da PEC dos Precatórios. Sendo assim, houve uma soma com avanço de 1,28% do Ibovespa na última semana.

Detalhes da decisão judicial

PEC e pronunciamento do presidente da Fed movimentam mercado

O julgamento sobre a decisão está prevista para acontecer no plenário virtual do Supremo. Portanto, deve ocorrer em sessão extraordinário e durante o dia de hoje (08). No entanto, a decisão pode adiar os votos em segundo turno da PEC dos Precatórios na Câmara.

Além disso, tem a capacidade também de determinar um resultado desfavorável da proposta gerada pelo governo e parceiros para possibilitar o novo Bolsa Família, conhecido como Auxílio Brasil. Por isso, a semana se inicia de forma agitada e com a atenção redobrada dentro do mercado.

Estados Unidos da América

PEC e pronunciamento do presidente da Fed movimentam mercado

Está previsto para acontecer hoje também o pronunciamento do Jerome Powell, o presidente do Federal Reserve (Fed), o Banco Central (BC) dos Estados Unidos da América (EUA). Os investidores estão curiosos para saber se terá qualquer informação sobre os juros. Como, por exemplo, as chances do valor aumentar e de quando isso irá acontecer.

Ademais, também foi revelado que houve uma redução na aquisição de títulos públicos. Sendo assim, uma aplicação menor de capital na economia por meio da autoridade monetária dos Estados Unidos da América. Com isso, é esperado uma elevação nos juros.

Na última semana houve vários resultados positivos dos 3 indicadores de destaque de Nova York. Como, por exemplo, o índice Dow Jones que encerrou o dia com aumento de 0,56% com 36.327,95 pontos e fechou a semana com alta de 1,42%.

Já o S&P 500 teve um acréscimo de de 0,37% com 4.697,53 pontos e elevou em 2%. A Nasdaq também cresceu 0,20% com 15.971,59 pontos e teve uma avanço de 3,05%. Portanto, é 5ª semana consecutiva de conquistas positivas dos índices.

Vale lembrar também que o ETF de destaque das ações do Brasil na bolsa dos Estados Unidos da América, conhecido como EWZ, teve alta de 2,32% na última sexta-feira (05). Sendo assim, diminuiu o impacto da perda de 2,75% no dia anterior (04).

Conte-nos a sua opinião...