Fundos imobiliários que dependem da Americanas – e agora?


Depois das ações de Lojas Americanas (AMER3) desabarem com a descoberta do rombo de R$ 20 bilhões, muitos investidores ficaram preocupados. Outros, que NÃO investem nas Americanas, estão mais tranquilos. O problema é que, no mercado financeiro, está tudo conectado. E vários fundos imobiliários têm a Americanas como inquilina.

Por isso, aparentemente deu ruim para esses FIIs. E eu vou te mostrar quais são os fundos imobiliários que correm perigo com a queda da Americanas. O que pode acontecer com quem investe em cada um desses fundos?

O que são fundos imobiliários?

Para os iniciantes, fundos imobiliários são um tipo de condomínio especializado na comercialização e no aluguel de imóveis de grande porte. Todos os meses, estes fundos recebem o valor arrecadado dos inquilinos. E uma parte deste valor vai pra conta de cada cotista (investidor).

Existem diversos tipos de fundos imobiliários, que podem atuar na exploração comercial de salas e escritórios, galpões logísticos, parques fabris, hotéis, hospitais, etc.

Logo, alguns destes fundos possuem imóveis que são alugados por grandes empresas listadas na Bolsa de Valores.

Quais FIIs têm receita da Americanas

Como ocupa grandes espaços, a Americanas decidiu alugar imóveis para abrigar parte das suas 3.600 lojas – distribuídas em mais de 900 cidades. E coube aos fundos imobiliários fornecer estes imóveis.

Segue, portanto, a lista dos fundos imobiliários que têm a Americanas como inquilina, bem como o percentual da receita advinda da companhia:

  • MAXR11 (Max Retail): 34%
  • GGRC11 (GGR Covepi Renda): 19,91%
  • XPLG11 (XP Log): 8%
  • LVBI11 (VBI Logístico): 7%
  • BRCO11 (Bresco Logístico): 6%
  • VIUR11 (Vinci Imóveis Urbanos): 1%
  • RBRL11 (RBR Log): Valor não foi informado (contrato rescindido)
  • HGLG11 (CSHG Logística): Vendendo pro GGRC11 o imóvel alugado para a Americanas

FIIs com Americanas no portfólio vão quebrar?

Primeiramente, é preciso entender que a descoberta das possíveis fraudes contábeis de R$ 20 bilhões da Americanas acabou respingando, além dos próprios FIIs, em vários outros ativos da Bolsa de Valores.

Num primeiro momento, as ações de quase todas as empresas do varejo também caíram.

Depois, foi descoberto que uma “caixinha” do Nubank (NYSE:NU) investia em debêntures da Americanas e teve prejuízo. Trata-se da NU Reserva Imediata, que tinha 10% do valor aportado nas debêntures.

Além disso, bancos como o BTG Pactual (BPAC11) e Bradesco (BBDC4) são grandes credores da Americanas e começaram uma corrida contra o tempo para congelar os valores bilionários antes da empresa entrar em recuperação judicial.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

FIIs sentem impacto do rombo da Americanas

Os fundos imobiliários que têm uma fatia maior das receitas proveniente da Americanas já sentiram algum impacto da crise nas suas cotações.

De fato, a Americanas está com um alto risco de insolvência e precisa se capitalizar para continuar honrando seus compromissos financeiros. Entre estes, claro, estão os aluguéis.

Isso não significa, no entanto, que a Americanas vai dar o calote em todo mundo.

Devo vender os fundos imobiliários?

Ainda é cedo para saber o que vai acontecer com a Americanas. Mas, é certo que a empresa vai passar por um processo de reestruturação. Pode acontecer, até, de a companhia ter bilhões de reais em impostos perdoados pelo governo.

Então, na minha opinião, você não deve sair vendendo seus fundos imobiliários só porque eles têm a Americanas como UM DOS inquilinos.

Se você comprou o fundo pelos motivos certos, depois de fazer uma boa análise fundamentalista do FII, está tudo certo! Talvez o mais prudente seja esperar a poeira baixar.

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assistir ao vídeo acima (do canal Investidor Sardinha) em que detalho quais são os fundos imobiliários mais impactados pela queda da Americanas (AMER3).

Aproveite e faça parte da nossa comunidade no Instagram (@oraulsena) pra ficar, portanto, sempre por dentro dos investimentos e da Bolsa de Valores.

E não deixe de conferir, também: conheça os fundos imobiliários mais baratos do momento.

Conte-nos a sua opinião...