Fazer o seguro do carro ou investir o dinheiro?

Será que vale a pena fazer o seguro do carro? E se eu investir o dinheiro que pagaria mensalmente pelo seguro?

19 de maio de 2022 - por Raul Sena (Investidor Sardinha)


Tem coisas que parecem óbvias, mas não são. Pelo menos para algumas pessoas. Essa semana, eu recebi uma mensagem que me deixou bastante intrigado. Um seguidor questionava se vale a pena fazer o seguro do carro. Não seria melhor investir o dinheiro?

A mensagem que recebi era bastante enfática no sentido de que o seguro do carro não é uma opção financeiramente inteligente. Na verdade, a pessoa chegou a dizer que o seguro é coisa de gente “pobre” e “burra”.

Segundo ele, existe uma lógica por trás disto. A estratégia é aplicar no Tesouro Direto o dinheiro que seria gasto mensalmente no seguro.

Assim, caso ocorresse um sinistro, bastava usar o dinheiro investido. E, se tudo corresse bem, o rendimento seria muito maior.

Mas, será que isso realmente faz algum sentido?

Modelos de carros mais vendidos

Para descobrir se nosso amigo está certo, resolvi fazer as contas. Então, tomei por base o valor dos carros mais vendidos no Brasil.

A lista de carros com mais emplacamentos, em 2021, é a seguinte:

  1. Hyundai HB20 – 86.455
  2. Fiat Argo – 84.644
  3. Jeep Renegade – 73.913
  4. Chevrolet Onix – 73.623
  5. Jeep Compass – 70.906
  6. Volkswagen Gol – 66.228
  7. Fiat Mobi – 65.847
  8. Hyundai Creta – 64.759
  9. Volkswagen T-Cross – 62.307
  10. Chevrolet Onix Plus – 54.707

Para colocar tudo na ponta do lápis, não vamos considerar o valor do carro zero.

Na verdade, apenas um pequeno grupo de pessoas costuma comprar carro novo. Eu mesmo, pra ser honesto, nunca comprei.

Então, vamos usar o preço médio – pela Tabela Fipe – do HB20 ano 2021.

Temos, portanto, o valor de R$ 75 mil.

Fazer o seguro do carro ou investir o dinheiro?

Valor do seguro de carro

Nosso próximo passo é descobrir qual o valor do seguro do carro escolhido.

Aqui, obviamente, temos muitas variáveis, como a idade do condutor, seu histórico e sua localidade.

Usando uma média de idade (23 a 40 anos) e de estados diferentes, cheguei ao valor de R$ 1.989,00.

Ou seja, este o total que seria gasto, por ano, para garantir a proteção de um veículo de R$ 75 mil.

Se considerarmos um seguro que custe 5% do valor do carro, teríamos o total de R$ 3.750,00 por ano.

Será, então, que vale a pena gastar todo esse dinheiro com um seguro?

Seguro de carro x investimento

Usando a calculadora de juros compostos do Investidor Sardinha, vamos descobrir se, realmente, vale a pena investir ao invés de fazer o seguro do carro.

Logo, dividindo os R$ 1.989,00 por 12 meses, chegamos ao valor de R$ 165,75 mensais.

Para arredondar a conta, suponhamos que a gente invista R$ 170 mensalmente.

Temos o seguinte resultado:

Com uma rentabilidade de 12,75% ao ano – valor atual da taxa Selic – levaria 14 anos para chegarmos ao valor do carro (R$ 75 mil).

Se tomarmos por base o seguro de R$ 3.750,00 (5% do valor do veículo), a mensalidade ficaria em R$ 312,50. Assim, só chegaríamos aos R$ 75 mil depois de 10 anos.

Vale a pena fazer seguro de carro?

Após fazer as contas, descobrimos que vai levar um tempo absurdo para chegarmos ao valor do carro, caso a gente decida pelo investimento ao invés do seguro.

Isso sem falar que, comumente, os seguros também cobrem danos a terceiros.

Então, sendo bem objetivo, vale muito a pena não fazer o seguro. Mas, apenas, para quem tem um santo muito… mas muito forte mesmo!

Para todos os demais, meros mortais como eu, é quase uma insanidade não manter o carro segurado.

Não tenho dinheiro pra pagar o seguro

Caso você seja um mero mortal, mas ache que o seguro do carro é caro demais, tenho um conselho bem prático:

Não tenha carro!

Isso mesmo. Pode parecer meio pesado, mas a verdade é que, financeiramente falando, não faz nenhum sentido você manter um carro sem seguro.

Isso porque os riscos não valem a pena.

Se você se envolver numa colisão mais forte, por exemplo, pode perder todo o valor investido no carro. Além disso, ainda pode ter de arcar com os prejuízos causados a terceiros.

Fazer o seguro do carro ou investir o dinheiro?

Logo, sendo bem direto: só tenha carro se for capaz de pagar o seguro.

Às vezes, você até vai descobrir que não ter carro, de modo algum, pode ser uma boa opção.

Por questões de praticidade, inclusive, eu mesmo abri mão da posse e uso um carro alugado (entenda clicando aqui).

Então, para finalizar – e respondendo à mensagem que recebi – “burro” mesmo é quem não paga o seguro em dia.

Gostou das dicas? Então, não deixe de assistir ao vídeo acima, que publiquei no canal Investidor Sardinha.

Aproveite e faça parte da nossa comunidade no Instagram (@oraulsena) pra ficar sempre por dentro do mundo das finanças, dos investimentos e da Bolsa de Valores.

E não deixe de conferir, também:  Comprar casa ou alugar? Prós e contras das duas alternativas.

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil