Worldcoin: o que é essa nova criptomoeda?

Descubra o que é a Worldcoin e quais as promessas feitas por essa moeda criada por Sam Altman, o criador do ChatGPT. Leia mais!

20 de maio de 2024 - por Raul Sena (Investidor Sardinha)


A criptomoeda Worldcoin, recém-lançada por Sam Altman, o fundador do ChatGPT e OpenAI, está dando o que falar.

Essa moeda, que promete ser uma das coisas mais revolucionárias do mundo, já estreou com uma valorização de 110%, saindo de US$ 1,70 para cerca de US$ 4,87 atualmente. Uma subida bastante significativa.

A Worldcoin tem um objetivo ambicioso: oferecer uma renda básica universal. Mas a que custo? Eles querem o seu olho!

Neste artigo eu vou contar tudo o que eu descobri sobre esse projeto.

O que é a Worldcoin?

A Worldcoin é uma criptomoeda desenvolvida por Sam Altman que ambiciona se tornar uma forma de renda básica para todas as pessoas do mundo.

Em troca dessa remuneração, a empresa pede uma única coisa do usuário: que ele utilize o orbe da organização para escanear a sua íris, gerando assim uma identificação única à qual será vinculada a moeda.

Bem papo de filme de ficção científica mesmo.

No prospecto da moeda, muita coisa ainda não está bem explicada, mas exigir acesso à uma parte única de seu corpo pode ser uma grande violação de privacidade.

Não é à toa que muitas pessoas de crenças religiosas estejam se referindo ao projeto como “a marca de besta”.

E por se tratar de uma iniciativa privada ao invés de um sistema descentralizado, levanta ainda mais questionamentos.

Mas apesar das controvérsias, muitos pesos-pesados do mercado levantam a hipótese do empresário realmente conseguir cerca de US$ 100 milhões para financiar essa possibilidade de distribuição de uma moeda gratuita.

O suprimento inicial da moeda foi limitado em WLD 10 bilhões, e mais de WLD 214 milhões estão em circulação atualmente.

Um projeto ambicioso?

Por mais que a Worldcoin prometa ser uma grande revolução, uma moeda que é lastreada em nada parece algo sem valor nenhum.

Mesmo com uma mente brilhante como a de Sam Altman atuando nesse projeto, não podemos esquecer que até gênios podem tomar decisões estúpidas.

Basta lembrar de Mark Zukerberg e sua primeira tentativa de abraçar o mundo com o Metaverso, não é?

A ideia de Sam Altman adquirir dados tão privados quanto o acesso às íris das pessoas me soa como um delírio de um megalomaníaco.

Eu explico melhor sobre o que penso de todo esse projeto no meu vídeo, dá uma olhada:

Worldcoin é revolução ou delírio?

Investir na Worldcoin pode parecer tentador, especialmente com a valorização inicial significativa. No entanto, nós como investidores, devemos sempre pensar além.

Primeiro, o projeto ainda carece de transparência em vários aspectos. Detalhes fundamentais sobre como os dados dos usuários serão utilizados e protegidos ainda não foram totalmente revelados.

Segundo, a viabilidade econômica e prática de uma renda básica universal baseada em uma criptomoeda é extremamente incerta.

Se der certo, o projeto pode ser revolucionário, mas as chances de falhar parecem igualmente altas.

Como alguém que já viu várias promessas tecnológicas fracassarem, vejo a Worldcoin mais como um delírio do que uma realidade viável.

A exemplo do Metaverso, que mostrou como mesmo grandes promessas podem dar errado quando batem de frente com a realidade.

A realidade das criptomoedas

Apesar do Bitcoin ter contado com a crença das pessoas para revolucionar a economia digital, ela não prometeu ser uma forma de renda básica universal.

Pelo contrário, sua proposta foi a de descentralizar o poder econômico das mãos dos governos, entregando às pessoas a liberdade sobre suas próprias transações.

Seu valor é lastreado na confiança das pessoas e na quantidade limitada de Bitcoins existentes no mundo. E por isso funcionou tão bem. Mas não dá para ter 80 criptomoedas prometendo a mesma coisa, apenas uma.

essa Worldcoin é lastreada em nada, com base em outra coisa sem valor atualmente, a foto da sua íris.

Pode até ser que eu esteja enganado e futuramente essas informações voltem para me convencer disso, mas na atualidade, o mundo evolui um passo de cada vez, e uma revolução como essa não vai acontecer de uma hora para outra.

Se você quer deixar de cair nesses conto de fadas do mundo dos investimentos e aprender de verdade sobre finanças e como analisar criptomoedas, montar uma carteira que faça sentido para você, entre na AUVP, nossa escola de investimentos que conta com uma plataforma própria.

Siga também nossos perfis nas redes @oraulsena no Instagram e o canal @investidorsardinha no Youtube para se informar sobre esse e outros assuntos do mercado financeiro.

E não deixe de conferir: Wrapped Bitcoin: como funciona a criptomoeda?

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil