12 lições do livro Axiomas de Zurique

No livro Os axiomas de Zurique, Max Gunther revela os segredos de um grupo de banqueiros bem sucedidos. Saiba quais são as lições aqui!

31 de julho de 2023 - por Cesar Fontenele


Axiomas de Zurique é uma leitura indispensável para investidores. Neste livro, o autor Max Gunther expõe os segredos de um grupo de banqueiros que ganhou muito dinheiro investindo em vários campos. De modo que eles transformaram a Suíça em uma nação riquíssima, mesmo após os duros anos da Segunda Guerra Mundial.

De forma leve e simples, Gunther revela as regras e princípios eficazes que esses empresários estabeleceram para diminuir riscos e aumentar seus lucros. Essas regras estão divididas, no livro, em 12 axiomas principais e 16 secundários.

Axiomas de Zurique foi publicado em 1985. A obra é o resultado do trabalho do escritor Max Gunther (1926-1998), que foi jornalista especializado em economia e finanças, trabalhando em veículos como a revista Time e Business Magazine.

12 lições do livro Axiomas de Zurique

Confira abaixo os conselhos secretos dos banqueiros suíços para orientar os seus investimentos:

1-  Axioma nº 01: Do risco

A lição desse axioma é que você não pode eliminar o risco ao apostar em uma ação, operação ou ativo isolado. Portanto, você precisa saber lidar com os riscos se quiser enriquecer.

Ainda sobre riscos, o autor indica que você somente invista em operações que realmente podem te trazer lucro, isto é, fazer você ganhar, não perder. No entanto, ele não sugere que você diversifique muito.

2- Axioma nº 02: Da ganância

A grande lição do segundo Axioma de Zurique é a de que você deve cair fora do mercado enquanto ainda está ganhando. Isso mesmo que você leu, meu caro.

Por isso, é fundamental que você saiba o que quer daquele investimento, pois, assim que você atingir seu objetivo, não há razão pra permanecer nele correndo riscos. Um investidor bem preparado sabe a hora exata de comprar ou vender um ativo. Então é mais vantajoso você dar o fora com alguma grana do que perder e ter de devolver para o mercado, não é?!

3- Axioma nº 03: Da esperança

“Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o.” É dessa forma que Gunther inicia o terceiro capítulo, o qual nos ensina que devemos aceitar as pequenas perdas como parte do processo de investir. Saiba, desde já, que haverá perdas nessa caminhada, mas não permita que elas se tornem algo relevante para você.

Não persista em ações que não estão trazendo resultados. É mais vantajoso ter perdas pequenas do que permanecer, por pura teimosia, em ações que não trazem resultados satisfatórios. Ainda neste capítulo, o autor traz, como axioma menor, a lição de enfrentar as perdas pequenas como fato da vida, com um belo sorriso no rosto. Uma operação não deu certo? Ok. Então, caia fora e parta para a próxima.

4- Axioma nº 04: Das previsões

A lição que você tem que tirar do quarto axioma é que o comportamento do ser humano não é previsível. O autor, aqui, deixa claro que ele desconfia de pessoas que afirmam conhecer o futuro. E você como investidor também deve desconfiar.

Aprenda, de uma vez por todas, que é inviável saber o que vai acontecer com exatidão com um ativo. Sendo assim, corra de quem te disser que sabe do futuro. Em vez disso, o que você deve fazer é o feijão com arroz dos investimentos: faça um bom projeto em curto espaço de tempo com base nas tendências do mercado. Estamos de acordo?

5- Axioma nº 05: Dos padrões

Pra você se tornar um investidor de sucesso, é preciso não se deixar enganar por aparentes padrões. Além disso, fique bem atento com com a ilusão de causalidade, porque, até começar a parecer ordem, o caos não é perigoso.

O autor, neste capítulo, deixa claro que é contra qualquer tentativa de achar um padrão no mercado, seja ele gráfico, de correlação histórica ou de fé, até mesmo porque não há padrão de comportamento no mercado financeiro. Por isso, você jamais deve esquecer que o comportamento do preço nem sempre se repetirá só porque isso já aconteceu em outro período.

6- Axioma nº 06: Da mobilidade

De forma curta e grossa, a lição desse axioma é que não devemos nos prender a nada. Caso você encontre uma oportunidade melhor, não fique parado, mova-se até essa nova oportunidade. O autor afirma que não devemos “casar” com nossos investimentos, não ser fiéis cegos. É essencial saber o momento de sair do mercado, seja perdendo ou ganhando.

7- Axioma nº 07: Da intuição

Só se pode confiar em um palpite se puder explicá-lo. Com o passar do tempo investindo, é normal o investidor ter alguma intuição do que pode vir a acontecer na bolsa de valores. No entanto, de acordo com o autor, esse palpite só é válido se você souber elucidá-lo a partir de certa metodologia.

Além disso, neste capítulo do livro, Gunther nos ensina que jamais devemos confundir palpite com esperança. 

8- Axioma nº 08: Da religião e do ocultismo

De forma bem resumida, o que o autor nos ensina neste axioma é que religião e investimento não combinam. Ou seja, para investir bem e sair ganhando, não conte com forças sobrenaturais.

Portanto, não baseie seus investimentos na fé que você professa. Para o autor de Os axiomas de Zurique, você estará contando com o acaso e, consequentemente, poderá perder seu valioso dinheiro e entrar numa cilada.

Somente os estudos, uma boa metodologia e técnicas baseadas na realidade do mercado financeiro te farão alcançar o sucesso com suas finanças.

9- Axioma nº 09: Do otimismo e do pessimismo

Neste capítulo dos Axiomas de Zurique, Max Gunther nos explica que otimismo significa esperar o melhor, enquanto a confiança significa saber como lidar com o pior. Ademais, ele afirma que jamais devemos contar apenas com o otimismo.

Lembre-se que otimismo na bolsa de valores não vai te levar muito longe. O melhor que você deve fazer é estar preparado para perdas e fazer de tudo para que isso não ocorra. Para isso, não comece a investir sem um plano de saída para as suas operações.

Por último, tenha sempre em mente que, mais importante que o otimismo, é você confiar na técnica e metodologia que você utiliza para investir em tal ação. Ficou claro para você esse ponto primordial?

10- Axioma nº 10: Do consenso

Esta lição pode parecer radical demais, mas faz muito sentido: fuja da opinião da maioria. Gunther nos ensina que, para atingir o sucesso nas finanças, não devemos seguir o consenso cegamente. Então, seja uma pessoa crítica.

Normalmente, o melhor momento para comprar algum ativo é quando ninguém mais o quer, ou seja, fuja da manada e use uma metodologia que dê a leitura dos poucos participantes do mercado. Como bem salienta o autor, nem sempre a maioria é que se tem a razão.

11- Axioma nº 11: Teimosia

Gunther é curto e grosso ao afirmar que, se uma operação não der certo da primeira vez, esqueça. Ao seguir essa lição, você tirará um peso de suas costas, pois poderá se mover rumo a um investimento melhor.

Portanto, caso você não atinja seu objetivo, saia fora é parta para outro negócio. Não fique, de jeito nenhum, estagnado em um tipo de negócio, busque por o que te dê mais lucro. Assim, a lição do 11ª axioma é de suma importância para que você possa crescer e atingir o sucesso tão desejado.

12- Axioma nº 12: Planejamento

Por fim, o último axioma de Zurique nos ensina que, como investidores, não devemos levar nossos planos muito a sério. Gunther salienta que planejamentos a longo prazo geram uma perigosa crença de que o futuro está sob controle. E sabemos muito bem que não é assim que a banda toca, né?

Para fechar o livro, o autor chama atenção para os investimento a longo prazo, que (na opinião dele) devem ser evitados. Ele defende esse posicionamento ressaltando que podemos perder mobilidade e deixar de aproveitar as boas oportunidades que surgem ao longo da caminhada.

E aí o que achou dessas lições? Ah! Não se esqueça que ler o livro é indispensável para uma melhor compreensão dessas lições, tá?! Agora, esperamos que você coloque todas elas em prática!

Por último, aproveite que você está aqui e leia, também, este outro texto sobre as 17 lições presentes no livro “Os segredos da mente milionária” deT. Harv Eker. Boa aprendizagem!

Fontes: Investificar, Os melhores investimentos, SL investimentos, Eu quero investir e Suno.

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato