8 lições do livro Pai Rico, Pai Pobre de Robert Kiyosaki


O livro Pai Rico, Pai Pobre é um dos mais lidos entre os investidores iniciantes. Não é para menos, ele está cheio de ensinamentos. Pensando nisso, hoje eu trouxe para você 8 lições do livro Pai Rico, Pai Pobre.

Lições do livro Pai Rico, Pai Pobre

Hoje eu vou te contar 8 ensinamentos do livro Pai Rico, Pai Pobre. Contudo, conferir essas 8 lições não dispensa a leitura do livro.

1- A corrida dos ratos

Já no início do livro, temos a primeira lição importante. Muito provavelmente você conhece pessoas que estão ou talvez até mesmo você esteja, no que o autor chama de “corrida dos ratos”.

Em resumo, essa corrida acontece porque somos sempre impulsionados a gastar mais e mais com coisas que não precisamos.

O fato é que as pessoas trabalham, recebem seu salário e gastam. Mesmo que uma pessoa receba uma promoção ou encontre um emprego melhor, essa situação não melhora.

Isso porque, quanto mais as pessoas ganham, mais elas tendem a gastar. Portanto, a ideia é que você saia desse ciclo e pare de gastar o seu salário com coisas que não importam.

Enfim, não tentar ter um padrão de vida mais alto sempre que você ganha mais é o primeiro passo rumo a abundância financeira.

2- A diferença entre ser pobre e ser quebrado

A segunda lição é que existe uma grande diferença entre ser pobre e ser quebrado. Você é pobre ou quebrado? Se você respondeu que você é pobre, é porque você assumiu uma condição que é constante.

Ou seja, é parte do que você é e, por isso, você vai continuar dessa maneira. Por outro lado, estar quebrado é uma coisa passageira.

Repare que a grande diferença é o verbo ser ou estar. O verbo ser é algo que você é, faz parte de você. Mas o verbo estar é algo passageiro, que pode ser mudado.

Portanto, se você sabe que a pobreza é uma condição passageira na sua vida, você não deve dizer que é pobre, você deve dizer que está quebrado.

Com essa mudança na forma de pensar, você se visualiza saindo da pobreza. Isso é importante, pois não tem como deixar de ser pobre se você não acreditar que irá deixar.

3- Lições do livro Pai Rico, Pai Pobre: Não pare de estudar

A terceira lição é que você não deve deixar de estudar nunca. Isso porque, o conhecimento é o que nos ajuda a crescer. A maior parte das pessoas que têm uma baixa, não estudam.

Quando você deixa de estudar coisas que poderiam te ajudar a evoluir, a tendência é que você fique estagnado na vida.

Por isso, não deixe de ler e aprender, seja sobre sua área, sobre o mercado, assuntos que lhe interessam e muitos outros. Enfim, estudar sobre a sua área e diversificar entre outros conteúdos, pode te fazer ganhar mais dinheiro.

4- Ativos X passivos

Entender a diferença entre ativos e passivos é essencial para quem quer enriquecer. Isso porque, colocar em prática esse ensinamento irá te ajudar a construir um patrimônio sólido.

Em síntese, ativos são tudo aquilo que coloca dinheiro no seu bolso. Em contrapartida, os passivos são tudo aquilo que tiram dinheiro do seu bolso.

Os investimentos são um exemplo de ativos, pois com eles você pode ganhar dinheiro e fazer o seu patrimônio crescer. Já um exemplo de passivos são carros, motos e casas.

Se você quer enriquecer, é essencial que você compre ativos ao invés de passivos. Talvez você esteja pensando que os ricos só compram passivos, já que eles têm carros e casas luxuosas.

De fato, os ricos têm muitos passivos. No entanto, antes de comprar passivos, eles compraram muitos ativos.

A lógica é: você compra muitos ativos para que o seu patrimônio cresça. Depois que os ativos estiverem gerando muito dinheiro e o seu patrimônio estiver grande, você pode comprar passivos.

O problema é que a grande maioria das pessoas faz o contrário: compra passivos e não ativos. Logo, elas nunca conseguem construir um patrimônio e continuam pobres para o resto da vida.

5- Não acredite em crenças limitantes

A 5º lição do livro Pai Rico, Pai Pobre é deixar de acreditar em crenças limitantes. Em resumo, as crenças limitantes são os pensamentos negativos que você tem em relação ao dinheiro.

Por exemplo, pensar que dinheiro só traz problemas é uma crença limitante. Sendo que esse tipo de crença te limita, pois, se dinheiro traz problema então você vai acabar fugindo dele para não ter problemas.

Portanto, se você quer ficar rico, você precisa ressignificar essas crenças na sua cabeça.

Outra pessoa que fala muito sobre isso de ressignificar o que você pensa sobre dinheiro, é o T. Harv Eker no livro Os Segredos da Mente Milionária. Inclusive, este é mais um livro que vale a pena ser lido.

6- Não trabalhe pelo dinheiro

A maioria das pessoas trabalha exclusivamente para ganhar dinheiro. Mas a maioria das pessoas continua sem dinheiro. Logo, se você fizer como a maioria das pessoas, você acha que você vai ter dinheiro? Não.

Para ter resultados diferentes, é preciso fazer diferente. Sendo que você pode ser refém ou mestre do dinheiro.

Por exemplo, você vai para o trabalho e com o dinheiro que você ganha você compra várias coisas. Com isso, você se torna refém de um emprego para ganhar dinheiro e manter o estilo de vida que você tem.

Ao invés de trabalhar pelo seu dinheiro, coloque o seu dinheiro para trabalhar por você. Sendo assim, ao invés de trabalhar e comprar passivos, prefira investir em ativos, assim o seu dinheiro vai virar mais dinheiro.

Quanto antes o seu dinheiro começar a trabalhar por você, mais cedo você poderá deixar de trabalhar por dinheiro.

7- Lições do livro Pai Rico, Pai Pobre: Seja um empreendedor e um investidor

No livro Pai Rico Pai Pobre, o autor aconselha muito a estudar sobre empreendedorismo.

Além disso, ele comenta que há quatro perfis de pessoas: os empregados e os autônomos de um lado, e os empreendedores e investidores de outro.

A maioria das pessoas se encontram do lado dos empregados e autônomos. Poucos se arriscam a entrar para o lado dos empreendedores e investidores que é o lado de quem quer ficar rico.

Vale destacar que essas classificações não são definitivas. Em outras palavras, você pode estar do lado dos empregados e autônomos e passar para o lado dos empreendedores e investidores.

8- Eduque-se financeiramente

Por fim, educar-se financeiramente é a última dentre as lições do livro Pai Rico, Pai Pobre. Não deixe de estudar sobre finanças e de se manter informado sobre o mercado.

Como não temos a disciplina de educação financeira nas escolas, cabe a nós estudarmos sobre isso em casa. Sendo que você pode fazer isso por meio de livros, sites, cursos, canais no YouTube e afins.

O importante é que você não deixe de estudar sobre finanças e formas de investir melhor.

Enfim, agora que você conhece as 8 lições de Pai Rico, Pai Pobre, assista ao vídeo de Raul Sena, o Investidor Sardinha, para conhecer um pouco sobre o autor do livro e entender melhor como aplicar as lições na prática:

E aí, gostou das lições do livro Pai Rico, Pai Pobre? Então aproveite para conferir também O homem mais rico da Babilônia: lições e ensinamentos do livro.

Fonte: Roteiro de Raul Sena

Conte-nos a sua opinião...