Business intelligence: o que é, qual a função e quais as vantagens?

Business intelligence é um conjunto de estratégias e ferramentas que recolhem dados para auxiliar nas decisões de negócios. Leia mais.

14 de maio de 2024 - por Sidemar Castro


Business intelligence (BI) é um conjunto de estratégias, processos e tecnologias usadas pelas empresas para analisar dados e informações de negócios, com o objetivo de melhorar a tomada de decisões.

Algumas das principais características do BI incluem a coleta e análise de dados internos e externos à empresa, assim como a geração de relatórios, painéis de controle (dashboards) e visualizações de dados, entre outros.

Ao transformar dados em informações perceptíveis, o BI permite que as empresas tomem melhores decisões, identifiquem problemas, aproveitem oportunidades e obtenham vantagem competitiva. Isso resulta em maior eficiência, produtividade e lucratividade para a organização.

Quer entender melhor o business intelligence? Continue a ler.

O que é business intelligence?

Business intelligence, ou “inteligência de negócios”, é um termo abrangente que engloba os processos, pessoas e tecnologias dedicados à coleta, processamento e transformação de dados brutos em informações valiosas e compreensíveis.

Em outras palavras, BI é um conjunto de estratégias que permite que as pessoas tomem decisões melhores a partir da análise de dados. A ênfase no valor e no impacto que o resultado desses dados pode gerar torna essas informações fundamentais para auxiliar na tomada de decisões estratégicas nas organizações.

O BI eficaz ajuda empresas e organizações a fazer perguntas aos dados e encontrar as respostas. O business intelligence pode ajudar as empresas a tomar melhores decisões, pois apresenta dados atuais e históricos no contexto dos negócios.

Além disso, o BI moderno prioriza a análise de autoatendimento flexível, dados governados em plataformas confiáveis, a autonomia dos usuários comerciais e o acesso rápido à informação.

Para que serve business intelligence?

Serve para uma variedade de propósitos importantes nas organizações:

A principal delas é a tomada de decisões baseada em dados. O BI permite que as empresas tomem decisões estratégicas e operacionais baseadas em dados, em vez de apenas intuição ou experiência. Isso pode levar a decisões mais informadas e eficazes.

Outra serventia do BI é a identificação de oportunidades de mercado. Ao analisar os dados, o business intelligence pode ajudar as empresas a identificar novas oportunidades de mercado, tendências emergentes e mudanças no comportamento do cliente.

O BI também pode ajudar as empresas a identificar ineficiências operacionais e oportunidades de melhoria. Isso pode levar a operações mais eficientes e a uma maior produtividade.

Ele serve igualmente para o aumento da competitividade, ao fornecer dados e informações valiosos sobre o mercado e a concorrência. Nesse caso, o BI pode ajudar as empresas a manterem-se competitivas em meio à concorrência.

Com o BI, as empresas podem entender melhor seus clientes e oferecer uma experiência mais personalizada e satisfatória, tendo como consequência a melhoria da experiência do cliente.

Finalmente, pode ajudar as empresas a prever e antecipar problemas antes que eles ocorram, permitindo que tomem medidas preventivas.

Portanto, o BI serve como uma ferramenta essencial para coletar dados e transformá-los em informações relevantes para a estratégia do negócio.

Como funciona o business intelligence?

O business intelligence funciona através de um processo estruturado que envolve várias etapas. Aqui está um resumo de como ele funciona:

A primeira etapa do BI é a coleta de dados. Isso pode envolver a coleta de dados internos (por exemplo, dados de vendas, de clientes, de produção) e dados externos (dados de mercado, da concorrência e demográficos). Essas informações são coletadas de várias fontes e podem estar em diversos formatos.

Depois que os dados são coletados, eles são processados e organizados. Isso pode envolver a limpeza de dados (remoção de erros ou inconsistências), a integração de dados (combinando informações de várias fontes) e a transformação de dados (conversão de dados brutos em um formato que pode ser analisado).

Uma vez que os dados são processados e organizados, eles são analisados. O que pode envolver a aplicação de várias técnicas de análise de dados, como análise estatística, mineração de dados, aprendizado de máquina, entre outros, para descobrir padrões e tendências nos dados.

As conclusões geradas a partir da análise de dados são então compartilhadas com os tomadores de decisão na organização. Essa etapa pode ser feita através de relatórios, dashboards, alertas ou outras formas de visualização de dados.

Finalmente, o processo de BI envolve o monitoramento contínuo dos dados e das métricas de desempenho. O que permite que a organização acompanhe o progresso em relação aos seus objetivos e faça ajustes conforme necessário.

Lembre-se, no entanto, que o business intelligence não é apenas uma tecnologia, mas um conjunto que envolve pessoas, processos e tecnologia. O objetivo final do BI é ajudar as organizações a tomar decisões melhores e mais informadas.

Exemplos

Aqui estão alguns exemplos de como o business intelligence é aplicado na prática:

1) Seleção da Alemanha

A seleção alemã utilizou BI para impulsionar a produtividade do time durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Com o business intelligence, foi possível analisar dados relevantes para o desempenho dos jogadores, como número de passes, velocidade em campo, finalizações, defesas e penalidades.

Os relatórios produzidos após as análises dos jogos eram entregues à comissão técnica da seleção da Alemanha. Com base nas informações obtidas, foi possível identificar quais atletas tinham melhor rendimento e, assim, escalar o melhor time titular para disputar o maior evento de futebol do mundo.

2) Toyota USA

A fábrica americana da Toyota enfrentava um problema com a gestão de seus dados no país. A empresa gerava grandes quantidades de relatórios, mas não conseguia exercer controle sobre todos esses documentos e, como consequência, não conseguia adotar estratégias e tomar decisões orientadas por dados.

A empresa decidiu, então, implementar o business intelligence. Em pouco tempo, a empresa conseguiu otimizar o custo de fabricação dos automóveis e os fluxos de trabalho dos funcionários.

3) FIAT

A FIAT utilizou o BI para otimizar a produção e a distribuição do modelo Uno, um dos principais carros da empresa. Através da análise de dados, a empresa conseguiu identificar oportunidades de melhoria na linha de produção e na logística de distribuição, resultando em uma maior eficiência operacional e uma maior satisfação do cliente.

Enfim, esses são apenas alguns exemplos de como o business intelligence pode ser aplicado para melhorar o desempenho e a eficiência de uma organização.

10 principais ferramentas de business intelligence

Existem várias ferramentas de business intelligence disponíveis no mercado, cada uma com suas próprias características e funcionalidades. Aqui estão algumas das principais ferramentas de BI:

1) Microsoft Power BI

O Microsoft Power BI é uma suíte de ferramentas de análise de negócios que permite que você visualize seus dados e compartilhe informações importantes em toda a organização. Ele permite que você conecte várias fontes de dados, simplifique a preparação de dados e conduza a análise ad hoc (estudo de um relatório para descobrir informações que podem ser usadas para gerar um plano de ação).

2) Tableau

O Tableau é uma poderosa ferramenta de BI que ajuda as pessoas a ver e entender seus dados. Ele permite que você crie painéis interativos e relatórios que são fáceis de entender e compartilhar.

3) QlikView

O QlikView é uma ferramenta de business intelligence que permite que você crie e compartilhe visualizações de dados interativas e relatórios personalizados. Ele usa a tecnologia de associação em memória para fornecer respostas rápidas às consultas.

4) Looker

Looker é uma plataforma de BI que permite que você explore, compartilhe e tome decisões baseadas em dados. Ele oferece recursos de modelagem de dados que permitem que você crie, visualize e compartilhe relatórios personalizados.

5) Domo

Domo é uma plataforma de BI que combina visualização de dados, análise de dados e colaboração em uma única plataforma. Ele permite que você conecte a várias fontes de dados, crie visualizações de dados personalizadas e compartilhe informações com sua equipe.

6) SAS Business Intelligence

O SAS Business Intelligence é uma solução de BI que oferece uma variedade de recursos, incluindo análise preditiva, mineração de dados, gerenciamento de dados e relatórios. Ele permite que você tome decisões informadas com base em dados precisos e atualizados.

7) Zoho Analytics

Zoho Analytics é uma ferramenta de BI online que permite que você crie visualizações de dados personalizadas e painéis interativos. Ele oferece integração com várias fontes de dados, incluindo bancos de dados SQL, planilhas Excel e várias outras aplicações de negócios.

8) IBM Cognos Analytics

IBM Cognos Analytics é uma plataforma de BI que oferece recursos de relatórios, análise, painéis e pontuação. Ele permite que você explore dados e compartilhe insights em uma interface intuitiva.

9) SAP BusinessObjects

SAP BusinessObjects é uma suíte de ferramentas de BI que permite que você transforme seus dados em informações úteis. Ele oferece recursos de relatórios, visualização de dados, análise de dados e muito mais.

10) Oracle BI

Oracle BI é uma plataforma completa e integrada que oferece as principais funcionalidades de BI. Ele permite que você crie relatórios interativos, painéis, análises ad hoc e muito mais.

Fontes: Tableau, Suno, Power Bi, Know Solution, CNN Brasil, RD Station, Site Ware

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos