Dinheiro falso: como identificar uma nota falsa de real?

Saber identificar dinheiro falso é fundamental, pois te previne de golpes no dia a dia. Aprenda, neste texto, a não cair nessa armadilha!

3 de junho de 2022 - por Jaíne Jehniffer


Dinheiro falso é, ainda hoje, uma grande preocupação para os cidadãos e autoridades brasileiras, sobretudo, para os comerciantes que convivem, diariamente, com o medo de receber e passar esse tipo nota, além das consequências financeiras e legais que esse crime pode causar a eles.

Por esse motivo, com o objetivo de barrar a circulação livremente dessas notas no mercado, o Banco Central do Brasil (BC) elaborou alguns métodos para serem aplicados e, assim, proteger o país desse crime que, com as redes sociais, tem se intensificado.

Você já recebeu dinheiro falso? Sabe reconhecer uma nota falsa e como agir?

Então, leia este texto, pois te contaremos como não cair nessa cilada.

Como identificar dinheiro falso?

O dinheiro falso é aquele produzido por outros meios que não seja a Casa da Moeda do Brasil (CMB), empresa pública responsável pela produção de moedas e papel-moeda no Brasil.

Logo, saber identificar as notas falsas é essencial para que você não fique no prejuízo ao receber uma nota falsificada, visto que, uma vez aceita, o BC não irá, infelizmente, trocar por uma verdadeira.

De acordo com o BC, há seis formas de reconhecer se uma nota é verdadeira ou falsa.

Vamos lá aprender quais são elas?

Marca d’água

A marca d´água é um desenho que as notas verdadeiras possuem, mas ele só pode ser visto contra a luz. Ou seja, você precisa levantar a nota com uma luz atrás para que o desenho surja.

Pode ser qualquer fonte de luz, basta que haja luz suficiente no local para que você levante a nota e veja um desenho em tons que variam do claro ao escuro.

Sendo assim, o desenho estampado é de um animal, e o número correspondente ao valor da nota, porém as notas falsas não costumam ter esse desenho. Por isso, conferir a marca d’água é, primordial, para verificar se a nota é verdadeira ou falsa.

Identificar dinheiro falso: Fio de segurança

A segunda etapa a ser seguida, de acordo com o BC, é conferir se a nota tem o fio de segurança. Trata-se de um fio escuro, que pode ser visto de forma bem nítida ao colocar a nota contra a luz.

Assim sendo, este fio deve estar no local exato da cédula, o qual é fácil de identificar. Tomando a nota na posição horizontal, o fio atravessa a nota na vertical, ou seja, de alto a baixo próximo ao meio da nota. Nele estão escritos o valor e a palavra “REAIS”.

No entanto, é importantíssimo você saber que esse fio de segurança aparece apenas nas notas de 10, 20, 50 e 100 reais.

Identificar dinheiro falso: Alto-relevo

Outra característica essencial de uma nota verdadeira é o alto-relevo em algumas áreas da nota. O relevo aparece em vários locais na nota, e você consegue senti-los simplesmente pelo tato, isto é, basta passar os dedos na nota que você logo irá perceber que algumas partes são mais altas.

Veja só como é simples: na frente das notas de 10 e 20 reais, onde estão os números indicativos do valor, no lado esquerdo em baixo, temos alto-relevo na legenda “REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL”, nas laterais e nos números indicativos de valor.

Em contrapartida, nas notas de 100, 50 e 20, você pode sentir o relevo, agora, no verso da nota, na legenda “BANCO CENTRAL DO BRASIL”, no animal e no número que indica o valor da nota.

Normalmente, as notas falsificadas tentam imitar este relevo. Por essa razão, é importante analisar não apenas o relevo, mas também as outras características aqui apresentadas a vocês.

Lembre-se sempre que uma nota falsificada vai tentar imitar o máximo de elementos possíveis de uma nota verdadeira, por isso, é preciso analisar a nota com toda calma do mundo.

Estamos entendidos?

Desenho que se completa

Você já percebeu que, nas notas verdadeiras, as partes do desenho do verso da nota completam as da frente, formando o número do valor da nota? Pois é exatamente assim.

Observe aí em uma nota de qualquer valor com você, que os desenhos que começam de uma lado dela, terminam do outro lado.

Portanto, se você pegar uma nota e unir as duas pontas, vai ser que o desenho se completa, tanto na frente quanto no verso da nota.

Gostou desse quebra-cabeça? Interessante, não é mesmo?

Número escondido

Esta próxima dica dada pelo BC é bem simples e você pode testá-la sempre que possível. Se você colocar a nota na altura dos olhos, na posição horizontal, em um lugar bastante iluminado, você verá o valor da nota na frente e no verso em certos pontos.

Esse, como você pode ver, é mais um teste de desenho contra a luz, só que, ao invés de observar o desenho maior, você irá analisar os números que estão espalhados pela nota.

Muitas vezes, as notas falsas contém um desenho maior, o qual pode ser visto contra à luz, em razão disso, é bom ficar atento aos outros desenhos também.

Além do mais, analise bem a qualidade dos desenhos, inclusive, os dos números, dado que, nas notas falsas, o desenho pode ser meio grosseiro, com traços mal feitos.

Elementos fluorescentes

Esse é um teste mais complicado, porque para a sua execução, é necessário luz violeta, pois ela contribui para relevar elementos que não podem ser vistos a olho nu.

Apesar de não ser um teste tão acessível quanto analisar os elementos contra a luz, verificar os elementos fluorescentes é uma forma de você analisar mais profundamente uma nota e ter a certeza de sua origem, sobretudo, se os elementos anteriores estiverem presentes.

Vale ressaltar que o dinheiro falso tenta imitar o máximo possível de uma nota verdadeira, por isso, é essencial ficar vigilante.

Em síntese, para verificar os elementos fluorescentes, basta colocar a nota sob a luz violeta para você ver:

  • O valor da nota aparecer na frente;
  • Pequenos fios se tornar visíveis na cor lilás;
  • A numeração de série vermelha trocar para amarela.

Identificar dinheiro falso: Faixa holográfica

Você pode detectar uma nota falsa, também, por meio da faixa holográfica, composta de partes metalizadas, presente nas notas de 50 e 100 reais. Desse modo, ao movimentar a nota, você verá os seguintes efeitos na faixa holográfica:

  • O número do valor da nota e a palavra REAIS se alterará;
  • Na folha (50) ou no coral (100) aparecerá várias cores em movimento;
  • A figura do animal ficará colorida.

Textura

Primeiramente, saiba que dinheiro é feito com um papel especial, de fibra de algodão, o qual tem textura mais firme e áspera que o papel comum.

Dessa forma, sentir a textura áspera do papel é uma das formas de identificar a nota falsa. Todavia, as notas falsas podem ter uma textura diferente, mais parecida com papel sulfite, por exemplo.

Logo, se você sentir que a textura do dinheiro em mãos está diferente, faça os outros testes, o quanto antes, para verificar se a nota é verdadeira ou falsa, porque é justamente esse contato inicial que vai soar o alarme de atenção na sua cabeça.

Número que muda de cor

Por fim, a sexta dica dada pelo BC é quanto ao número que muda de cor nas notas de 10, 20 e 200 reais. Para testar, basta você movimentar levemente a nota e verificar se o número do valor da nota muda da cor azul para a verde.

Pensando que acabou? Que nada!

Você sabe quais são as notas mais falsificadas? Então, continue lendo este texto!

Quais são as notas mais falsificadas do real?

Em relação ao ano de 2022, as notas mais falsificadas foram as seguintes segundo o Banco Central do Brasil:

  • A nota mais falsificada em 2022 foi a de R$ 100,00. No total, foram 6006, totalizando um valor de R$ 600.600 falsificado.
  • A segunda foi a nota de R$ 50,00, com 2171 falsificações, o que totalizou R$ 108.550 em valor falsificado.
  • Em terceiro lugar, ficou a nota de R$ 200,00, com 3879 falsificações, o que totalizou R$ 775.800.
  • Já em quarto, foi a nota de R$ 20,00 que foi falsificada 1552 vezes, totalizando R$ 31.040.
  • A nota de R$ 10,00 sofreu 499 falsificações, totalizando R$ 4.990 de valor falsificado.
  • Em quinto lugar, ficou com a de R$ 5,00, a qual foi falsificada 193 falsificações, totalizando R$ 965 de valor falsificado.
  • A nota de R$ 2,00 foi falsificada 24 vezes, resultado em R$ 48 de valor falsificado.
  • Por fim, olha só, a nota de R$ 1,00 não sofreu nenhuma falsificação em 2022.

Ainda de acordo com o BC, no ano passado, circularam no país 401.614 notas falsas, e o estado de São Paulo foi o estado com o maior número de apreensões.

Leia também: Dólar: o que é, história da moeda e importância mundial

O que você deve fazer se receber dinheiro falso?

Imagina o cenário: você, infelizmente, aplicou as dicas apresentadas anteriormente e constatou que a nota em suas mãos, é, sim, uma nota falsificada. E agora? O que fazer?

Calma! Nada de desespero!

Primeiramente, você não deve, em hipótese alguma, tentar passá-la para frente, porque falsificação é um crime previsto pelo artigo 289 do Código Penal, com pena prevista de 3 a 12 anos de prisão.

Desse modo, se sua nota for realmente falsa e você tentar passá-la para frente, mesmo que a tenha recebido de boa fé, pode ser condenado a uma pena de 6 meses a 2 anos de detenção. E sabemos que você não é desses, né?!

Enfim, a atitude certa a tomar vai depender de onde você recebeu a nota falsa:

No caixa eletrônico ou máquinas de autoatendimento

Se você receber uma nota falsa dentro de uma agência bancária e for durante o expediente, você deve ir até o gerente e pedir providências para a substituição da nota. Como o sistema do banco tem todos os registros das operações realizadas, você não precisa apresentar um comprovante de saque.

De acordo com o regulamento do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central, o banco é obrigado a trocar o dinheiro suspeito imediatamente. Entretanto, se você não conseguir resolver com o gerente, deve ir até uma delegacia policial mais próxima e registrar uma ocorrência.

Por outro lado, se você receber a nota falsa fora de uma agência ou do horário do expediente bancário, você deve procurar o gerente da agência bancária na primeira oportunidade para, finalmente, pedir a substituição.

Da mesma forma, se o gerente não contribuir satisfatoriamente para solução do seu problema, você deve procurar a delegacia policial mais próxima para registrar uma possível ocorrência.

Até aqui, está tranquilo? Então, vamos continuar.

Em outros tipos de situações

Agora, se no dia a dia, você receber uma nota, conferir as características dela aprendidas neste texto, e desconfiar que ela é realmente falsa, você pode e deve se recusar a receber essa nota.

Por exemplo, vamos supor que você foi ao supermercado e, ao tocar na nota recebida de troco, percebeu que ela está com uma textura diferente, você deve, portanto, analisar os aspectos que indicam se ela é verdadeira.

Por outro lado, se você desconfiar que ela é falsa, você deve, abertamente, falar para a pessoa do caixa que você não vai aceitar a nota, e que deseja receber outra.

Além disso, você pode recomendar que o dono da nota procure uma agência bancária para encaminhamento da nota para ser analisada pelo BC.

Caso você seja comerciante e recebeu uma nota falsa, o indicado é procurar uma agência bancária imediatamente. A instituição deve anotar seus dados e enviar a nota para análise do Banco Central.

Segundo ainda o BC, é papel do cidadão checar se está recebendo uma nota verdadeira ou não. Ademais, lembre-se sempre de que passar notas falsas é crime previsto no nosso Código Penal.

Enfim, aposto que agora, com essas dicas, você está apto a reconhecer qualquer dinheiro falso que passar por você.

E que tal aprender mais?! Então aproveite que já está aqui e aprenda como surgiu o dinheiro no mundo e no Brasil. Conheça, também, o que é Economia doméstica e dicas para economizar em casa.

Fontes: Valor investe, I-dinheiro, BCB e Serasa.

Bibliografia:

Cristóvão, Daniel. Como identificar nota falsa de real. Valor investe. Acesso em 03 de junho de 2022.

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos