Origem do dinheiro – Primeiros bancos, dinheiro brasileiro e criptomoedas


A origem do dinheiro remonta ao período em que o comércio estava se desenvolvendo e precisava de um mecanismo para facilitar as trocas de mercadorias. Anteriormente, o escambo era utilizado, mas, com a complexidade do comércio, ele foi substituído pelo dinheiro.

Contribuindo com a história do dinheiro, temos o surgimento dos primeiros bancos. Em síntese, os primeiros banqueiros apareceram quando as pessoas sentiram a necessidade de guardar suas moedas de ouro e prata com alguém de confiança. 

Como comprovante de que tinham recursos guardados, essas pessoas recebiam um recibo, que passou a ser usado no pagamento de mercadorias e se tornou as primeiras notas de dinheiro lastreadas em ouro. 

Origem do dinheiro

Inicialmente, as trocas comerciais funcionavam por meio do escambo. Isto é, a troca de uma mercadoria por outra. Durante séculos, o escambo foi a maneira das pessoas conseguirem adquirir os produtos que elas não conseguiam produzir sozinhas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Origem do dinheiro - Primeiros bancos, dinheiro brasileiro e criptomoedas

Super

No entanto, conforme a sociedade se desenvolveu, novas profissões e produtos foram criados. Dessa maneira, já não era mais tão fácil determinar a troca justa entre um produto e outro. 

Como as trocas se tornaram mais complexas, surgiu a necessidade de algo que pudesse facilitar o comércio, e assim surgiu o dinheiro. As primeiras moedas de ouro e prata, eram fabricadas de maneira rudimentar, no século VII a.c, na Lídia (atual Turquia).

Primeiros bancos

Na Idade Média, os negociantes de ouro e prata, que possuíam cofres e guardas, passaram a aceitar o depósito de ouro e prata de seus clientes. Em troca, era entregue um recibo, conhecido como goldsmith ‘s notes. Esses negociantes se tornaram os primeiros banqueiros. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Origem do dinheiro - Primeiros bancos, dinheiro brasileiro e criptomoedas

10 wallpaper

Com o tempo, os recibos que eram mais fáceis e seguros de carregar do que as moedas, começaram a ser usados como uma maneira de pagar pelas mercadorias e essa foi a origem do dinheiro em cédula.

É importante observar que inicialmente as notas eram lastreadas em ouro, não eram como hoje em dia. Atualmente, o dinheiro funciona através da crença das pessoas de que ele possui valor. 

Posteriormente, os bancos passaram a emitir moedas de papel, chamadas de Bilhetes de Banco. Os primeiros recibos emitidos no Brasil, através do Banco do Brasil, em 1810, tinham o seu valor preenchido à mão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Contudo, esse poder de emissão não ficou com os bancos durante muito tempo, já que o governo interviu e tomou para si essa responsabilidade. 

História do dinheiro no Brasil

No Brasil, a responsável por fazer a emissão de dinheiro é a Casa da Moeda do Brasil, criada em 1964. Antes de sua criação, as moedas que circulavam pelo Brasil Colônia eram moedas estrangeiras. Sendo assim, a Casa da Moeda veio para suprir a necessidade de uma moeda legitimamente brasileira. 

Origem do dinheiro - Primeiros bancos, dinheiro brasileiro e criptomoedas

Contábeis

Apesar da Casa da Moeda fazer a emissão de dinheiro, não é ela que determina o quanto será impresso. Isso porque o controle da quantidade de dinheiro em circulação na economia é de responsabilidade do Ministério da Fazenda, através do Banco Central do Brasil (Bacen)

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em resumo, o estabelecimento da quantidade de novas moedas e papel-moeda que devem ser emitidos passa por uma análise criteriosa.

Afinal de contas, a quantidade de dinheiro em circulação deve ser baseada nos serviços e produtos disponíveis na economia nacional. Se o governo simplesmente injetar dinheiro no mercado, podemos ter como consequência a inflação

Dinheiro Brasileiro

Na história do dinheiro no Brasil, várias moedas foram usadas, como o Cruzeiro e o Cruzado, até chegar ao atual Real. As figuras homenageadas também foram diversas, como por exemplo, Tiradentes e JK. Entretanto, atualmente as notas possuem a efígie simbólica da República de um lado e animais da fauna brasileira do outro lado.

Abril

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além disso, no momento o Brasil conta com sete tipos de cédulas diferentes, sendo elas:

  • 2,00 reais – Tartaruga-de-pente;
  • 5,00 reais – Garça;
  • 10,00 reais – Arara;
  • 20,00 reais – Mico-leão-dourado;
  • 50,00 – Onça-pintada;
  • 100,00 – Peixe Garoupa;
  • 200,00 – Lobo-guará.

Por outro lado, as moedas possuem ilustrações diferentes e homenageiam nomes importantes na história do Brasil. Desse modo, temos: Pedro Álvares Cabral (1 centavo), Joaquim José da Silva Xavier, popularmente conhecido como Tiradentes (5 centavos) e Dom Pedro I (10 centavos).

Temos ainda Manuel Deodoro da Fonseca (25 centavos), José Maria da Silva Paranhos Júnior (50 centavos) e na moeda de 1 real está a Efígie da República. Enfim, confira algumas curiosidades da história do dinheiro no Brasil:

200 anos do Brasil: No ano de 2000, o Brasil completou 500 anos desde a sua descoberta. Para comemorar, o Banco Central criou uma cédula de R$ 10,00 diferenciada. A nota era fabricada em plástico e tinha as cores laranja e azul. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

YouTube

Notas de 1 real: Você se lembra da nota de R$ 1,00? A cédula de 1 real foi produzida até o ano de 2005, quando ela parou de ser emitida. Atualmente, é muito raro encontrar uma nota de 1 real circulando por aí.

Criptomoedas

Desde a origem do dinheiro até os dias de hoje ele passou por muitas transformações. Inicialmente, o ouro e a prata eram usados na produção de moedas.

Depois, recibos bancários passaram a ser vistos como dinheiro. Posteriormente, passamos a lidar com o dinheiro de maneira digital através da internet e surgiram os cartões de débito e crédito. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Por fim, nós temos as criptomoedas, também chamadas de moedas digitais. Em síntese, as criptomoedas funcionam de maneira descentralizada.

Isso significa que elas não dependem de governos ou de bancos para exercer o controle. Além disso, é possível investir nessas moedas, veja o vídeo de Raul Sena e descubra por que investir nelas:

Enfim, as moedas digitais são vistas por muitas pessoas como as moedas do futuro. Será que ela irá virar a moeda padrão? Saiba mais sobre o seu funcionamento Criptomoeda, o que é? Definição, como investir e conceito de mineração.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fontes: Casa da M., Mundo educação, I-d. e Nova escola

Imagens: Veja, Contábeis, 10 wallpaper, Super, YouTube e Abril


Conte-nos a sua opinião...