O que são juros rotativos?


Os juros rotativos são uma taxa cobrada quando uma pessoa não paga o valor total da fatura do cartão de crédito. Sendo que, eles podem ser um verdadeiro pesadelo nas finanças pessoais, já que eles são bem altos.

Como funcionam os juros rotativos

Quando uma pessoa não paga o valor total da fatura do cartão de crédito, é cobrado os juros rotativos. Esses juros são bem altos e por isso, podem prejudicar bastante a vida financeira de uma pessoa.

Para você ter uma ideia, os juros rotativos podem passar de 300% ao ano. Isso significa que uma pequena dívida pode se tornar uma dívida gigantesca.

Para saber o quanto é cobrado pelo juros rotativo do seu cartão, basta analisar a fatura, pois essa informação consta nela.

Cálculo dos juros rotativos

Saber como calcular os juros rotativos é essencial para que você entenda as consequências de não pagar uma fatura em seu valor total.

Esse cálculo não é difícil de ser feito, já que a porcentagem desse juro e o valor final com impostos aparece mensalmente na fatura. Para calcular, você deve:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
  1. Descobrir qual a taxa de juros rotativos e o valor final com impostos na fatura.
  2. Analisar o valor que não será pago naquela fatura e que será lançado para o mês seguinte.
  3. Fazer as contas dos parcelamentos que vão cair no mês seguinte.
  4. Somar os parcelamentos futuros ao valor que não será pago e aos juros e impostos.

Para você entender melhor, vamos usar um exemplo. Suponhamos que a fatura do seu cartão de crédito de abril foi de R$ 1.500. Mas você tem dinheiro para pagar somente R$ 1.000.

Portanto, você deixará de pagar R$ 500,00 que será acrescentado na próxima fatura. Vamos supor também que ao analisar seus gastos, você percebeu que a fatura do mês seguinte será de cerca de R$ 300,00.

Isso significa que até o momento a fatura de maio é de R$ 800,00. Nessa momento, é preciso somar os juros, que de acordo com a fatura de abril, serão de R$ 50,00.

Desse modo, o total da fatura de maio, se você não fizer mais nenhuma compra, será de R$ 850,00. É claro que isso é só um exemplo, os valores vão variar de acordo com o cartão e a taxa de juros cobrada.

Dicas para evitar os juros rotativos

Algumas dicas para que você tenha um melhor controle financeiro e evite pagar juros rotativos são:

1- Planeje suas compras

Gastar de forma impulsiva com o cartão de crédito é muito fácil e muito perigoso. É fácil pois basta passar o cartão, a sensação é de que o gasto não é tanto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No entanto, essa facilidade é um perigo, já que sem perceber, você pode acabar gastando demais. Portanto, ao invés de gastar por impulso, planeje os seus gastos e compre apenas o que você tiver planejado.

Além disso, você pode dar preferência pelo gasto em dinheiro, assim as chances de você se endividar são menores. 

2- Tenha controle financeiro

Ter controle financeiro envolve saber quais são as suas fontes de renda e quais são os seus gastos. Sendo assim, você precisa primeiro verificar quais fontes de renda você tem e o quanto de renda mensal você recebe.

O segundo passo é fazer uma lista com todas as suas despesas fixas e variáveis. Com essa lista em mãos, você vai saber para onde está indo o seu dinheiro.

Desse modo, você poderá fazer cortes de gastos e economizar dinheiro. Com o dinheiro economizado, você pode, por exemplo, passar a fazer compras em dinheiro ao invés de usar o cartão de crédito.

3- Pense bem antes de parcelar compras

Quando você parcela uma compra, você está automaticamente se endividando. O contrário do que muitas pessoas pensam, se endividar é diferente de ficar no vermelho.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Por exemplo, quando você parcela compras no cartão, compra um carro ou uma casa parcelada, você está se endividando.

Ou seja, você tem dívidas, parcelas, a pagar. Por outro lado, ficar no vermelho é quando você não paga essas parcelas.

Enfim, evitar o parcelamento é uma forma de você ter um maior controle financeiro e evitar ficar no vermelho por não conseguir pagar as faturas.

4- Preste atenção às datas de vencimento

Normalmente, é o usuário quem decide a data de vencimento do cartão de crédito. Por isso, tenha a certeza de escolher uma data em que você terá dinheiro para pagar a fatura.

Além disso, tenha cuidado para não esquecer que dia a fatura vence. Caso você não tenha uma memória muito boa para essas coisas, anote as datas e se organize para ser lembrado do vencimento.

5- Acompanhe seus gastos com o cartão de crédito

Por fim, a última dica é acompanhar os gastos que você está tendo no cartão. É muito fácil simplesmente ir usado o cartão de crédito sem anotar nada.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Mas isso pode resultar em uma surpresa desagradável quando a fatura chegar. Por isso, anote todos os seus gastos e fique de olho do quanto você está devendo no cartão.

Para isso você pode usar uma agência, uma planilha ou aplicativos.

Enfim, gostou de aprender o que são juros rotativos do cartão de crédito? Então você certamente vai gostar de aprender também o que são juros compostos.

Fontes: Cora e Iq.


Conte-nos a sua opinião...