Juros compostos, o que são? Definição, cálculo e como funcionam


Os juros compostos podem ser um amigo ou um vilão. Isso porque, em investimentos, eles são verdadeiros aliados na hora de fazer o dinheiro render. Como eles incidem não apenas sobre o capital inicialmente investido, mas também sobre o rendimento acumulado anteriormente, a rentabilidade é maior.

Por outro lado, um empréstimo com juros compostos pode ser terrível. Afinal, o cálculo vai ser em cima do juros anterior, então você vai pagar o empréstimo inicial mais os juros e, além disso, os juros dos juros. Uma verdadeira bola de neve.

Em resumo, com uma boa educação financeira, você pode deixar os juros compostos apenas como amigo e se aproveitar deles para conseguir ótimos rendimentos em diversos tipos de investimentos diferentes.

Anuar Donato

O que são juros compostos

Juros são uma porcentagem que resulta de um empréstimo ou operação financeira. Ou seja, ele é uma forma de compensação por emprestar o dinheiro. Essa compensação vai depender, principalmente, do tempo que o dinheiro ficará emprestado. 

Os juros compostos em específico são, normalmente, utilizados em empréstimos, financiamentos, investimentos e quando se realiza compras parceladas a longo prazo. 

Os juros compostos são também chamados de juros sobre juros, pois, na hora de realizar o seu cálculo, leva-se em consideração não apenas o capital bruto, mas também os juros que já renderam. Ou seja, os juros rendem sobre o dinheiro inicial e sobre os juros anteriores. 

Foregon

Em síntese, os juros possuem o lado bom (quem vai receber) e o lado ruim (quem vai pagar). Portanto, ao realizar uma compra pode ser que você tenha que pagar os juros compostos e diga que odeia os juros, afinal eles viram uma verdadeira bola de neve. 

Por outro lado, em um investimento com rendimento baseado em juros compostos, a rentabilidade é muito melhor e então você vai ficar feliz por eles existirem. 

Juros compostos X  juros simples

A principal diferença entre os juros compostos e os simples, é que o composto leva em consideração o capital inicial investido mais os rendimentos. Por outro lado, os juros simples levam em consideração apenas o capital inicial, ignorando os rendimentos. 

Juros compostos o que são? como calcular e como funcionam

Azzolin advogados

Em outras palavras, os juros compostos são sempre maiores conforme o tempo for passando. Já os juros simples, continuam sempre com o mesmo valor. 

Investimentos

Muitos investimentos usam os juros compostos como meio de remuneração do investidor. Alguns investimentos de renda fixa que usam o juros compostos são, por exemplo:

Novo varejo

Entretanto, não são apenas em investimentos de renda fixa que os juros compostos funcionam. Em renda variável, por exemplo, é possível aproveitar dos juros compostos através dos dividendos.

Assim, ao receber o dividendo, basta que você reinvista em novas ações iguais as que geraram os dividendos.

Dessa maneira, como o dividendo é pago conforme a quantidade de ações que cada investidor tem, quando forem pagos novos dividendos o cálculo será em cima das ações que você tinha inicialmente, além das que foram compradas depois.

Calculando os juros compostos

Antes de calcularmos os juros compostos, precisamos ter o conhecimento de alguns conceitos.

Conceitos

O primeiro conceito é o de capital. O capital se refere ao valor inicial investido ou aplicado de forma bruta. Ou seja, sem a junção de nenhum tipo de rentabilidade. Nos cálculos o Capital é representado pela letra C. 

Outro conceito é o de taxa de juros, que aparece apenas como a letra i. A taxa de juros são os juros em porcentagem, sendo que ela pode ser ao dia (a.d.), ao mês (a.m.), ao bimestre (a.b.) ou ao ano (a.a.). 

Juros compostos o que são? como calcular e como funcionam

Restitua já

Como as taxas de juros variam conforme o tempo investido, nos cálculos, o tempo é representado pela letra t.

Por fim, temos o conceito de montante. O montante é o resultado final da transação, representado pela letra M, sendo que ele é a soma do capital com os juros.

Portanto: M = C + J

Cálculo

Por fim, para calcular os juros compostos, basta aplicar a seguinte fórmula:

M = C ( 1 + i ) t

Para aplicar a fórmula é importante que a taxa de juros esteja em valor decimal, para isso, divida o valor da taxa pelo número 100.

Por exemplo, suponhamos que você vai realizar um investimento de R$ 10.000 com o prazo de 30 meses e o juros a ser pago é de 0,5% ao mês. 

Juros compostos o que são? como calcular e como funcionam

Simply pag

Colocando esses valores na fórmula, temos: M = 10.000 ( 1 + 0,005 ) = 11.613,82

Existe ainda o cálculo dos juros compostos com aporte mensal, mas é aconselhável que seu cálculo seja feito através de uma calculadora de juros na internet ou pelo Excel, já que a sua fórmula é mais complexa. 

Agora que você sabe como calcular os juros compostos, aprenda também a criar uma boa Reserva de Emergência – O que é, como começar e onde investir

Fontes: Brasil escola, Rico e Toda matéria

Imagens: Anuar Donato, Novo varejo, Foregon, Azzolin advogados, Novo varejo, Simply pag e Restitua já

Conte-nos a sua opinião...