Jeff Bezos, quem é? História do homem mais rico do mundo

10 de setembro de 2020, por Jaíne Jehniffer

Tempo de leitura médio: 6 min, 38 seg


Jeff Bezos é, atualmente, a pessoa mais rica do mundo. Além de CEO da Amazon – empresa responsável por mais de 50% das compras online dos Estados Unidos – o empresário é também conhecido por ter mãos de ferro ao fazer negócios e lidar com o cotidiano de uma das maiores empresas do mundo.

Dessa maneira, o empreendedor foca sua atuação sempre em análise e interpretação de dados, além de ser exigente em relação aos seus fornecedores e ser conhecido por ser um ótimo negociador.

Apesar de ser o homem mais rico do planeta, Jeff Bezos, por vezes, recebe críticas tanto por sua forma de lidar com os funcionários – já que coloca o cliente como foco principal – quanto pelo pouco interesse em filantropia. Da lista dos bilionários da terra, poucos são aqueles que não doam uma fatia considerável de sua fortuna.

Ou seja, enquanto algumas pessoas famosas abrem fundações e doam bilhões, Bezos investe em novos negócios, criando e adquirindo grandes empresas e startups.

Enfim, conhecer a biografia de Jeff Bezos é uma de entender como um sonho que começou pequeno, na garagem de uma casa, se tornou uma empresa gigante do mercado varejista e transformou o seu fundador em um homem tão rico.

Estudos

Jeffrey Preston Bezos nasceu nos Estados Unidos, no dia 12 de janeiro de 1964. A mãe, Jacklyn Jorgensen, tinha somente 18 anos ao ter o filho. Já o pai biológico de Jeff o abandonou, após se separar de Jacklyn, quando Jeff tinha apenas um ano de idade. Depois de deixar a família o pai biológico de Jeff e ele nunca mais tiveram contato.

Contudo, quando Bezos tinha 4 anos, sua mãe se casou com Miguel Bezos. Miguel Bezos foi um verdadeiro pai para Jeff, o adotou e lhe deu o seu sobrenome. Dessa maneira, Jeff Bezos considera Miguel como seu único e verdadeiro pai e nunca teve interesse em contactar o pai biológico depois de adulto.

Na infância Jeff gostava de passar as férias na fazenda dos avós maternos. Já na adolescência, trabalhou no McDonald’s e também frequentou um programa de ciências da universidade da Flórida destinado a estudantes do High School (ensino médio).

Depois de finalizar os estudos básicos, Jeff Bezos foi aceito em Princeton, e estudou engenharia elétrica e ciências da computação.

Após se formar, em 1986, Jeff Bezos decidiu trabalhar em uma startup de telecomunicações, a Fitel. Com o passar do tempo, Bezos foi subindo de cargo, até se tornar diretor de atendimento ao cliente.

Contudo, Benzos decidiu ir para Wall Street e lá permaneceu de 1988 a 1990, como gerente de produto no Bankers Trust.

Posteriormente, trabalhou na hedge fund D.E.Shaw &Co. Entretanto, Jeff Bezos decidiu deixar tudo para trás e apostar na sua própria empresa.

Amazon

Após realizar uma pesquisa, Jeff Bezos descobriu que o consumo de internet estava aumentando exorbitantemente. Então, surgiu a ideia de montar seu próprio negócio, aproveitando o momento de crescimento do uso de internet.

Com o sonho em mente, Jeff Bezos e sua esposa Mackenzie, se mudam para Seattle para começar o negócio que, no início, seria uma loja online para venda de livros.

Jeff e Mackenzie tiveram quatro filhos juntos. Entretanto, não são mais casados, já que ele a traiu depois de 25 anos de casamento.

Uma curiosidade é que a Amazon, inicialmente, não tinha esse nome. A princípio, a empresa se chamava Cadabra, depois ficou conhecida como Relentless. Até que, por fim, veio o nome Amazon.

O nome Amazon foi escolhido após Jeff Bezos se deparar com o nome Amazon no dicionário, que definia o Rio Amazonas. Encantado por ter achado um nome diferente e exótico, o que encaixava perfeitamente com a ideia da sua empresa, Bezos escolheu Amazon para cunhar sua empresa.

Enfim, em 1995, o site foi lançado, para comercializar apenas livros. A parte física da operação, como embalar e encaixotar, era feita, na garagem de Bezos, por ele e alguns poucos funcionários.

Dessa forma, assim que estreou, a loja já começou a fazer enorme sucesso e apenas dois meses após a companhia comercializava produtos para mais de 45 países.

Sucesso da Amazon

O sucesso da Amazon foi tão grande que, em 2 anos de operação, em 1997, a empresa abriu o capital na bolsa de valores americanas e colocou suas ações à venda por US$ 18 cada.

Já em 1998, a Amazon começou a abrir seu portfólio para novos produtos e colocou à venda CDs e filmes. Além disso, um importante passo foi dado por Jeff Bezos, que comprou as concorrentes online no Reino Unido e na Alemanha.

Paralelo a isso, o programa de afiliados da Amazon foi um sucesso, o que fez com o que a empresa crescesse ainda mais e então, em 1999, a companhia abrangeu diversos outros produtos.

Com isso, Jeff Bezos via a Amazon também como uma empresa de tecnologia e, consequentemente, lançou a Amazon Web Services (AWS), em 2002. Em síntese, a AWS presta serviços de dados e estatísticas para sites e serviços afins.

Em 2007, a Amazon revolucionou com o lançamento do Kindle. Através desse pequeno aparelho, dezenas de livros podem ser carregados, uma verdadeira mudança na forma de se consumir literatura.

Posteriormente, foram lançados ainda os serviços de Amazon Prime Video, a assistente virtual Alexa, além de uma loja de aplicativos para Android. Assim, conforme a empresa foi crescendo, Jeff Bezos foi adquirindo outras empresas pelo caminho, como a IMDb, Twich e Audible.

Contudo, apesar de todo o renome, a Amazon já ganhou o prêmio da Confederação Sindical Internacional por possuir o Pior Chefe do Mundo. Ou seja, a empresa pode ter se tornado uma gigante e o seu dono o homem mais rico do mundo, porém a situação dos funcionários não é muito boa.

Outras empresas de Jeff Bezos

Depois do imenso sucesso da Amazon, Jeff Bezos se arriscou em outras áreas. Em especial em uma empresa espacial e em um jornal. Fundada em 2000, a Blue Origin é voltada para a exploração espacial.

O foco está em desenvolver um veículo espacial para turistas poderem viajar para voos suborbitais.

Por enquanto, a empresa ainda não atingiu seus objetivos e continua a ser financiada pessoalmente por Jeff Bezos que, para custear a operação, já vendeu mais de US$ 1 bilhão em ações da Amazon.

Entretanto, a previsão de uma primeira missão de teste, está marcada para ser realizada em 2024.

Jeff Bezos, quem é? História do homem mais rico do mundo

Visual Capitalist.

Além disso Bezzos possui outras empresas comovo The Washington Post, que foi adquirido, em 2013, por US$ 250 milhões. Com a aquisição do jornal por Jeff Bezos, o jornal passou por uma revolução tecnológica a fim de levar os leitores a acessar o site do jornal.

Dessa forma, Jeff Bezos conseguiu tirar o jornal do caminho da falência e começou a ter lucros, em 2016. Além das companhias citadas, Jeff Bezos possui ainda a Bezos Expeditions, através da qual ele investe em empresas.

Dessa maneira, o empresário foi um dos primeiros acionistas da Google, além de investir em diversas outras empresas. Enfim, em 2018, junto com JPMorgan Chase e a Berkshire Hathaway (de Warren Buffett), Jeff Bezos criou a Haven Healthcare, uma organização não governamental que visa reduzir os custos dos medicamentos.

E aí, curtiu saber sobre a vida e as empresas de Jeff Bezos? Então conheça também Luiza Helena Trajano, quem é? História da presidente da Magazine Luiza

Fontes: Suno, Aldeia e Infomoney

Imagens: Visual Capitalist.