Joseph Safra, quem é? Vida e carreira do banqueiro bilionário


Joseph Safra é o homem mais rico do Brasil e o banqueiro mais rico do mundo. Ele nasceu no Líbano e veio para o Brasil para tentar a vida como banqueiro, o mesmo ofício de sua família. 

O banqueiro, apesar de toda riqueza, é extremamente discreto. Ele evita os holofotes e poucas vezes aceitou dar entrevistas. 

Enfim, também conhecido como Seu José, Joseph tem fama de ser um banqueiro conservador, minucioso e, às vezes, severo. E essas características pessoais são aplicadas ao banco Safra, onde o conservadorismo e a aversão aos riscos são um dos pilares fundamentais.

A vida de Joseph Safra

O banqueiro Joseph Safra nasceu em 1938, no Líbano. Dessa maneira, ele descende de uma família judaica, que se dedica ao setor bancário há mais de um século.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Como consequência, desde a infância, Joseph teve contato com o funcionamento dos bancos através de seu pai.

Joseph Safra, quem é?

Trovo Academy

O pai de Joseph Safra, Jacob, tinha aberto um banco chamado Banco Jacob E. Safra, no Líbano. Lá, ele se estabeleu com a esposa, Ester Teira Safra, e seus nove filhos.

No entanto, como conflitos começaram a ser desencadeados no Oriente Médio, a família decidiu se mudar para o Brasil. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Dessa forma, Jacob mudou-se com a família para São Paulo, em 1952. Porém, não veio a família toda, já que Joseph se mudou para a Inglaterra, onde concluiu os estudos básicos.

Posteriormente, ele foi para os Estados Unidos, trabalhar no Bank of America. Ele ainda foi para a Argentina para, só então, vir para o Brasil, em 1962. 

Banco Safra

Depois que Jacob Safra morreu, em 1963, seus filhos, incluindo Joseph Safra, tocaram o negócio familiar. Inicialmente, o banco não dispunha de muita confiança da população.

Um dos motivos de desconfiança era devido às novidades que o banco trazia. Como a maioria das pessoas teme o desconhecido, as novidades foram consideradas muito arrojadas, inicialmente.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Dessa forma, uma das novidades trazidas do Oriente Médio para o Brasil, foram as Letras de Câmbio.

Santos bancários

Entretanto, com o tempo, o banco se estabeleceu e passou a ser conhecido como o banco dos banqueiros. Como consequência disso, a instituição passou a se expandir.

Nesse processo de expansão, foram adquiridas outras instituições financeiras, e o banco se firmou como uma empresa conservadora, que não gosta de riscos. Este, como já mencionamos, foi um dos principais pilares da credibilidade que o grupo Safra construiu ao longo dos anos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Outros empreendimentos e investimentos de Joseph Safra

Na década de 1988, durante a hiperinflação, Joseph Safra decidiu investir 21 bilhões de cruzados na poupança. Acontece que ele havia notado que o mês de maio iria contar com cinco finais de semana, e isso resultaria em um bom rendimento, se comparado a outros investimentos conservadores.

Ele acertou, como havia previsto, e lucrou bastante. Porém, depois disso, os bancos mudaram as regras para impedir que outras pessoas fizessem o mesmo. 

Posteriormente, no final da década de 1990, o Brasil passava por um processo de privatização de telefonia. Dessa maneira, Joseph Safra decidiu, por meio do banco Safra, se aliar à BellSouth, e criar a BCP.

Essa foi a primeira empresa a ter autorização para explorar um espectro de rede de celular.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Joseph Safra, quem é?

Rude but good

A BCP, então, se tornou a segunda maior empresa de telefonia, mas não conseguiu se manter neste patamar. Isso porque a empresa estava funcionando no vermelho, com bilhões em dívidas. Por fim, em 2003, a empresa foi vendida por US$ 650 milhões. 

Filantropia

Assim como diversos outros bilionários, Joseph Safra é envolvido com vários projetos de filantropia, principalmente na área de medicina e artes.

Dessa maneira, ele é um dos maiores benfeitores dos hospitais Albert Einstein e Sírio Libanês. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Exame

Joseph Safra apoia ainda várias associações beneficentes, como a Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer e a Associação de Assistência à Crianças Deficiente.

Além disso, o banqueiro também contribui com doações para projetos envolvendo o povo judeu, como escolas judaicas e sinagogas. Já na área das Artes, ele patrocina eventos e exposições.

Morte do homem mais rico do Brasil

Safra faleceu, de causas naturais, no dia 10 de dezembro de 2020, aos 82 anos. O banqueiro, considerado o homem mais rico do Brasil, era conhecido por amigos e familiares como “Seu José”. Ao todo, Joseph Safra deixou um patrimônio estimado em R$ 119,08 bilhões.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além disso, Safra deixou sua esposa, Vicky Sarfaty, bem como os 4 filhos e 14 netos.

Enfim, agora que você conhece a vida e a carreira de Joseph Safra, aproveite para conhecer sobre as conquistas de Luiza Helena Trajano, quem é? História da presidente da Magazine Luiza

Fontes: Infomoney, Suno e DCI 

Imagens: Bloxs, Uol, Trovo Academy, Santos bancários, Exame, Aventuras na história, O cafezinho e Rude but good

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


Conte-nos a sua opinião...