Calculadora do Banco Central, o que é? Como usar e importância


A calculadora do Banco Central é uma ferramenta disponível para acesso em seu site oficial. Além de usar no site, o cidadão pode também baixar o aplicativo, aceito nos sistemas Android e iOS. 

Através da metodologia dos juros compostos, a calculadora serve para simular diversas situações diferentes, como o valor a ser obtido pelo investidor através de aplicações financeiras regulares. 

Dessa maneira, a calculadora do Banco Central contribui para a tomada de decisão dos investidores. Afinal de contas, é possível comparar as simulações e optar pela aplicação que oferece a melhor taxa de juros e prazo.

O que é calculadora do Banco Central?

A Calculadora do Cidadão, também conhecida como calculadora do Banco Central, é uma ferramenta que realiza cálculos financeiros dos juros compostos. O Banco Central do Brasil (Bacen), desenvolveu a calculadora e disponibilizou o seu acesso de maneira gratuita em seu site oficial. 

calculadora do Banco Central

Bcb

Os cidadãos podem utilizar a calculadora tanto no site, quanto baixar o aplicativo, que é aceito nos sistemas Android e iOS. 

Desse modo, com a calculadora, é possível realizar diversos cálculos através da metodologia dos juros compostos, como por exemplo: aplicações com depósitos regulares, financiamento com prestações fixas, valor futuro de capital e ainda correção de valores. 

Para realizar os cálculos, a Calculadora do Cidadão utiliza dados simples. Sendo assim, ela não considera custos como taxas, tarifas e impostos.

Por isso, o uso da calculadora é recomendado para que as pessoas tenham uma base sobre os valores de financiamento e investimentos. Porém, para ter um resultado mais realista, é preciso considerar outros gastos que os investimentos e financiamentos podem ter.

Como usar a Calculadora do Cidadão

A calculadora do Banco Central pode ser usada em quatro cálculos diferentes:

1- Correção de valores

Por meio da função de correção de valores da calculadora, é possível fazer a simulação da atualização dos valores da:

  • Caderneta de poupança: A calculadora do Banco Central considera em sua análise, a data de aniversário da poupança, que é o dia em que ela rende. 
  • Índice de preços: Os índices de preços são usados para indicar a inflação de determinado período. 
  • Taxa Selic: A Selic é definida a cada 45 dias e é considerada como a taxa base da economia brasileira.
  • CDI: O CDI costuma ficar bem próximo à taxa Selic e é usado como referência de rendimento para algumas aplicações financeiras.
  • Taxa referencial: A taxa referencial é usada em alguns financiamentos, empréstimos e investimentos. 

Enfim, para realizar os cálculos, basta informar a data inicial, data final e valor a ser corrigido. Com base nesses dados, a calculadora simula os valores atualizados. 

2- Financiamento com prestações fixas

Essa opção é usada para analisar os valores da contratação de um financiamento. Desse modo, a intenção é informar o valor total do pagamento, a taxa de juros, a quantidade de parcelas e o valor das prestações.

Sendo que no cálculo é considerado a Tabela Price, um sistema de amortização. Para calcular, basta informar o número de meses, a taxa mensal de juros e o valor da prestação (ou o valor financiado). 

3- Aplicações com depósitos regulares

Essa função da calculadora do Banco Central serve para simular o retorno dos juros de uma aplicação financeira, onde os aportes ocorrem de maneira regular. Para saber o quanto de juros sua aplicação vai render, informe o número de meses, a taxa mensal de juros e o valor do depósito (ou o valor obtido no final).

4- Valor futuro de um capital

Por fim, a calculadora serve ainda para estabelecer qual será o valor final de uma aplicação única, cujo aporte foi realizado na data atual. Dessa forma, o cidadão deve informar o número de meses, a taxa de juros e o capital atual (ou o valor obtido no final).

Importância da calculadora do Banco Central para os investidores

A calculadora do Banco Central é importante para que as pessoas possam investir melhor. Isso porque, através dela, é possível realizar diferentes simulações e comparativo de resultados. Sendo assim, com a calculadora do Bacen, você pode calcular rapidamente o rendimento que será obtido com diferentes tipos de ativos

Sendo que as simulações podem ser comparadas para identificar qual a melhor opção de aplicação. Portanto, a calculadora do cidadão é importante para que os investidores possam escolher as aplicações que oferecem melhores taxas de juros, valores e prazos.

No entanto, vale lembrar que trata-se de uma simulação. Ou seja, na vida real as aplicações envolvem alguns custos com taxas e impostos, que não são considerados na calculadora do Bacen.

Enfim, agora que você conhece a calculadora do Banco Central, aproveite para descobrir quais são as funções do Banco Central do Brasil – O que é, como funciona e funções do Bacen

Fontes: Capital research, Empreender dinheiro e Bcb

Conte-nos a sua opinião...