Corretora de Câmbio: o que é, como funciona e benefícios

A corretora de câmbio, é conhecida como casa de câmbio. Sua atividade é intermediar operações entre clientes e bancos, negociando moedas.

4 de outubro de 2021 - por Pedro Guimarães


Basicamente, a corretora de câmbio é conhecida como casa de câmbio e atua no mercado cambial. Assim, as atividades realizadas por estas instituições consistem em intermediar operações entre clientes e bancos.

Neste sentido, as corretoras compram e vendem moedas estrangeiras negociando com seus clientes de forma direta, ou por meio de correspondentes cambiais.

A propósito, vale lembrar que os correspondentes cambiais são empresas cadastradas pelo Banco Central e que prestam serviço de atendimento no mercado de câmbio.

Contudo, além desta intermediação, as corretoras de câmbio realizam operações de ingresso e remessa de valores para o exterior. Além disso, operam nas atividades de importação e exportação para pessoas físicas e jurídicas.

Porém, estas operações são limitadas ao valor de US$ 100.000,00, ou valor equivalente em outras moedas.

Diferenças entre corretora de câmbio e bancos de câmbio

G1

Antes de tudo, é importante salientar a diferença de atuação entre corretora de câmbio e bancos. Portanto, nos bancos de câmbio não existe limite de valor e podem ser realizados financiamentos para importação e exportação.

Além disso, agilizam os adiantamentos e operações no mercado futuro de dólar em bolsa de valores. A propósito, os bancos de câmbios foram assim denominados pela resolução do Banco Central CMN 3.426 de 2006.

No entanto, se você quiser ter uma ideia de como escolher entre banco ou corretora, investigue sobre o preço do dólar. Neste sentido, quando perguntamos sobre o preço do dólar em uma corretora e em um banco, veremos que no banco o custo é menor.

Porém, ao somarmos a taxa de transação bancária, cobrada pelos bancos, o valor fica mais alto que o das corretoras.

Valor efetivo total (VET)

Levycam

O mediador de toda transação cambial é o Banco Central e, como mediador, ele busca possibilitar o máximo de transparência nos custos cambiais. Neste sentido, ele obriga a corretora de câmbio a informar o valor efetivo total (VET).

Basicamente, o VET é o total de reais entregues ou recebidos por unidade de moedas estrangeiras em uma operação cambial.

Assim, este valor considera a taxa de câmbio, o imposto sobre operações financeiras (IOF) e as demais tarifas cobradas pela instituição. Estas tarifas fazem parte do spread, margem de lucro que as corretoras e bancos tiram em cima da cotação das moedas. Assim, estas operações são chamadas de câmbio turismo, onde existem diferenças de uma instituição para outra.

Neste sentido, o cliente pode comparar os preços disponíveis no mercado para a compra e venda de moedas estrangeiras.

Utilidade e funcionamento da corretora de câmbio

Corretora de Câmbio, o que é:

Infomoney

O modelo de negócio da corretora de câmbio é basicamente simples e tem o objetivo de gerar volume de negócios. Neste sentido, quanto mais clientes, menos taxas na compra de moedas. Ou seja, se uma corretora tem um grande número de clientes e precisa comprar uma grande quantidade de moedas, ela pode obter taxas de atacado.

Assim, com o alto volume de moedas que uma corretora compra, ela terá menor custo. No entanto, como esta atividade movimenta um alto volume monetário estas instituições precisam estar devidamente credenciadas pelo Banco Central.

A propósito, é possível utilizar uma corretora de câmbio para comprar moedas em espécie para viajar, investir em moedas estrangeiras, bem como enviar dinheiro para o exterior.

Benefícios da corretora de câmbio

Corretora de Câmbio, o que é:

Conexão Aduanas

A grande liberdade de negociação dessas instituições traz alguns benefícios para quem quer comprar moedas. Assim, as corretoras de câmbio possuem autonomia para negociar condições de pagamento.

Além disso, cada corretora oferece taxas diferentes dando a chance de escolher qual utilizar. Contudo, existe ainda a vantagem da flexibilidade de horários e a venda online para quem não pode se deslocar até uma agência bancária.

Para concluir, é importante lembrar que a realização de compra de moedas antes das 18 horas é mais aconselhável. Ou seja, as negociações após este horário estão sujeitas ao câmbio do dia seguinte.

Em síntese, conhecer o funcionamento de uma corretora de câmbio é muito importante para atividades de compra, investimento e remessa de valores ao exterior.

Para aprofundar mais alguns assuntos sobre as taxas bancárias, leia também: Custo efetivo total: o que é, para que serve o CET e como calcular 

Imagens; Suno, G1, Levycam, Infomoney, Conexão Aduanas

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos