Ethereum, o que é? Origem, como funciona e diferenças entre Bitcoin


A Ethereum é uma plataforma que permite a realização de diversas atividades, como por exemplo, a programação de aplicativos, contratos inteligentes e transações com a sua criptomoeda, o Ether. 

A plataforma Ethereum é tão segura quanto os Bitcoins, já que ambos se utilizam da tecnologia Blockchain, o que torna o sistema praticamente impossível de ser hackeado. 

As moedas Ether ficam em segundo lugar no volume de negociação, perdendo apenas para a primeira criptomoeda a ser criada, o Bitcoin. Ambas as moedas são boas opções de investimento para os investidores arrojados. 

O que é Ethereum?

A Ethereum é uma plataforma online que possibilita a programação de aplicativos descentralizados, transações com a criptomoeda Ether e contratos inteligentes. O seu funcionamento se dá por meio da tecnologia Blockchain, que surgiu com o Bitcoin, a primeira criptomoeda. 

Ethereum, o que é? Origem, como funciona e diferenças entre Bitcoin

Crypto

A moeda da plataforma Ethereum é o Ether (ETH), a segunda criptomoeda de maior capitalização, ficando atrás somente do Bitcoin. Sendo que, todas as atividades realizadas dentro da Ethereum, são pagas com a sua moeda.

Origem

O  programador canadense Vitalik Buterin, criou a ideia da plataforma Ethereum em 2013, e no dia 30 de julho de 2015, ela entrou online. Ao ser posta no ar, a plataforma já contava com 11,9 milhões de Ethers pré-minerados.

Na época em que idealizou a Ethereum, Buterin estava cursando Ciência da Computação na Universidade de Waterloo, no Canadá. Entretanto, quando recebeu US$ 100 mil pelo projeto, ele decidiu abandonar a faculdade e focar exclusivamente na Ethereum. 

Antes da Ethereum, ele já tinha criado, em 2012, a revista Bitcoin Magazine. Essa que é considerada como a primeira revista sobre Bitcoin, hoje em dia é uma das principais do mercado.

Ethereum, o que é? Origem, como funciona e diferenças entre Bitcoin

Cripto intercambio

Atualmente, milhares de pessoas ao redor do mundo usam a plataforma Ethereum. Inclusive, o governo do Canadá a utiliza como uma ferramenta que possibilita maior transparência entre suas instituições.

Além disso, empresas como o Itaú e a Microsoft fazem parte de uma comunidade de grandes empresas que apoiam a tecnologia.  

Como a Ethereum funciona?

A Ethereum possibilita a escrita de códigos em várias linguagens de programação. Isso significa que todas as pessoas podem fazer o carregamento de contratos e aplicativos dentro da plataforma. 

Portanto, desde que a pessoa utilize uma das linguagens de programação aceitas pela plataforma, ela pode subir o código para a Ethereum.

Por exemplo, ao subir os códigos de um contrato e preencher as variáveis, a plataforma faz a conversão do programa em bytecode (linguagem de máquina) e, após a mineração, ele pode ser executado. 

Cenariomt

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

Os dados do contrato são armazenados de acordo com a tecnologia de Blockchain. Posteriormente, outras pessoas podem ter acesso a ele através da plataforma Ethereum ou por meio do API – Application Programming Interface (Interface de Programação de Aplicações). 

Uma das características principais da plataforma, é que a identidade e os dados pessoais do usuário ficam sob o seu controle sempre.

Isso significa que a pessoa não precisa confiar seus dados financeiros a nenhum banco ou autoridade. Além disso, o sistema é mais seguro do que os bancos tradicionais, já que ele é praticamente impossível de ser hackeado. 

Ethereum x Bitcoin

Tanto a Ethereum quanto o Bitcoin, funcionam por meio da tecnologia Blockchain, o que os torna altamente seguros. Contudo, a diferença entre eles é que a Ethereum é uma plataforma que permite a realização de diversas atividades.

Nesse sentido, o Ether não foi criado com o objetivo de ser uma moeda digital, mas sim um ativo a ser usado como recompensa para os desenvolvedores que usam a plataforma Ethereum.

Bitcoin

Já o Bitcoin é uma criptomoeda descentralizada, que serve para realizar operações financeiras, assim como as outras moedas do mercado. A criação de novas moedas Bitcoin e Ether são feitas por meio de um processo de verificação e validação de operações, chamado de mineração. 

Em resumo, a plataforma Ethereum é focada principalmente na realização de atividades e apesar de sua criptomoeda ser a segunda mais negociada, ela não é o único foco da plataforma. Já o Bitcoin funciona sobretudo como uma moeda digital, sendo a mais negociada no mundo. 

Investir em Ether

Como o Ether é a segunda criptomoeda mais negociada, ele possui um alto valor de mercado. Sendo assim, investir nessa moeda digital pode ser uma boa alternativa.

No entanto, é preciso levar em consideração que se trata de um investimento de renda variável, que passa por oscilações. Logo, o perfil de investidor que geralmente opta por aplicar em Ether, é o tipo que aceita correr mais riscos.

Stormgain

Ou seja, esse tipo de investimento é mais indicado para os investidores arrojados, que não têm medo de arriscar. Para os investidores mais conservadores ou moderados, algumas opções mais seguras são os CDBs – Certificados de Depósito Bancário e Tesouro Direto

Enfim, para investir em Ether é possível comprar a moeda em casas de câmbio. Porém, o método de pagamento aceito normalmente é o Bitcoin ou dólar. Desse modo, o método mais usado para investir, é primeiro comprar Bitcoins por meio das exchanges e depois adquirir Ether em casas de câmbio.

Agora que você conhece o funcionamento da plataforma Ethereum conheça mais sobre O que é bitcoin? Definição, como funciona, segurança e formas de investir.

Fontes: Magnetis, Infomoney, Foxbit Tecnoblog

Imagens: Cripto intercambio, Crypto, Cenariomt, Stormgain, Bitcoin e Finance magnates

Conte-nos a sua opinião...