PIM: o que é a Pesquisa Industrial Mensal e para que ela serve?


PIM é a sigla de Pesquisa Industrial Mensal, um indicador de curto prazo que revela o crescimento da indústria de certa região. Sendo que a PIM é um dos principais índices na análise do desempenho do setor industrial brasileiro.

Como este é um indicador mensal, ele demonstra os impactos momentâneos do cenário econômico no curto prazo. Sendo assim, a PIM serve como um indicador para analisar a indústria em escala regional e nacional.

Portanto, ele é um indicador muito importante para a análise da indústria brasileira. Apesar da sua importância, ele tem alguns pontos de fragilidade. Por exemplo, a PIM é independente de fatores como arrecadação de impostos e desemprego, o que pode gerar discrepância entre os resultados.

O que é a PIM?

A PIM – Pesquisa Industrial Mensal é um indicador que aponta o crescimento da indústria de certa região no curto prazo. Isso porque as avaliações ocorrem de forma mensal, podendo ser tanto em escala regional, quanto nacional.

No ano de 2012, ocorreu uma reformulação na metodologia de cálculo do índice, com a divulgação dos resultados disso em 2014. Sendo que os objetivos dessas alterações foram:

  • Atualizar a amostra de atividades, informantes e produtos
  • Integrar às necessidades do Sistema de Contas Nacionais
  • Usar índices mais recentes

Na PIM estão inclusas as indústrias transformadoras e extrativistas. Também existem categorias para avaliar de forma mais específica cada setor, são elas:

  • Bens de capital
  • Bens intermediários
  • Consumo duráveis
  • Bens de consumo semi/não duráveis

Como é a metodologia utilizada na PIM?

A metodologia da PIM tem como base os dados da PIA (Pesquisa Industrial Anual) – empresa. Sendo que as etapas que o processo de obtenção dos dados segue são:

  • Separação das atividades responsáveis por 80% do Valor de Transformação Industrial (VTI)
  • Identificação dos produtos que correspondem a 80% do Valor Bruto de Produção Industrial
  • Criar um conjunto com estes produtos, chamado de Lista de Produtos Selecionados (LPS)
  • Incluir as unidades locais de produção, que, juntas, correspondem a 70% do VTI
  • Utilizar o peso de cada atividade para o cálculo dos índices

O responsável por coletar os dados é o IBGE, que faz isso por meio de um questionário. Além disso, a pesquisa é feita por amostragem e não por métodos probabilísticos. Isso significa que não é possível fazer previsões para todo o setor industrial do Brasil.

Enfim, os dados são divulgados de forma mensal em nível regional e nacional, também são lançados os índices das Unidades Federativas que têm participação de pelo menos 1% do VTI.

Importância desse índice

Existem muitos indicadores importantes para analisar o desenvolvimento do Brasil, dentre eles, a Pesquisa Industrial Mensal. A PIM é importante, pois representa o crescimento do setor industrial de certo local no curto prazo.

No entanto, a Pesquisa Industrial Mensal pode ser considerada como um índice complementar, pois ele não é o único a analisar a situação das indústrias brasileiras.

Quais são os contras desse índice?

Uma das desvantagens da PIM, é que ela é independente de fatores como arrecadação de impostos e desemprego. Dessa forma, a Pesquisa Industrial Mensal pode estar baixa quando há geração de novos empregos e o governo local tem maior arrecadação de impostos.

A lógica é que, se mais impostos estão sendo arrecadados, é provável que isso ocorra por causa da maior circulação de bens no país. Contudo, nesse cenário, pode existir desemprego por causa da alta tributação sobre as empresas, por exemplo.

Isso é possível porque a metodologia usada na PIM é amostral, ao passo em que indicadores como desemprego envolvem a totalidade de dados existentes.

Um exemplo dessa contradição na prática ocorreu no Espírito Santo em 2019. Em resumo, a PIM caiu em 15,7%, mas a arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) aumentou 1,3% e também foram criados 1.300 empregos formais.

Além disso, outra desvantagem da PIM é que não são todas as atividades industriais que são incluídas na pesquisa. Isso porque o IBGE analisa apenas os setores que, juntos, somam 80% do VTI. Desse modo, a análise de outros fatores, como emprego, não são precisos pela PIM.

LEIA MAIS

Fontes: Imb, IBGE e, por fim, Eu quero investir.

Conte-nos a sua opinião...