Ponto de equilíbrio contábil: o que é e como calcular


O ponto de equilíbrio contábil é um cálculo usado para verificar o quanto de receita a empresa deve gerar para que consiga pagar todas as suas despesas.

Como funciona o ponto de equilíbrio contábil

O ponto de equilíbrio contábil é um cálculo que funciona como uma forma de verificar o quanto a empresa precisa gerar de receita para que ela consiga pagar as suas despesas.

Com isso, é possível identificar quando a empresa começará a gerar lucro. O cálculo é feito com a fórmula:

  • Custos e despesas fixas ÷ Margem de contribuição

Sendo que, a margem de contribuição usada no cálculo, pode ser tanto em valor quanto em porcentagem.

Importância

O ponto de equilíbrio contábil é muito importante para que o gestor ou investidor entenda se o negócio vai ter lucro ou prejuízo.

Sendo assim, ele é importante pois revela o cenário econômico da empresa, o que é essencial tanto nas tomadas de decisão do gestor, quanto para o investidor que está pensando em aplicar na empresa.

Além disso, trata-se de uma forma de analisar a saúde financeiro do negócio de uma maneira simples e rápida em tempo real.

Diferença entre ponto de equilíbrio contábil, econômico e financeiro

O ponto de equilíbrio contábil é atingido quando as receitas se igualam às despesas.

Por outro lado, o ponto de equilíbrio econômico considera o custo de oportunidade. Isto é, uma correção monetária que é incorporada nas despesas fixas. A fórmula é: 

  • Ponto de equilíbrio econômico = Custos fixos + Lucro desejado ÷ Margem de contribuição

Por fim, o ponto de equilíbrio financeiro leva em conta todos os gastos não desembolsáveis como, por exemplo, a depreciação de ativos.

Desse modo, no cálculo o que vale são os gastos que representam dinheiro retirado do caixa da empresa. A sua fórmula é:

  • Ponto de equilíbrio financeiro = Custos fixos – (Depreciações + Dívidas pagas)  ÷ Margem de contribuição

O que é margem de segurança

A margem de segurança é a margem de receita média da empresa que está acima do ponto de equilíbrio. Desse modo, ela é uma porcentagem que aponta o quão acima do ponto de equilíbrio contábil a empresa está operando.

Para você entender melhor, vamos usar um exemplo. Vamos supor que a sua empresa tem um ponto de equilíbrio de R$ 70.000,00, mas o faturamento médio do último semestre bateu R$ 100.000,00.

Isso significa que a margem de segurança da companhia é de 30%. Logo, existe uma margem de segurança de até 30% no faturamento para que você reduza as receitas ou mesmo para que passe ileso por crises.

Analisar essa margem é muito importante, já que o gestor pode tomar decisões antecipadas, sem precisar sacrificar a lucratividade da empresa.

Cálculo

Para calcular o ponto de equilíbrio contábil, basta usar a fórmula:

  • Ponto de equilíbrio contábil = Custos e despesas fixas ÷ Margem de contribuição

Confira o que é cada um dos dados pedidos na fórmula:

1- Custos fixos

Os custos fixos englobam todos os custos indiretos, que se mantêm independente da produção e das vendas da empresa. Alguns exemplos desse tipo de custos são:

  1. Aluguel;
  2. Limpeza;
  3. Salário do time de produção;
  4. Manutenção de equipamentos.

2- Despesas fixas e variáveis

Em resumo, as despesas fixas são aquelas que não têm relação com o produto ou serviço da empresa. Exemplos disso são as apólices de seguro e as taxas bancárias.

Por outro lado, as despesas variáveis têm relação com o produto ou serviço da empresa. Um exemplo disso são as comissões para vendedores.

3- Margem de contribuição

Por fim, a margem de contribuição serve para indicar o quanto de lucro de um produto (ou de uma empresa inteira) contribui no pagamento das suas despesas fixas.

Análise do resultado

Com o resultado do cálculo do ponto de equilíbrio contábil, o gestor consegue gerar um diagnóstico sobre as necessidades mais críticas da empresa.

Basicamente, o resultado aponta se a empresa vai conseguir lidar com as despesas vendendo o quanto está vendendo, ou se ela terá que aumentar o faturamento.

Sendo assim, o gestor pode analisar o resultado do cálculo para saber como está a situação da empresa e tomar as medidas necessárias.

Já os investidores podem analisar o resultado para verificar como está a saúde financeira do negócio e decidir se irá investir na empresa ou não.

Ponto de equilíbrio contábil e os investimentos

Os investidores podem usar o ponto de equilíbrio contábil para analisar a saúde financeira da empresa. Além disso, com esses dados, o investidor pode verificar o potencial de lucro do negócio.

Desse modo, o cálculo do ponto de equilíbrio contábil pode ajudar o investidor a verificar se a empresa é rentável. É claro que ao investir você não deve levar apenas o ponto de equilíbrio contábil em consideração.

Isso porque o ideal é que a sua análise tenha como base vários tipos de indicadores. Confira agora mesmo quais são os principais indicadores fundamentalistas usados na análise de empresas.

Fontes: Rico e Totvs.

Conte-nos a sua opinião...