Amos Tversky: grande pesquisador de economia comportamental

Amos Tversky foi um importante psicólogo cognitivo, seus estudos influenciam fortemente o mercado financeiro. Conheça ele neste texto!

10 de agosto de 2023 - por Cesar Fontenele


Amos Tversky foi um psicólogo israelense considerado pioneiro da ciência cognitiva. Ele foi o grande colaborador de Daniel Kahneman, Prêmio Nobel de Economia de 2002. Juntos, eles  produziram as teorias do enviesamento humano sistemático e a gestão do risco.

Portanto, seus estudos influenciam fortemente o mercado financeiro. E só não influenciou mais porque Amos faleceu precocemente, aos 59 anos, em 1996.

Neste texto, você terá mais detalhes da vida e obra desse psicólogo que exerceu papel fundamental no conceito de viés cognitivo. Vamos lá?!

Quem foi Amos Tversky?

Amos Tversky nasceu em 16 de março de 1937 em Haifa, uma cidade portuária no norte de Israel. Filho de um veterinário com uma assistente social, Tversky se interessou por críticas literárias na adolescência. Ainda nesse período, o jovem se tornou líder do Nahal, um movimento juvenil que lutava contra o serviço militar.

Mesmo assim, ele serviu o exercito israelense como paraquedista das Forças de Defesa, onde ganhou uma condecoração por sua bravura. No ano de 1961, Tversky entrou para Universidade Hebraica de Jerusalém para cursas Psicologia. Em 1963, se casou com a colega de profissão Barbara Gans.

Foi também nos anos 60 que ele conheceu Daniel Kahneman, seu maior parceiro de pesquisas e trabalhos, além de grande amigo. Através de seus trabalhos, Tversky contribuiu para teorias sobre a gestão do risco e finanças comportamentais em geral.

Por fim, o importante psicólogo faleceu em 1996, por conta de um melanoma metastático.

Carreira de Amos Tversky

Amos Tversky se formou em psicologia na Universidade Hebraica de Jerusalém no ano de 1961. Com doutorado feito na Universidade de Michigan, concluído em 1973. Ao longo do tempo, fez especializações na área de formação, embora se interessasse também por matemática.

Após o doutorado, Amos se tornou professor da Universidade Hebraica e, anos depois, foi convidado para fazer parte do corpo docente no Centro Avançado de Estudos em Ciências Comportamentais da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, onde permaneceu ativo até o término de sua carreira.

Trabalhos com Daniel Kahneman

O trabalho que trata das falhas de racionalidade na tomada de decisões humanas foi o mais importante de sua carreira. Ele é visto por especialistas como um dos mais produtivos da economia comportamental.

Contudo, Tversky não o desenvolveu sozinho, e sim com o parceiro de produção Daniel Kahneman a partir do fim da década de 1960. Os estudos da dupla de psicólogos visavam explorar os desvios e falhas nas tomadas de decisões humanas.

Portanto, seus trabalhos acabaram se tornando a teoria da perspectiva que pressupõe de maneira contrária a teoria da utilidade esperada, de Neumann e Morgenstern.

O artigo intitulado “Crença na Lei dos Pequenos Números” foi a primeira publicação deles, e o trabalho influenciou consideravelmente o campo da economia. A parceria não acabou aí, e juntos eles publicaram trabalhos como: “Na Psicologia da Previsão” e “Julgamento Sob Incerteza: Heurística e Vieses”.

Quando Daniel Kahneman recebeu seu Prêmio Nobel de Economia em 2022, havia 6 anos do falecimento de Tversky. Nem por isso, ele se esqueceu de reconhecer a importante contribuição do amigo no trabalho agraciado. Em seu discurso, Daniel disse: “[…] o prêmio me é concedido em grande parte pelo trabalho que fiz muitos anos atrás anos com meu amigo e colega Amos Tversky, que faleceu em 1996″.

Trabalhos com Craig Fox

Outro parceiro de estudos foi Craig Fox, professor de psicologia cognitiva da Universidade da Califórnia. Juntos, eles definiram o conceito de aversão da ambiguidade, muito importante no mercado financeiro.

De acordo com eles, as pessoas no mercado financeiro não gostam de fazer escolhas ambíguas. Desse modo, eles propõem que apenas há aversão da ambiguidade quando a atenção das pessoas é atraída especificamente para a ambiguidade, ao ser confrontadas diretamente com uma opção ambígua e outra não-ambígua.

Para entender melhor esse conceito, imagine o seguinte experimento: você se depara com duas opções distintas. A primeira delas é a alternativa não-ambígua, na qual há várias bolas em uma sacola. Nessa sacola, a proporção das bolas de cores semelhantes é uniforme e previsível. Por outro lado, a segunda alternativa, chamada de ambígua, envolve também a escolha baseada na cor de uma bola, porém suas características físicas permanecem desconhecidas e imprevisíveis.

E aí, qual das duas opções você escolheria? A não-ambígua ou a ambígua? Quanto a essas duas alternativas, de acordo com Tversky e Fox, os investidores do mercado financeiro e pessoas comuns tendem a escolher a primeira alternativa, ou seja, a não-ambígua. Você também escolheu essa? Logo, você e os investidores não gostam de fazer escolhas ambíguas.

Prêmios e reconhecimentos a Amos Tversky

Como foi mencionado acima, Daniel Kahneman venceu o Prêmio Nobel de Economia, em 2002, pelo trabalho que realizou junto com Amos Tversky. O Nobel não realiza homenagens póstumas, mas em entrevista, Kahneman afirmou que sentia se tratar de um prêmio conjunto, já que eles produziram por mais de uma década.

Em 1984, ainda vivo, Tversky recebeu o MacArthur Fellowship, bolsa de estudo cedida a pesquisadores considerados “Genius Grant” (gênios). Já no ano de 2002, a Review of General Psychology colocou Tversky em 93º lugar entre os psicólogos mais citados do mundo.

Por último, ele recebeu, postumamente, o prêmio Grawemeyer Award, da University of Louisville, em Psicologia.

E aí, gostou de conhecer o Amos Tversky? Então, que tal ler este perfil do Friedrich Hayek, um dos fundadores da escola austríaca?! Boa leitura!

Fontes: Suno, Renda mais, A mente é maravilhosa e The Cap.

Daniel Kahneman: biografia e carreira do Nobel de economia

Jim Simons: quem foi o criador do fundo Medalliou

Anne Werninghaus: quem é essa bilionária brasileira?

Nath Finanças: conheça a vida e carreira da influenciadora