Sergey Brin, quem é? Carreira, vida pessoal e co-fundação do Google

15 de dezembro de 2020 - por Jaíne Jehniffer


Sergey Brin foi um dos fundadores do Google juntamente com Larry Page. O Google começou apenas como um projeto de dois jovens estudantes, mas foi o responsável por transformar os sócios em bilionários. 

Atualmente, o patrimônio de Brin gira em torno de US$ 66 bilhões de dólares, segundo o ranking da forbes de setembro de 2020. 

Além de empreendedor, Sergey Brin é também um filantropo. Desse modo, ele realiza diversas doações para entidades diferentes, inclusive para a The Brin Wojcicki, com a qual divide a responsabilidade com sua ex-esposa.

Infância de Sergey Brin

Sergey Mihailovich Brin nasceu no dia 21 de agosto de 1973, em Moscou, na Rússia. Filho de Eugenia, pesquisadora do Instituto Soviético de óleo e Gás e de Mikhail, um Ph.D. em matemática.

Em 1977, após comparecer em uma conferência em Varsóvia, Mikhail decidiu que a família deveria se mudar para os Estados Unidos. 

Inicialmente, Eugenia ficou com medo de que eles usassem todas as economias e o visto fosse recusado por serem judeus.

Entretanto, pensando em um futuro melhor para o filho, ela decidiu aceitar. Quando deram entrada no visto, Mikhail foi demitido e, posteriormente, Eugenia também teve que sair do emprego. 

Sergey Brin

Independent

Dessa maneira, Brin foi retirado da escola, Eugenia conseguiu um novo emprego e Mikhail começou a trabalhar traduzindo livros para o inglês. Também foi nesta época que o pai de Sergey principiou seus estudos sobre programação.  

Por fim, depois de oito meses que tinha solicitado o visto, a família recebeu autorização para saírem da Rússia. Depois de um longo caminho, a família enfim conseguiu chegar aos Estados Unidos, em outubro de 1979. 

Estudos

Depois que a família se estabeleceu nos Estados Unidos, graças à ajuda financeira de uma comunidade judaica, Sergey Brin foi matriculado em um colégio.

Inicialmente, teve dificuldades em se adaptar ao novo país e idioma, mas com o passar do tempo, deixou o forte sotaque russo para trás. 

Sergey Brin

Qz

Com bom conhecimento em matemática, Sergey Brin entrou na Universidade de Maryland com apenas 16 anos de idade. Aos 19, ele já estava graduado em Ciência das Computação. Posteriormente, tentou entrar no MIT, mas foi recusado. Brin então se contentou em estudar em Stanford. 

Como era um estudante que gostava de conhecer novas pessoas, em 1995, Brin se voluntariou para guiar um grupo de alunos na Universidade Stanford.

Os jovens tinham sido aceitos na Universidade, porém, ainda não tinham decidido se estudariam lá. O papel de Sergey Brin foi levar o grupo para conhecer a Universidade e a cidade de São Francisco. 

Dentre os alunos guiados por Brin, estava Larry Page. A princípio, os dois jovens não se deram bem, mas com o tempo encontraram semelhanças que os aproximaram. Meses depois, Larry Page voltou para Stanford para fazer seu doutorado em Ciência da Computação. 

Sergey Brin

Vanity fair

O intuito de Page era desenvolver um sistema de ranking de sites por meio da criação de links. Em outras palavras, ele queria organizar todos os sites da internet em um ranking. A magnitude da tarefa chamou a atenção de Sergey Brin que decidiu se juntar ao amigo no desafio. 

Dessa maneira, os dois sócios desenvolveram um sistema chamado PageRank. O sistema de ranqueamento funcionava por meio de uma nota para cada página, com base na quantidade e na qualidade dos links que levavam à ela. 

Google

Depois de desenvolverem um sistema de ranqueamento de páginas, Sergey Brin e Larry Page procuraram meios de popularizar o sistema.

Sendo assim, eles transformaram o quarto de Page em um servidor, lotando o ambiente com computadores. Em contrapartida, o quarto de Brin virou o escritório da dupla. 

Em março de 1996, Brin e Page começaram a rastrear e indexar todas as páginas da internet. No final do mês de agosto, os jovens lançaram a primeira versão do Google. Em janeiro de 1997, Larry Page registrou a patente. 

Sergey Brin

Poder 360

Conforme o Google crescia, Brin e Page decidiram que estava na hora de escolher um nome. Um colega deu a sugestão de ser Googlo, um nome usado para o número formado pelo número 1 seguido de cem zeros.

A dupla gostou do nome, mas, quando foram registrar o domínio, digitaram o nome errado e saiu Google. Eles decidiram que este nome era ainda melhor e deixaram o registro como google.com.

Um ponto interessante é que Sergey Brin e Larry Page não queriam ficar com o sistema. A intenção da dupla era vender por US$ 1 milhão e continuar com os estudos.

Dessa forma, eles ofereceram o sistema para empresas como Yahoo e AOL. Porém, nenhuma empresa se interessou pelo sistema rudimentar desenvolvido pelos estudantes. Portanto, os jovens decidiram abandonar a faculdade por um tempo e focar na empresa.

Crescimento do Google

Ao decidirem se dedicar à empresa, os jovens precisavam de dinheiro. Isso porque o Google estava hospedado no site da Stanford e eles tinham que retirar ele de lá.

Assim, com a ajuda de um professor, os sócios conseguiram o investimento de US$ 100 mil de Andy Bechtolsheim, fundador da Sun Microsystems. 

Depois de conseguirem o investimento e de registrarem a empresa, os sócios alugaram a garagem de Susan Wojcicki, que era colega dos jovens e que, atualmente, é CEO do YouTube.

Além disso, Brin foi apresentado à irmã mais nova de Brin, Anne. Os dois começaram um relacionamento e se casaram, em 2007. 

Sergey Brin

Segredos do mundo

Com o passar do tempo, o Google estava crescendo exponencialmente, mas ainda não gerava receita.

Sendo assim, os sócios foram atrás de novos investimentos e conseguiram um total de US$ 25 milhões da Sequoia Capital e Kleiner Perkins. Com o dinheiro em caixa, a dupla retirou o Google da garagem e o levou para Palo Alto, na Califórnia. 

A consolidação do sucesso da empresa veio em abril de 2004, com a abertura de capital da companhia. No primeiro dia de negociação das ações do Google, os papéis tiveram uma alta de US$ 85 para US$100. Com o sucesso da IPO, Sergey Brin e Larry Page se tornaram bilionários. 

Vida pessoal e filantropia de Sergey Brin

Sergey Brin se casou com Anne Wojcicki, em 2007. Juntos eles tiveram Benji Wojin, em 2008, e Chloe Wojin, em 2011. No entanto, o casal se separou em 2013 e assinaram os papéis de divórcio dois anos depois. Em 2018, Brin se casou com Nicole Shanahan, com quem teve uma filha. 

Em relação à filantropia, Sergey Brin é um dos responsáveis pela The Brin Wojcicki Foundation. Além disso, ele realiza doações para a fundação de Michael J. Fox, voltada para pesquisas de tratamentos contra o Mal de Parkinson. 

Em alta

Por fim, Sergey Brin também contribui com sociedades de apoio a imigrantes judeus, e fez uma doação para o local em que sua mãe recebeu o diagnóstico e recebe tratamento contra Parkinson, a Escola de Medicina da Universidade de Maryland. 

E aí, gostou de conhecer a biografia de Sergey Brin? Então, aproveite para conhecer o perfil de um dos fundadores do Facebook Eduardo Saverin, quem é? Vida, investimentos e fundação do Facebook

Fontes: Infomoney, Suno e Exame

Imagens: Independent, Vanity fair, Qz, Segredos do mundo, Em alta, Poder 360 e Gizmodo

Daniel Kahneman: biografia e carreira do Nobel de economia

Jim Simons: quem foi o criador do fundo Medalliou

Anne Werninghaus: quem é essa bilionária brasileira?

Nath Finanças: conheça a vida e carreira da influenciadora