Juros compostos: como multiplicar seu dinheiro

20 de julho de 2023 - por Raul Sena (Investidor Sardinha)


Este artigo é uma verdadeira aula prática sobre juros compostos, essa belezinha que faz nosso dinheiro render mais e nosso patrimônio se multiplicar ao longo dos anos. Você sabe o que são juros compostos? Entende como eles funcionam? Sabe como ganhar juros sobre juros?

Eu vou te mostrar as principais diferenças entre juros simples e juros compostos e ensinar como você pode ganhar mais dinheiro nos seus investimentos. Como já dizia o grande Albert Einstein…

“Os juros compostos são a oitava maravilha do mundo. Aquele que entende, ganha; aquele que não entende, paga.”

O que são juros compostos?

Antes de entender o que são juros compostos, ou juro sobre juro, a gente precisa saber o que é o juro simples. Se você tem R$ 1.000 e ganha 10% ao mês, de forma simples, você vai ter R$ 100 a mais todos os meses, certo? Assim, ao fim de 10 meses, você dobra o valor e chega ao total de R$ 2.000.

Nos juros compostos, por outro lado, seu rendimento mensal de 10% não incide apenas sobre o valor inicial, mas também sobre o ganho que você vai tendo mês a mês. E isso faz sua rentabilidade virar uma grande bola de neve. Na prática, quer dizer que os mesmos R$ 1.000, a juros compostos, chegariam a R$ 2.593,70 depois de 10 meses.

Pelo simples fato de estar ganhando sobre seus ganhos (juros sobre juros) você tem R$ 593,70 a mais. Ou seja, seu ganho aumentou quase 60% em apenas 10 meses. Imagina o efeito disso no longo prazo!

Ganhando R$ 1 milhão com juros compostos

Será que dá pra ficar rico tendo os juros sobre juros como aliados? A resposta é “sim”. Mas você vai precisar de tempo e, claro, dinheiro. Suponhamos que você tenha R$ 100 mil hoje. Com uma rentabilidade de 14% ao ano, você chegaria a R$ 1 milhão em 18 anos.

No mesmo período, considerando os juros simples, você teria somente R$ 352 mil. Agora, se você não tem os R$ 100 mil mas pode investir R$ 500 todos os meses, o poder dos juros compostos vai fazer você chegar ao milhão em 24 anos. Apenas 6 anos a mais. Interessante, não?

Reinvista seus dividendos

O mais importante é entender que, nos investimentos, essa lógica funciona a partir do reinvestimento constante dos seus ganhos. Assim, nem pense em gastar aquele dinheirinho que você vai receber das empresas da Bolsa quando elas pagam dividendos.

A regra é ter constância e sempre, absolutamente SEMPRE, reinvestir os dividendos. E não necessariamente na mesma ação. Pode ser que, em determinado momento, haja opções melhores para investir. O que não pode é deixar de reinvestir e, com isso, cortar o efeito da bola de neve sobre os seus investimentos.

Não pague juros compostos

Quando Einstein nos diz que “quem não entende, paga” ele está se referindo aos juros altíssimos de quando pegamos dinheiro emprestado ou deixamos de pagar as contas em dia. Para se ter uma ideia, no início de 2023 a taxa de juros média do cartão de crédito estava em 14,5% ao mês. Isso dá assustadores 411% ao ano.

Na prática, esse “jurinho” faria uma dívida de R$ 3 mil virar R$ 15 mil em apenas um ano. Não por acaso, o cartão de crédito é o maior vilão quando falamos de finanças pessoais. Também não por acaso, te oferecem tanto cartão e vivem aumentando seu limite conforme o tempo passa.

Cuidado para não entrar numa furada e acabar fazendo o oposto do que ensinamos aqui: ter os juros compostos como seu inimigo e não como seu aliado!

E então, gostou do conteúdo? Não deixe de assistir ao vídeo acima (do canal Investidor Sardinha) em que detalho como multiplicar seu dinheiro usando o poder dos juros compostos.

Aproveite e faça parte da nossa comunidade no Instagram (@oraulsena) pra ficar sempre por dentro dos investimentos e da Bolsa de Valores.

E não deixe de conferir, também: Cartão de crédito: aula obrigatória pra classe média.

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil