Cartão de débito internacional: o que é, como funciona e opções

Um cartão de débito internacional permite realizar operações financeiras no exterior. Saiba o que é, como funciona e opções.

14 de junho de 2024 - por Sidemar Castro


Um cartão de débito internacional é um produto financeiro que permite realizar pagamentos e saques no exterior, com desconto direto do saldo da conta bancária do titular.

Uma de suas principais características é permitir compras e saques em caixas eletrônicos em outros países, sem a necessidade de converter a moeda a cada transação. Inclusive, cobra taxas mais baixas em comparação com cartões de crédito internacionais, como IOF reduzido (geralmente 1,1%) e tarifas de serviço menores.

Conheça mais sobre o cartão de débito internacional, o que é, como funciona e opções na matéria a seguir. Prossiga a leitura!

O que é cartão de débito internacional?

Um cartão de débito internacional funciona de maneira semelhante a um cartão de débito comum, permitindo que você faça pagamentos e saques usando o saldo da sua conta bancária. A diferença é que, com o internacional, você pode fazer transações em moeda estrangeira.

As taxas e condições podem variar dependendo do banco ou da instituição financeira que emite o cartão. Portanto, é sempre uma boa ideia pesquisar e comparar as opções antes de tomar uma decisão.

Como funciona um cartão de débito internacional?

Funciona de maneira semelhante a um cartão de débito comum, permitindo que você faça pagamentos e saques usando o saldo da sua conta bancária. A diferença é que, com um cartão de débito internacional, você pode fazer transações em moeda estrangeira.

Aqui estão alguns pontos importantes sobre como um cartão de débito internacional funciona:

  • Uso no Exterior: O cartão de débito internacional é cada vez mais usado para transações no exterior. Ele oferece praticidade e segurança aos usuários, permitindo efetuar pagamentos e saques em moeda estrangeira.
  • Taxas de Câmbio: Quando você usa um cartão de débito internacional para fazer compras fora do país, a taxa de câmbio é aplicada no dia do fechamento da fatura, o que pode levar a custos inesperados devido às flutuações cambiais.
  • Como Adquirir: Para obter um cartão de débito internacional, você precisa selecionar uma plataforma ou banco de sua preferência e solicitar o seu cartão, seguindo as etapas de abertura de conta.

Quais são as vantagens de ter um cartão de débito internacional?

1) Controle de Gastos no Exterior

O dinheiro sai diretamente da sua conta quando você passa o cartão, o que ajuda a manter um controle melhor dos seus gastos. Isso é possível porque você pode monitorar suas despesas em tempo real usando aplicativos ou plataformas financeiras, o que ajuda a não exceder o orçamento e não gastar além do necessário.

2) Cotação no Câmbio do Dia

Os pagamentos das suas compras serão descontados com base na cotação cambial em vigor no momento em que o cartão for usado, sem taxas adicionais.

Os cartões de débito internacionais, como os da Wise e C6 Bank, oferecem a conversão de moedas com a “taxa de câmbio comercial sem margem”. Isso significa que você paga apenas o valor da cotação do dia, sem nenhuma taxa extra aplicada pelo banco ou provedor.

Essa vantagem contrasta com os cartões de débito nacionais, que geralmente cobram uma taxa de câmbio mais alta, com uma “margem” adicional sobre a cotação real. Isso acaba encarecendo as transações em moeda estrangeira.

3) Possibilidade de Fazer Saques

Você pode fazer saques na moeda local em caixas eletrônicos no exterior. Essa possibilidade é graças ao cartão de débito internacional permitir sacar dinheiro em espécie em caixas ATM, tornando a viagem mais prática e segura.

4) Segurança para Transportar o Dinheiro

É mais seguro do que transportar dinheiro em espécie. Assim, Isso é possível porque você pode levar o seu cartão e bloqueá-lo imediatamente em caso de furto ou roubo usando o próprio aplicativo do provedor, evitando a perda de dinheiro em espécie.

5) Acesso a Caixas Eletrônicos

Você pode acessar caixas eletrônicos em diversos países. Isso permite que você faça saques em dinheiro em caixas ATM, que estão disseminados em praticamente todo o mundo, o que torna a viagem mais prática e segura.

6) Praticidade para Compras em Lojas Virtuais

Serve para compras em lojas virtuais ao redor do mundo. O que só é possível porque os cartões de débito internacionais são amplamente aceitos em sites de compras online em todo o mundo, tornando a experiência de compra mais conveniente e segura.

7) Melhor Taxa de Câmbio

Geralmente, o cartão de débito internacional oferece uma taxa de câmbio mais vantajosa. Essa possibilidade se deve a que muitos cartões oferecem taxas de câmbio sem margem, o que significa que você paga apenas a taxa de câmbio comercial sem nenhuma taxa adicional aplicada pelo banco ou provedor.

8) Pagamento de Compras em Lojas de Outro País

Permite o pagamento de compras em lojas de outro país, sejam elas presenciais ou virtuais. Isso é possível porque os cartões de débito internacionais são amplamente aceitos em estabelecimentos comerciais em todo o mundo, tornando a experiência de compra mais conveniente e segura.

As vantagens específicas podem variar dependendo do banco ou da instituição financeira que emite o cartão. Portanto, é sempre uma boa ideia pesquisar e comparar as opções antes de tomar uma decisão.

E as desvantagens?

1) Cobranças de Saque

Alguns cartões de débito internacional podem cobrar taxas na hora de retirar o dinheiro em caixas eletrônicos que não sejam da rede do seu banco.

Embora os cartões de débito internacionais ofereçam a possibilidade de fazer saques em caixas ATM em todo o mundo, essas operações podem ser cobradas com taxas adicionais, como IOF e tarifas de serviço, que podem aumentar o custo total da transação.

2) Limite de Saque Internacional

Alguns cartões de débito internacional podem ter limites de saque estabelecidos, o que pode ser um empecilho durante a viagem. É preciso prestar atenção aos limites cadastrados no banco ou aplicativo da conta, pois eles podem restringir o valor que você pode sacar em caixas eletrônicos no exterior.

Essa limitação de saque pode ser uma desvantagem, pois você pode precisar de uma quantia maior de dinheiro em espécie durante a viagem e ficar restrito ao limite do cartão.

3) Risco de Segurança

Assim como qualquer cartão, os cartões de débito internacionais também estão sujeitos a riscos de segurança, como fraude e roubo.

No entanto, é importante notar que alguns cartões de débito internacionais, como os oferecidos por provedores digitais, não requerem análise de crédito e podem ser solicitados com mais facilidade.

4) Taxa de Conversão da Moeda

A taxa de conversão da moeda é aplicada apenas no dia do fechamento da fatura, o que pode levar a custos inesperados devido às flutuações cambiais.

A taxa de conversão da moeda é a taxa que o provedor aplica para converter a moeda estrangeira para a moeda do país de origem do usuário. Essa taxa pode variar dependendo do provedor e do tipo de cartão.

Alguns cartões de débito internacionais, como o Wise, oferecem taxas de conversão da moeda sem margem, enquanto outros podem cobrar taxas mais altas.

É importante lembrar que a taxa de conversão da moeda é uma taxa adicional que é cobrada sobre as transações financeiras realizadas no exterior.

5) Alta Taxa de Câmbio

As taxas de câmbio para transações internacionais podem ser altas. Isso é um fator importante a considerar ao escolher um cartão de débito internacional, pois pode afetar o custo-benefício do produto.

A taxa de câmbio é a taxa cobrada pela instituição financeira pela conversão da moeda quando o cliente realiza uma compra ou saque no exterior. O provedor pode aplicar a taxa de câmbio do dia + o spread para a conversão, o que pode resultar em uma taxa mais alta.

Além disso, alguns cartões de débito internacionais podem cobrar taxas adicionais, como taxas de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e tarifas de serviço.

6) Pagamento de Tarifas por Transação

Pode haver tarifas adicionais por transação. Essas tarifas podem variar dependendo do provedor e do tipo de transação. O IOF é uma taxa cobrada sobre as transações financeiras internacionais. Para cartões de débito internacionais, o IOF é de 1,1%.

O câmbio comercial é a taxa cobrada pela conversão da moeda estrangeira para a moeda do país de origem do usuário. Essa taxa pode variar dependendo do provedor e do tipo de transação.

Alguns cartões de débito internacionais cobram uma tarifa de serviço adicional por transação. Algumas instituições financeiras cobram uma tarifa por saque em caixas eletrônicos no exterior.

Alguns bancos cobram uma taxa para envio do cartão físico. Alguns cartões de débito internacionais cobram uma taxa de manutenção mensal ou anual. Alguns cartões de débito internacionais cobram uma taxa adicional para a conversão da moeda estrangeira para a moeda do país de origem do usuário.

7) Sujeito à Variação do Câmbio

O valor final da compra pode variar devido às flutuações cambiais. Isso significa que a taxa de câmbio pode mudar dependendo do momento em que a transação é realizada, o que pode afetar o valor da conversão da moeda estrangeira para a moeda do país de origem do usuário.

A taxa de câmbio é a taxa cobrada pela instituição financeira pela conversão da moeda quando o cliente realiza uma compra ou saque no exterior. O provedor pode aplicar a taxa de câmbio do dia + o spread para a conversão, o que pode resultar em uma taxa mais alta.

8) IOF de 6.38%

Outra desvantagem importante é que o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para transações internacionais é de 6.38%.

9) Cobrança de Anuidade e Mensalidade

Alguns cartões de débito internacionais podem cobrar anuidade e mensalidade. Isso é um fator importante a considerar ao escolher um cartão de débito internacional, pois pode afetar o custo-benefício do produto.

Alguns, como o Itaú Click, oferecem anuidade gratuita. No entanto, outros cartões podem cobrar anuidade e mensalidade, como o Cartão Multimoeda da Wise, que não aplica tarifas de manutenção e/ou mensalidade.

É importante avaliar as taxas de anuidade e mensalidade antes de escolher um cartão de débito internacional para garantir que o produto seja mais econômico e conveniente para as suas necessidades financeiras.

10) Risco de Endividamento

Os cartões de débito internacionais podem apresentar risco de endividamento. Isso ocorre porque os cartões de débito internacionais permitem realizar compras e saques no exterior, o que pode levar a uma acumulação de dívidas se não for gerenciado corretamente.

Além disso, alguns cartões de débito internacionais podem cobrar taxas de IOF e tarifas de serviço adicionais, o que pode aumentar o custo total das transações.

As desvantagens específicas podem variar dependendo do banco ou da instituição financeira que emite o cartão. Portanto, é sempre uma boa ideia pesquisar e comparar as opções antes de tomar uma decisão.

Quais são as melhores opções de cartões de débito internacionais?

1) Cartão de débito Wise

Este cartão permite converter dinheiro para mais de 40 moedas pagando o câmbio comercial sem margem.

É um cartão de débito internacional gratuito, aceito em mais de 170 países e territórios. A cobrança de IOF é de 1,1% na conversão de outras moedas e saldo em reais.

2) Cartão de débito Revolut

Este cartão oferece suporte para 27 moedas e mais de 150 países e regiões. Realiza câmbio comercial sem margem para operações limitadas e dá acesso a poupanças e investimentos.

3) Cartão Nomad Global

Este cartão permite operações locais em dólar usando uma conta sediada nos Estados Unidos. Oferece câmbio comercial sem margem e taxa de serviço de até 2%.

Além disso, dá acesso a descontos em empresas parceiras.

4) Cartão de débito C6 Global

Este cartão é uma Conta Global em euro ou dólar disponível para correntistas C6. Realiza câmbio comercial sem margem e IOF de 1,1% para a conversão.

Cobra uma taxa de abertura de USD 10.

5) Cartão Itaú Personnalité

Este é um cartão pré-pago internacional. Não cobra tarifa de contratação, anuidade ou manutenção. Realiza câmbio comercial com margem e IOF de 5,38%.

6) Banco do Brasil Visa Ourocard

Este é um cartão múltiplo nas funções débito e crédito. As características específicas podem variar dependendo do banco ou da instituição financeira que emite o cartão.

Portanto, é sempre uma boa ideia pesquisar e comparar as opções antes de tomar uma decisão.

Vale a penas ter um cartão de débito internacional?

Sim, vale a pena ter um cartão de débito internacional. Isso porque um cartão desse tipo é um produto financeiro que permite realizar pagamentos e saques no exterior, sem a necessidade de converter a moeda em cada compra.

Além disso, os cartões de débito internacionais oferecem taxas mais baixas em comparação com cartões de crédito internacionais.

Os cartões de débito internacionais são emitidos por instituições financeiras como bancos e fintechs, e são vinculados a uma conta bancária. Eles podem ser usados para compras e saques em caixas eletrônicos no exterior, e o valor é debitado automaticamente do saldo em conta.

Estes cartões são mais econômicos do que os cartões de crédito internacionais, pois cobram taxas de IOF e tarifas de serviço reduzidas. Além disso, eles permitem converter dinheiro em diferentes moedas sem margem e sem cobrar taxas adicionais por transações em moeda estrangeira.

No entanto, é importante lembrar que os cartões de débito internacionais podem ter limitações, como a necessidade de solicitar liberação de uso no exterior e a possibilidade de cobrança de taxas fixas sobre as retiradas de dinheiro no exterior.

Para escolher o melhor cartão de débito internacional, é importante comparar as taxas e serviços oferecidos por diferentes bancos e fintechs.

Fontes: Serasa, Nomad Global, Exiap, Inteligência Financeira, iDinheiro

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos