Investimentos de alta liquidez: CDB, Fundos DI e Tesouro Direto

3 de junho de 2022 - por Jaíne Jehniffer


Liquidez é a facilidade com que um investidor consegue transformar uma aplicação em dinheiro. Nesse sentido, os investimentos com alta liquidez são aqueles que podem ser convertidos em dinheiro de forma bem fácil.

O que é liquidez

A liquidez é a capacidade de transformar um ativo em dinheiro. Ou seja, é a facilidade com que você resgata uma aplicação financeira e fica com o dinheiro.

Por exemplo, quando você investe em um CDB, o ativo passa a representar seu capital. Para transformá-lo em dinheiro, você precisa resgatar a aplicação.

O ativo tem alta liquidez quando o seu resgate é rápido e fácil. Mas se o resgate não for possível antes do vencimento, ou ainda se o resgate resultar em prejuízo, o ativo bem baixa liquidez.

Como funciona na prática

Na prática, um investimento com alta liquidez é aquele que você consegue resgatar de forma fácil. Além disso, o resgate não causa prejuízo.

Por exemplo, um ativo de liquidez diária possibilita o resgate do capital investido a qualquer momento. Logo, um investimento com liquidez diária tem uma alta liquidez.

Dependendo do nível de liquidez de uma aplicação, o ativo aparece com a letra D e um número. Por exemplo, um ativo D+1 é aquele cujo prazo de resgate é de 1 dia.

Portanto, o D é o dia do pedido de resgate e o número é a quantidade de dias necessária. Por exemplo, um ativo que seja D+5 tem o prazo de resgate de cinco dias depois do pedido de resgate.

De maneira geral, os ativos de renda fixa têm uma alta liquidez. Sendo assim, muitos deles apresentam a possibilidade de resgate diário.

Por outro lado, os ativos de renda variável tem um nível de liquidez que varia bastante. Ou seja, alguns podem ser resgatados rapidamente e outros exigem um prazo maior.

Investimentos de alta liquidez disponíveis no mercado

Algumas opções de investimentos com alta liquidez são:

1- Tesouro Selic

Ao investir no Tesouro Selic, você está basicamente emprestando o seu dinheiro para o governo. Como esse tipo de título tem a garantia do governo, ele é um dos mais seguros do mercado.

Além disso, ele é bem acessível, já que você não precisa de muito dinheiro para começar a investir. Existe ainda a vantagem de que este título tem liquidez diária.

2- CDB

A sigla CDB significa Certificado de Depósito Bancário. Assim como o Tesouro Selic, ao investir em um CDB, você está emprestando o seu dinheiro em troca de uma taxa de juros.

A diferença é que neste caso você está emprestando o seu dinheiro para um banco e não para o governo. Enfim, existem CDBs com diferentes níveis de liquidez, inclusive, com liquidez diária.

3- Fundos de investimento

Em resumo, os fundos de investimento funcionam como uma reunião de investidores com foco em investir em um ativo ou setor em específico.

Sendo assim, existem vários tipos de fundos que aplicam em tipos diferentes de ativo. O nível de liquidez dos diferentes tipos de fundos varia bastante.

Por exemplo, os fundos DI,  são fundos de investimento de renda fixa de liquidez diária ou de curto prazo. Logo, essa é uma boa opção com alta liquidez.

4- Contas digitais que rendem

Por fim, existe ainda a opção das contas digitais que remuneram. De maneira geral, essas contas têm remuneração diária e você pode fazer o resgate do seu dinheiro quando quiser.

Sendo que o retorno dessas contas costuma ser uma porcentagem do CDI. A cada dia esse tipo de conta está se tornando mais popular, principalmente entre as fintechs no mercado brasileiro.

Nestas contas, o seu dinheiro é aplicado e rende uma porcentagem do CDI, e podem ser liquidados diariamente, possibilitando o saque de valores a qualquer momento.

Como a liquidez influencia na rentabilidade

Primeiramente, a rentabilidade é o potencial retorno que você terá com um investimento. A liquidez afeta diretamente na rentabilidade de um ativo.

Isso porque, o nível de liquidez pode ser um risco para a aplicação. Desse modo, se você aplicar em um ativo de baixa liquidez, ele é mais arriscado do que um ativo com liquidez maior.

Esse risco existe pois, um ativo com baixa liquidez pode gerar prejuízo ao ser resgatado antes do prazo. É por isso que você deve escolher os ativos de acordo com os prazos do seus objetivos com a aplicação.

Geralmente, quanto maior é o risco de uma aplicação, maiores são as chances de altos retornos. Isso ocorre, pois os ativos tem uma relação entre risco e retorno.

É claro a liquidez não é o único fator de risco em uma aplicação. Outros fatores como volatilidade, prazos e garantias também afetam no nível de risco.

Enfim, gostou de aprender sobre os investimentos com alta liquidez? Então aproveite para entender como lidar com o risco de liquidez nas aplicações.

Fonte: Tc.

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos