9 aplicações para investir com pouco dinheiro


Muitas pessoas pensam que o mundo dos investimentos é voltado para as pessoas ricas. Mas o fato é que você pode investir com pouco dinheiro.

Sendo assim, você pode investir um pouco de dinheiro por mês, já que existem muitas opções de investimento com valor mínimo baixo.

Dessa forma, você pode usar os investimentos para acelerar a construção do seu patrimônio. Isso porque, mesmo investindo pouco, no longo prazo você pode ter um bom resultado.

A importância do tempo e da constância

Existem muitas opções de aplicações para investir com pouco dinheiro. Logo, você pode investir um pouco por mês e no longo prazo você pode acumular um patrimônio considerável. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Existem dois aspectos muito importantes que você deve levar em conta ao investir: tempo e constância. Como você vai investir pouco dinheiro, quanto antes você começar a investir melhor.

Acontece que se os investimentos terão um valor baixo, é preciso que eles sejam feitos durante muito tempo para que o valor total seja alto. Além disso, no longo prazo os juros compostos começam a fazer efeito.

Por isso, comece o quanto antes. Já a constância é você ter o compromisso de investir todos os meses. Isso é muito importante, pois, somente investindo sempre, você vai conseguir acumular uma quantia bacana.

Dessa maneira, organize a sua vida financeira para realizar um aporte todos os meses. Uma dica para que você não deixe de investir todos os meses, é investir primeiro.

Ou seja, estabeleça o valor que você vai investir e quando você receber seu salário, invista logo. Essa é uma boa dica, pois se você deixar os investimentos por último, talvez não sobre dinheiro.

9 aplicações para investir com pouco dinheiro

Opções de investimento com pouco dinheiro

convite
Aprenda a investir gratuitamente com Raul Sena

Nós já vamos falar sobre as opções para investir com pouco dinheiro. Mas antes, é preciso destacar que em qualquer dessas opções, é preciso que você leve em conta o seu perfil de investidor e objetivos.

Isso é importante, pois você não deve escolher uma aplicação somente porque ela tem um valor mínimo baixo. Você deve considerar o seu perfil, objetivos, estratégia e o investimento mínimo que o ativo exige.

Vale a pena analisar ainda o tripé dos investimentos: liquidez, riscos e rentabilidade. Enfim, as opções de aplicações são:

Onde investir com R$ 30,00 ou menos?

Com R$ 30,00 ou menos, você já consegue aplicar em ativos que trazem um retorno mais alto do que a poupança:

1- Tesouro Direto

O Tesouro Direto é considerado a opção de investimento mais segura do Brasil, já que é garantido pelo governo. Os títulos do Tesouro Direto podem ser de diferentes tipos: Tesouro Selic, Tesouro Prefixado e Tesouro IPCA+.

9 aplicações para investir com pouco dinheiro

No Tesouro Selic o retorno é equivalente à taxa Selic. Como a Selic pode ser alterada a cada 45 dias pelo Copom, o retorno do título varia de acordo com a Selic. Esse título tem a vantagem de ter uma alta liquidez.

Temos ainda o Tesouro Prefixado. Como o próprio nome sugere, no Tesouro Prefixado, a taxa de juros é conhecida desde o momento da aplicação.

Ou seja, diferente do Tesouro Selic onde o retorno varia, no Tesouro Prefixado o retorno continua o mesmo até o vencimento do título.

A vantagem é que existe uma previsibilidade do valor que será recebido no resgate da aplicação. Além disso, esse título também pode ser resgatado antes do vencimento.

Porém, caso o investidor venda o título antes, ele pode ter lucros ou prejuízos, de acordo com a marcação a mercado. Por fim, temos ainda o Tesouro IPCA+. Esse título remunera o IPCA mais uma taxa de juros prefixados.

A vantagem é que como ele está atrelado ao IPCA, ele garante um ganho real. Em outras palavras, o investidor fica protegido contra a inflação. Esses títulos costumam ser de médio a longo prazo.

Por isso, antes de aplicar neles, confira se o prazo do título está de acordo com o prazo dos seus objetivos. Vale destacar que tanto o Tesouro IPCA+ quanto o Tesouro Prefixado, têm a opção de juros semestrais.

Neste caso, o investidor recebe os juros do período a cada 6 meses. Essa pode ser uma opção vantajosa para quem vive de renda. Mas não é muito vantajoso para quem está na fase de acumular patrimônio.

2- Ações

Existem ações de todos os preços. Por exemplo, hoje uma ação da Itaúsa está custando R$ 10,66. Dessa forma, você pode investir em ações de algumas empresas com pouco dinheiro no mercado fracionário.

Em resumo, no mercado fracionário você pode comprar ações unitárias. Um detalhe importante ao investir em ações, é que você deve analisar a empresa antes de investir nela.

Isso porque as ações fazem parte da renda variável. Isso significa que você pode ter lucros ou prejuízos.

O mercado fracionário é uma boa opção para quem vai investir com pouco dinheiro. Mas se você tem uma quantia maior, você pode comprar lotes de 100 ações no mercado tradicional.

Onde investir com R$ 100,00?

Com R$ 100,00 você pode investir em:

1- CDBs

Os Certificados de Depósito Bancário são títulos emitidos por bancos. A intenção dos bancos é captar recursos para as suas atividades.

Desse modo, ao investir em CDB o investidor empresta seu dinheiro para o banco, em troca de uma taxa de juros. Sendo que o retorno pode ser prefixado, pós-fixados ou híbrido.

Esses títulos contam com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que devolve até R$ 250 mil por CPF e instituição, em caso de calote.

O FGC também protege as aplicações na poupança. Apesar dos CDBs terem a mesma proteção que a poupança, o retorno oferecido é muito maior.

2- FIIs

Os Fundos de Investimento Imobiliário funcionam como uma reunião de investidores focados em aplicar em ativos no setor imobiliário. Para entrar em um FII, o investidor pode comprar cotas na B3.

Essa é uma alternativa para investir com pouco dinheiro e receber proventos de forma recorrente. Sendo que essa é uma forma prática de investir, já que o responsável por realizar as aplicações é o gestor do FII.

Além disso, apesar de ser um ativo de renda variável, os FIIs costumam passar por baixa oscilação. Por fim, vale destacar que os proventos distribuídos pelo FII são isentos de IR, mas a venda de cotas não é isenta.

3- ETFs

Os Exchange Traded Funds são fundos que replicam um índice. Em outras palavras, os ETFs replicam a carteira teórica dos índices usados como referência. Existem vários tipos de ETFs como, por exemplo, ETFs de ações e de renda fixa.

Existem ainda os ETFs que aplicam em ativos internacionais. A vantagem dos ETFs é que eles proporcionam uma boa diversificação para a carteira dos investidores.

9 aplicações para investir com pouco dinheiro

Onde aplicar com R$ 500,00 e R$ 1 mil?

Se você tem uma quantia maior para investir, existem algumas opções de aplicações com valor mínimo mais alto:

1- LCIs e LCAs

As Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e do Agronegócio (LCAs) são títulos emitidos pelos bancos. O funcionamento delas é similar aos CDBs. A diferença é que nos CDBs os bancos captam dinheiro para as suas atividades no geral.

Já nas LCIs e LCAs os bancos captam recursos exclusivamente para o setor imobiliário e do agronegócio. A grande vantagem desses títulos é que eles são isentos de Imposto de Renda (IR).

Isso faz com que eles tenham um retorno acima de algumas outras opções de renda fixa. Eles têm ainda a vantagem da proteção do FGC.

9 aplicações para investir com pouco dinheiro

2- BDRs

Os Brazilian Depositary Receipt são os Certificados de Depósito de Valores Mobiliários. Em síntese, os BDRs são oferecidos no Brasil, mas representam ativos estrangeiros.

Sendo assim, eles são uma alternativa para quem quer investir no exterior. Contudo, vale ressaltar que eles representam ativos internacionais.

Logo, ao investir em um BDR de uma ação estrangeira, você não está investindo diretamente na ação.

3- Debêntures

As debêntures são títulos emitidos por empresas privadas. De maneira geral, o intuito com a emissão de debêntures é levantar recursos para investir nos seus projetos de expansão e crescimento.

A vantagem desses títulos é que eles podem oferecer um retorno mais alto do que algumas outras opções de ativos. No entanto, esses são títulos mais arriscados. Isso porque eles não contam com a proteção do FGC.

Por isso, é essencial analisar a saúde financeira da empresa emissora antes de investir. Sendo que além das debêntures comuns, existem as debêntures incentivadas, isentas de IR.

4- COE

Por fim, temos ainda os Certificados de operações Estruturadas. A criação dos COEs é feita a partir de operações estruturadas e reúne características da renda fixa e variável.

Os COEs podem ser uma opção para diversificar a carteira de investimentos. Porém, não deixe de levar em conta os riscos, o seu perfil de investidor e seus objetivos.

Agora que você conhece algumas opções de aplicações, descubra Como ficar rico rápido: o “modo econômico” para acumular patrimônio

Procurando uma boa oportunidade de compra? Nos dias 19 e 20 de julho vamos mostrar as ações mais baratas do mercado. Cadastre-se grátis!


Conte-nos a sua opinião...