Rentabilidade, o que é? Definição, principais tipos e como calcular


Os investimentos são feitos visando o retorno financeiro. Esse retorno, ou acréscimo ao valor inicialmente aplicado, é chamado de rentabilidade. Portanto, a decisão entre os diversos tipos de investimentos disponíveis, pode, por vezes, depender de qual retorno ele trará. 

Contudo, além da rentabilidade, é importante levar em consideração seus objetivos. Isso porque, existem investimentos com prazos maiores ou altos riscos, que possuem a possibilidade de retorno alto. Por outro lado, investimentos com prazos menores podem trazer retorno financeiro inferior.

Em resumo, o retorno de um investimentos costuma estar atrelado ao risco que ele possui. Logo, com um investimento mais arriscado, a rentabilidade, provavelmente, é maior e assim vice-versa. Sendo assim, o perfil de investidor deve ser considerado, para garantir uma rentabilidade, e não um prejuízo.

Rentabilidade o que é? Como calcular e importância

Infomoney

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O que é

A rentabilidade é o retorno financeiro de um investimento. Portanto, quando você investe, ao resgatar o dinheiro, o valor vem acrescido de juros. Ou seja, o dinheiro a mais representa a sua rentabilidade.

No mundo dos investimentos, estamos sempre em busca de boas aplicações que rendam bem, ou seja, que possuam rentabilidade. 

Rentabilidade o que é? Como calcular e importância

Conceitos

Porém, vale lembrar que rentabilidade é diferente de lucratividade. Isso porque, a lucratividade é o dinheiro resultante depois que você desconta todos os gastos do investimento, como, por exemplo, as taxas e os impostos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Tipos de rentabilidade

Na renda fixa, existem alguns tipos de rentabilidade diferentes, que podem ser divididos em:

Prefixada: Ao realizar uma aplicação em renda fixa com a taxa prefixada, o investidor já sabe na hora de investir, qual será a rentabilidade no final do prazo de investimento. 

Pós-fixada: Como o próprio nome sugere, nas taxas pós-fixadas, o investidor só sabe qual será o retorno financeiro no final da aplicação. Apesar disso, é possível ter uma certa noção da rentabilidade, pois ela é atrelada à uma taxa, como, por exemplo a Selic

Onze investimentos

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Híbrida: A rentabilidade híbrida é o resultado da fusão entre uma taxa prefixada e pós-fixada. Dessa maneira, parte do rendimento é resultante de uma taxa prefixada e a outra parte é referente a um indicador, como, por exemplo, o IPCA.

Por fim, a rentabilidade pode ainda ser do tipo nominal, quando se considera a taxa de retorno em si, ou rentabilidade real, quando se desconta a inflação.

A importância da rentabilidade

Na hora de investir, saber qual será a rentabilidade do investimento é muito importante. Afinal, a porcentagem de retorno financeiro é um dos principais motivos para investir, do contrário, se não houvessem retornos, bastaria deixar tudo embaixo do colchão. 

Portanto, é muito importante estar atendo a qual investimento você vai optar. Por exemplo, a poupança ainda é bastante famosa entre os brasileiros como um investimento seguro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Entretanto, na realidade, a poupança traz uma rentabilidade tão baixa que muitas pessoas nem a consideram como investimento. Quando decidem enfim sair da poupança, a maioria das pessoas opta pelo tesouro direto.

Mercadão dos óculos

O tesouro direito, por sua vez, é um tipo de título emitido pelo governo. Na prática, ao aplicar em tesouro direto, o investidor está emprestando dinheiro ao governo. Dessa maneira, sua rentabilidade é bem superior à poupança.

Em resumo, ao ignorar a importância da rentabilidade, muitos brasileiros ainda optam por deixar o dinheiro na poupança, pois acreditam que assim o dinheiro está rendendo. Porém, na verdade, o rendimento de uma aplicação na poupança costuma ser inferir até mesmo à inflação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Escolhendo o investimento

A escolha de qual investimento – e consequente rendimento que ele irá proporcionar – deve ser definido de acordo com os seus objetivos.

Outro ponto a ser considerado é o seu perfil de investidorIsso porque, mesmo que um ativo, como, por exemplo, as ações, possua a possibilidade de um bom retorno financeiro, pode ser que este não seja um bom investimento para o seu perfil.

Em outras palavras, o rendimento de um investimento é muito importante, porém, caso você realize um investimento que não se encaixa no seu perfil, pode acabar perdendo dinheiro. 

Vamos para um exemplo prático: Suponhamos que você tenha o perfil conservador. Mas visando a alta rentabilidade que as ações podem ter, você optou por investir em ações. Porém, pouco tempo depois houve uma oscilação no mercado. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Urbs

Dessa maneira, quando o mercado teve baixa você foi lá e vendeu todas as suas ações, pois ficou com medo de perder todo o seu dinheiro. É compreensível ter medo, por isso mesmo que é importante conhecer seus limites. Afinal, ao vender as ações, você teve prejuízo e não rentabilidade. 

Podemos então concluir que se você tivesse escolhido investir em renda fixa, mesmo com a perspectiva de retorno financeiro menor, se comparado com as ações, ainda assim você teria rentabilidade e não prejuízos. Enfim, a rentabilidade é muito importante, mas sempre atrelada aos seus objetivos e ao seu perfil. 

Como calcular

O cálculo de rentabilidade é voltado, principalmente, para ativos de renda fixa. Isso porque, com a renda variável, existe uma expectativa de alto retorno financeiro, porém, como o mercado passa por altos e baixos, fica difícil calcular.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Para se calcular o retorno financeiro que você terá com uma aplicação, é preciso levar em consideração as taxas que você terá que pagar, o imposto e, até mesmo, a inflação. Dessa maneira, a fórmula é:

(Rendimento – impostos, inflação e taxas) x 100 / valor investido = Rentabilidade

Para quem não tiver paciência para fazer cálculos, algumas corretoras já disponibilizam o valor da rentabilidade antes mesmo de se realizar a aplicação. Já para saber como conseguir ter 100% de rentabilidade na bolsa de valores, veja o vídeo de Raul Sena:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

 E aí, gostou de aprender sobre a rentabilidade e está pronto para colocar em prática os cálculos? Então, aproveite e entenda também O que é Inflação? Definição, índices, cálculo do IPCA e principais impactos

Fontes: Rico, Toro investimentos, Toro radar e XP

Imagens: Daycoval, Mercadão dos óculos, Infomoney, Conceitos, Onze investimentos e Ubrs 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conte-nos a sua opinião...