PGBL ou VGBL? Como escolher o melhor plano de previdência privada


PGBL ou VGBL são respectivamente Plano Gerador de Benefício Livre e Vida Gerador de Benefício Livre. Ambos são modalidades de contratação de um plano de previdência privada.

Previdência privada

Antes de aprender sobre as modalidades PGBL e VGBL, você precisa entender o que é uma previdência privada. Afinal de contas, o PGBL e o VGBL são modalidades de contratação de um plano de previdência privada.

Em resumo, a previdência privada é uma espécie de aposentadoria privada. De maneira geral, a previdência privada se divide em duas fases:

1- Acumulação

Essa é a fase onde você paga a previdência. Nela, a seguradora responsável pelo plano irá aplicar os valores dos clientes em vários tipos de investimentos.

Sendo assim, ela irá aplicar em diferentes tipos de ativos de renda fixa e renda variável.

2- Resgate

Depois de aplicar durante anos, você poderá fazer o resgate do seu dinheiro. Sendo que você pode fazer esse resgate de duas formas:

1- Sacar o patrimônio total

Você pode optar por sacar todo o patrimônio acumulado de uma única vez.

Essa pode ser uma boa opção, por exemplo, caso você queira comprar algum bem como uma casa. Além disso, você pode também optar por sacar todo o dinheiro e investir para viver de renda.

2- Receber parcelas mensais

Você pode optar por receber parcelas mensais do seu patrimônio como se fossem salários. Dessa forma, dependendo do valor estipulado no contrato, você pode ter uma boa renda durante o prazo determinado.

Essa é uma boa opção, por exemplo, para quem pretende usar esse dinheiro para se aposentar ou como complemento da aposentadoria tradicional.

O que é PGBL

A sigla PGBL significa Plano Gerador de Benefício Livre. Essa modalidade de plano de previdência privada é classificado como uma previdência complementar.

A modalidade PGBL é mais indicada para quem entrega a declaração completa do Imposto de Renda. Isso porque, esta modalidade possibilita que você pague menos imposto durante a fase de acumulação.

Isso é possível pois o PGBL permite a dedução de até 12% sobre a sua base de cálculo do IR.

Portanto, se você pretende investir até 12% da sua renda anual em previdência privada e faz a declaração completa do IR, o PGBL pode ser uma boa opção.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

No entanto, quando você recebe o seu benefício, o Imposto de Renda é cobrado sobre todo o patrimônio acumulado.

O que é VGBL

A sigla VGBL significa Vida Gerador de Benefício Livre. Sendo que essa modalidade é considerada como um seguro pessoal. Esta modalidade é mais indicada para quem entrega a declaração simplificada.

Isso porque, neste caso, o imposto incide no momento do resgate e somente em cima do valor do rendimento da aplicação e não sobre o patrimônio como um todo.

Por outro lado, esta modalidade não possibilita deduções no Imposto de Renda.

Diferenças entre PGBL e VGBL

Algumas diferenças entre PGBL e VGBL são:

1- Tributação

No PGBL você pode fazer a dedução de até 12% sobre a sua base de cálculo do Imposto de Renda. Contudo, no momento do resgate, a tributação ocorre em cima de todo patrimônio acumulado.

Por outro lado, no VGBL você não pode deduzir. Porém, no momento do resgate o imposto incide somente em cima do rendimento e não do valor total acumulado.

2- Declaração

No PGBL é possível deduzir, logo, ele é interessante para quem faz a declaração completa. Já o VGBL não permite a dedução, então ele pode ser uma opção para quem faz a declaração simplificada.

3- Classificação

O PGBL é classificado como uma previdência complementar. Por outro lado, o VGBL é considerado como um seguro pessoal.

Qual escolher, PGBL ou VGBL?

A escolha entre os dois tipos de modalidades de previdência privada vai depender dos objetivos de cada pessoa. Por exemplo, se você faz a declaração completa e quer aproveitar da dedução, o PGBL pode ser uma boa opção.

É preciso considerar também os prazos. Isso porque, para prazos mais curtos, o PGBL pode ser uma opção melhor. Já para prazos mais longos, o VGBL pode ser melhor, já que a tributação vai caindo ao longo do tempo.

Além disso, nada te impede de contratar, simultaneamente, um plano de previdência privada PGBL e outro VGBL. Tudo vai depender dos seus objetivos.

Enfim, gostou de aprender sobre o PGBL e o VGBL? Então não deixe de conferir quais são os tipos de aposentadoria que existem.

Fontes: Eu quero investir e Rico.

Conte-nos a sua opinião...