Preceitos financeiros: o que são e como podem afetar a sua vida


Os preceitos financeiros são as crenças limitantes sobre dinheiro. Sendo assim, os preceitos financeiros representam ideias e crenças que fazem parte do senso comum sobre a riqueza ou pessoas ricas.

Dessa forma, os preceitos financeiros são constituídos de padrões, frases, influências religiosas e ensinamentos que afetam a sua forma de pensar sobre a riqueza.

O problema dos preceitos financeiros, é que eles afetam a forma com a qual você lida com o dinheiro. Sendo que isso pode levar a uma situação financeira ruim.

Por exemplo, se você acha que o dinheiro é algo ruim, inconscientemente, você vai tomar atitudes para não ter dinheiro.

No entanto, você pode mudar essas crenças limitantes. Ou seja, você pode mudar a sua forma de pensar sobre dinheiro e, quem sabe, atingir a tão sonhada independência financeira.

Portanto, para ter saúde financeira e uma relação saudável com dinheiro, você precisa identificar quais são as suas crenças limitantes sobre dinheiro e se livrar delas.

De que forma os preceitos financeiros afetam a vida de um investidor?

Os preceitos financeiros são tão ruins, que podem te impedir de enriquecer. Isso porque, se você tem uma visão negativa sobre dinheiro, inconscientemente, você toma atitudes para não ter dinheiro.

Nesse sentido, você passa a sabotar a sua própria vida financeira, pois acredita que ter dinheiro é algo ruim.

No entanto, é possível deixar esse tipo de crença de lado e ver o dinheiro para algo bom. Afinal de contas, o dinheiro te dá liberdade e a possibilidade de fazer muitas coisas que a falta de dinheiro não permite.

Exemplos de preceitos financeiros

Alguns preceitos financeiros comuns são:

1- A riqueza trás tristeza

As pessoas ricas são muitas vezes retratadas em filmes, livros e novelas como sendo tristes.

A impressão é de que as pessoas ricas são cheias de problemas emocionais e têm dificuldades em se conectar com outras pessoas.

Sendo assim, a ideia que fica é de que o dinheiro trás tristeza. No entanto, assim como os ricos, muitas pessoas pobres também têm problemas emocionais e dificuldades de se conectar com outras pessoas.

A questão é o emocional dessas pessoas e não o dinheiro em si. Além disso, o rico tem dinheiro para procurar profissionais para cuidar do seu emocional, se quiser. Já o pobre muitas vezes não tem dinheiro para isso.

2- Investir é coisa de rico

A ideia de que investir é coisa de rico é um preceito financeiro que muitas pessoas acreditam fielmente. No entanto, a verdade é que você não precisa de muito dinheiro para investir.

Para você ter uma ideia, existem ações por menos de R$ 10,00. Isso significa que você pode ir investindo aos poucos e construir um patrimônio a longo prazo.

3- Preceitos financeiros: investir é muito arriscado

Tudo na vida tem um risco. Se você atravessa a rua, você está correndo o risco de vim um carro desgovernado e te atropelar.

Nos investimentos também existe risco, mas não é como a maior parte das pessoas pensam. Existem diversos tipos de investimentos, com diferentes graus de risco.

Sendo assim, se você tem medo de perder dinheiro, basta investir em ativos mais seguros, que contam com proteções como, por exemplo, os ativos de renda fixa.

4- Só se vive uma vez

Realmente, só vivemos uma vez. Mas usar isso como argumento para gastar sem pensar no futuro, só vai te prejudicar.

Você pode sim ter uma vida confortável no presente e pensar no futuro. Quando você se planeja e investe, você está tendo um compromisso com o seu eu do futuro.

5- Crenças limitantes: ricos são pessoas de mau caráter

Muitas pessoas acreditam que os ricos têm mau caráter. De fato, alguns ricos não são honestos. Mas também existem muitos pobres de mau caráter.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

O que faz uma pessoa não ter bom caráter não é o dinheiro. Inclusive, muitas pessoas ricas doam muito dinheiro para a caridade e conseguiram sua riqueza de forma honesta.

6- É impossível enriquecer

Enriquecer não é fácil. Mas também não é impossível. O fato é que gastar sem pensar no seu futuro, é muito mais fácil do que se organizar para investir aos poucos e construir um patrimônio no longo prazo.

7- O dinheiro não pode ser prioridade

Cada pessoa tem o direito de definir o que é prioridade para a sua vida.

Sendo assim, não é motivo de vergonha uma pessoa priorizar a sua carreira com foco em ganhar mais dinheiro. Da mesma forma que outra pessoa pode ter prioridades completamente diferentes.

A questão é que mesmo o dinheiro não sendo prioridade para algumas pessoas, ele é essencial e deve ser levado em consideração.

Como se livrar desse tipo de pensamento?

Algumas dicas para se livrar das crenças limitantes são:

1- Crie hábitos para deixar os preceitos financeiros para trás

Crie hábitos para alcançar seus objetivos financeiros e deixe os seus preceitos financeiros para trás. A dica é identificar quais crenças limitantes você tem e mudar a sua forma de pensar.

Já em relação aos hábitos, você pode, por exemplo, começar a estudar sobre finanças para entender que dinheiro não é algo ruim.

2- Histórico familiar de crenças limitantes

Se você tem crenças limitantes, é provável que a sua família também tenha. Isso porque essas crenças costumam ser passadas desde a infância.

Portanto, entenda que você pode ter um pensamento diferente das outras pessoas da sua família e busque deixar essas crenças para trás.

3- Inspire-se

Faça uma pesquisa e encontre uma pessoa rica para se inspirar. Desse modo, deixe de lado as crenças limitantes e foque nos bons exemplos dessa pessoa.

4- Estudos

Busque expandir seus conhecimentos sobre finanças e investimentos. Isso é essencial para que você consiga investir e fazer o seu dinheiro render.

5- Invista

Por fim, se organize financeiramente para começar a investir. Lembre-se de estudar sobre investimentos e fazer uma reserva de emergência antes de começar a investir, assim você reduz os riscos.

LEIA MAIS

13 lições ensinadas no livro “Os segredos da mente milionária”

6 passos para desenvolver a sua inteligência financeira

Pensamento de rico: 15 pensamentos que diferem os ricos

Coisas que pobre faz e os ricos não: hábitos de pobre

Livros sobre investimentos para todos os níveis de investidores

Como ficar rico? Dicas e hábitos para alcançar a riqueza

Você acha que as pessoas ricas são arrogantes? Então leia esse texto

Fontes: Ativa investimentos, Nova dax e Fazer pergunta.

Conte-nos a sua opinião...