Reserva de Emergência – O que é, como começar e onde investir


Sabe aquela emergência que surge e você não tem de onde tirar o dinheiro? Saiba que se você tiver uma reserva de emergência, resolver esses imprevistos provavelmente será mais fácil.

Por mais que suas finanças estejam bem organizadas e planejadas, cautela é importante. Pois, situações inesperadas surgem e se você já tiver um dinheiro reserva, não vai precisar retirar do fundo e adiar o sonho da liberdade financeira. 

Mas afinal, o que é e como funciona a reserva? Vamos te explicar!

O que é reserva de emergência?

A reserva de emergência é aquele dinheiro guardado exclusivamente para emergências. Dessa maneira, é de extrema importância que ele não seja gasto com futilidades.

Vexter

Em resumo, esse dinheiro deve ficar guardado como uma espécie de segurança. Ou seja, caso surja algum imprevisto você estará preparado financeiramente para lidar com ele. 

Contudo, o dinheiro não precisa ser um investimento passivo (que não rende). Dessa maneira, o dinheiro reserva de emergência pode ser investido em algum local que lhe permita retirá-lo quando quiser. 

Em outras palavras, ao fazer uma reserva de emergência, você poderá investir esse dinheiro. Portanto, além de ter um dinheiro de reserva, você ainda terá um investimento. 

Para que serve?

Resumidamente, uma reserva de emergência serve para você não entrar em desespero em uma eventual necessidade.

As emergências costumam ser inesperadas. Contudo, ao se preparar financeiramente, elas perdem parte do seu valor de surpresa.

Seu crédito digital

Dessa forma, você poderá sempre dormir tranquilo, sabendo que se, por exemplo, uma infiltração terrível acontecer na sua casa, você terá dinheiro para lidar com ela.

Posso gastar?

Em primeiro lugar, é importante ter em mente que o dinheiro reserva não pode ser gasto. A menos que seja uma emergência, é claro. Dessa maneira, emergência é toda despesa imprevista.

Em contrapartida, suponhamos, por exemplo, que o pneu do carro furou. Isso pode ser caracterizado como uma emergência. Por outro lado, manter o carro com os pneus novos deveria estar na sua planilha de gastos. Dessa maneira, não seria necessário mexer na reserva de emergência.

reserva de emergência

Finanças inteligentes

Ou seja, se mesmo mantendo a revisão veicular em dias e trocando os pneus, ainda assim o pneu furar, aí sim, é uma emergência.

Quanto colocar na reserva de emergência?

Depende. Esse valor é variável e depende principalmente de sua vida pessoal. O importante é que todo mundo precisa ter um dinheiro reserva.

Dessa forma, ao calcular o valor que será destinado à reserva de emergência, leve em consideração, por exemplo: quantos dependentes você precisa sustentar? Como está sua vida financeira? Qual a sua estabilidade financeira? Você é autônomo, assalariado ou servidor público?

dinheiro reserva

Exame

Depois de se questionar sobre esses itens, faça as contas. Dessa maneira, se você tiver uma maior estabilidade financeira, considere a possibilidade de ter ao menos 6 meses de renda garantida. 

Em outras palavras, coloque no papel o quanto você tem de gastos mensais. Com o resultado obtido, multiplique por 6. O valor final desse cálculo é o mínimo que você deverá ter disponível.

Isso porque, caso aconteça de, por exemplo, você perder o emprego, durante 6 meses suas despesas estarão garantidas. Ou seja, antes do término desse prazo, outra fonte de renda deverá ser encontrada. 

Draft

Se após se questionar você percebeu que não tem estabilidade, o valor necessário é outro. Indivíduos sem estabilidade são os Freelancers por exemplo. Eles podem ter uma média de ganhos, mas não é certeza de que as terão sempre da mesma forma.

Por fim, para essas pessoas, o aconselhável são 9 meses de gastos garantidos. Em suma, a conta é a mesma. Não se esqueça de que, caso possua dependentes e você precise arcar as despesas deles, isso também entra nos cálculos. 

Começando uma reserva de emergência

Se você percebeu que não tem uma reserva e decidiu mudar isso, não se desespere. A maioria das pessoas não tem uma renda mensal suficiente para montar a reserva instantaneamente.

André Bona

Dessa forma, mantenha a calma e tome algumas medidas. Primeiramente, faça as contas de como seu salário é gasto mensalmente. Análise as suas despesas e decida o que pode ser cortado.

Cortar gastos é uma ótima opção para conseguir formar seu fundo de emergência. Em contrapartida, caso não seja possível cortar gastos, busque uma forma de turbinar sua renda. Em outras palavras, encontre meios para aumentar sua renda mensal.

Depois de encontrar quais gastos vai reduzir, ou aumentar sua renda, defina uma meta de valor a ser poupado todo mês e investido na reserva. O importante é cumprir a meta de investimento e criar sua reserva aos poucos.

Onde guardar minha reserva de emergência?

Um erro comum das pessoas é achar que a conta poupança é um investimento. Contudo, por render juros muito baixos, a poupança não pode ser considerada de fato um investimento. 

O ideal é o investimento com um prazo curto, que possa ser resgatado assim que necessário.

CNN

Ao invés de optar pelos planos oferecidos pelos bancos com taxas de administração e rendimentos baixíssimos, uma opção é optar por utilizar plataformas de investimentos.

Normalmente, essas plataformas não cobram taxas para abrir conta e, dentro dos sistemas, existem várias opções de investimentos, sendo muito mais rentáveis do que a poupança. 

Dessa maneira, você poderá optar pelo que melhor se encaixa em seu perfil de investidor e seus planos.

Onde investir

Na hora de investir, leve em consideração suas metas e objetivos. Em seguida, analise as características dos investimentos. Por fim, escolha o que melhor se encaixa nas suas necessidades.

dinheiro reserva

Pixabay

Tesouro Direto

Considerado um dos mais seguros, o tesouro Selic tem rendimento diário. O oposto da conta poupança, que é mensal. Sendo assim, é uma boa opção para investir o dinheiro reserva.

Além disso, o tesouro Selic rende ainda 100% da taxa básica de juros. Dessa forma, o investidor corre menos riscos de ter prejuízo financeiro, caso resgate o montante antes da data de vencimento.

CDB com liquidez diária

Esse é o tipo de investimento possível de prever o retorno final. Ele também é fácil de ser resgatado, caso surja alguma necessidade.

Um ponto positivo do CDB é que se o emissor do título quebrar, e você tiver até R$ 250 mil investidos, o Fundo Garantidor de Créditos garante a devolução do seu dinheiro.

IG

LCI e LCA com liquidez diária

Quando se fala em dinheiro reserva, estes são títulos de renda fixa emitidos pelos bancos. Eles têm rentabilidade similar ao do CDB. Essa opção em especial, é isenta de tributos. Também são garantidos de devolução do seu dinheiro, caso eles quebrem. 

Fundos de Renda Fixa Referenciados DI

Estes também são uma boa opção, já que alguém que entende de investimentos vai investir para você. Em contrapartida, se o emissor de títulos quebrar, seu investimento é perdido. 

O que levar em consideração na hora de investir

Acima de tudo, ao escolher onde investir, leve em consideração que o ideal é que essa aplicação tenha segurança, liquidez, previsibilidade e não menos importante, baixa volatilidade.

reserva de emergência

Impacta

Segurança: Refere-se à probabilidade de você não conseguir retirar o dinheiro investido. O Tesouro Direto, nesse quesito, é considerado o mais seguro, já que só o Brasil quebrando para não ser possível retirar seu investimento;

Liquidez: É a possibilidade de retirada do dinheiro de maneira imediata;

Previsibilidade: É um investimento em que você consegue prever quanto vai render e em quanto tempo;

Baixa volatilidade: Por fim, a baixa volatilidade significa que os investimentos estão poucos sujeitos às variações do mercado.

Sinprafarma

A ideia de investir não é ter uma rendabilidade gigantesca, caso em que, talvez, o Tesouro Direto não seja o mais indicado. Contudo, como a intenção é ter um dinheiro garantido, o Tesouro Direto é uma ótima opção por se encaixar nas três características listadas acima.

Para concluir, não espere juntar toda a quantia para então investir. Dessa forma, você estará perdendo a rentabilidade que poderia estar recebendo com o investimento. 

Assim, vá investindo ao poucos, conforme seus planos e objetivos. O que não vale é inventar desculpas para não investir e perder dinheiro. 

Sem reserva

Como consequência da pandemia do Covid-19, milhares de pessoas perderam a sua fonte de renda e não tinham uma reserva de emergência. Se você faz parte desse grupo, veja o vídeo a seguir:

Agora que você já sabe como fazer uma reserva de emergência, leia também O que é renda fixa?

Fonte: XP investimentos, BTG Pactual, Suno e XP investimentos

Imagem: Pulsos Seguros, Infomoney, Finanças Inteligentes, Vexter, Seu crédito digital, Exame, CNN, Draft, Pulso, André Bona, Pixabay, IG, Impacta e Sinprafarma.

Conte-nos a sua opinião...