Ripple, o que é? Como funciona, criptomoeda XRP e como investir


O Ripple é um protocolo de pagamento que tem como moeda oficial a XRP. O protocolo funciona de maneira descentralizada e cobra uma taxa a cada nova operação realizada por meio dele. 

Uma diferença entre o Ripple e o sistema das outras moedas digitais, é que ele não é focado apenas em pessoas físicas. Na verdade, grandes empresas, como o Santander, usam o Ripple em suas transações. 

Já a moeda XRP, apesar de não ser tão negociada quanto o Bitcoin, pode ser uma opção para a diversificação da carteira de investimentos. Porém, como esse ativo passa por muitas oscilações, ele é voltado apenas para investidores arrojados. 

O que é Ripple?

O Ripple é um protocolo de liquidação em tempo real de pagamentos, que funciona de maneira descentralizada. Em outras palavras, o Ripple é um sistema de pagamentos de propriedade privada que foi desenvolvido pelo programador Jed McCaleb e o executivo Chris Larsen, em 2012. 

A empresa que lançou o protocolo Ripple também ficou conhecida como Ripple e a sua criptomoeda se chama XRP. Apesar dessa moeda digital não ser tão famosa quanto o Bitcoin (a primeira criptomoeda a ser lançada), ela também é uma opção para a diversificação da carteira de investimentos em criptomoedas. 

Ripple, o que é? Como funciona, criptomoeda XRP e como investir

Akachain

Desde a sua criação, o Ripple já desenvolveu diversos produtos que fazem parte do chamado Ripple Network. Os quatro produtos da Ripple são:

  1. XCurrent: É um sistema criado para que as transações sejam feitas de maneira instantânea. 
  2. XRapid: É o nome dado ao uso da moeda digital XRP no sistema XCurrent.
  3. XVia: É a interface de pagamento do Ripple. 
  4. XRP: É o nome da criptomoeda do Ripple.

Como o Ripple funciona?

Apesar de ter sido inspirado no Blockchain, usado pelo Bitcoin, o Ripple funciona de uma maneira totalmente diferente. Em síntese, o Blockchain armazena todas as transações em uma base de dados com blocos sequenciais, cuja conferência é pública. 

No caso da mineração do Bitcoin, é preciso de um bom processador no computador, para que ele resolva problemas matemáticos e ganhe Bitcoins. Por isso, as transações que usam Bitcoin podem demorar vários minutos para serem realizadas.

Forbes

Em contrapartida, no protocolo Ripple as moedas associadas já foram mineradas, o que possibilita que sejam realizadas até 1.500 transações por segundo. Já a validação das transações, ocorre por uma espécie de votação em diversos servidores, que confirmam ou não a sua autenticidade. 

Uma semelhança entre o Ripple e o Blockchain, é que os dois funcionam de maneira descentralizada. Portanto, mesmo o Ripple pertencendo a uma empresa privada e trabalhando junto com outras empresas, ele ainda mantém a sua descentralização. 

O objetivo do Ripple é facilitar a transferência de diversos tipos, como por exemplo, criptomoedas e moedas físicas. Ou seja, até mesmo o Bitcoin pode ser transferido através do Ripple. Sendo que todos esses serviços são realizados em troca de uma taxa de transação. Desse modo, a cada nova transação, um pouco de Ripple é descontado como pagamento. 

Uma diferença importante entre o Ripple e as demais criptomoedas, é que ele trabalha juntamente com instituições financeiras. Sendo assim, enquanto a maior parte das moedas digitais e seus respectivos protocolos são uma opção alternativa para transações entre pessoas físicas, o Ripple é usado por diversas empresas, como o Santander e o American Express. 

Criptomoeda XRP

A moeda oficial do protocolo Ripple é a XRP. Ela é tida como uma alternativa para o Bitcoin e, geralmente, quem investe nela acredita que o protocolo Ripple será cada vez mais utilizado e as moedas XRP irão circular pelo mercado. 

Ripple, o que é? Como funciona, criptomoeda XRP e como investir

Cryptonaute

Essas moedas que são alternativas para os Bitcoins são chamadas de alternative coins ou altcoins. Em 2011, foi criada a primeira moeda que surgiu como uma opção ao Bitcoin e, atualmente, existem várias, como por exemplo, a Ether e a XRP. 

Como investir em XRP?

A XRP é uma alternativa de investimento principalmente para as pessoas que acreditam que o protocolo Ripple irá crescer e as moedas XRP vão se valorizar. Afinal de contas, o Ripple possui as vantagens de ser escalável, prático, rápido e de diminuir as burocracias. 

De maneira geral, as moedas costumam ser bastante voláteis, e com o XRP não é diferente. Dessa forma, ela já valeu mais de R$ 15,00 a unidade, mas também já custou menos de R$ 1,00.

Portanto, antes de investir, é importante ter em mente que este ativo passa por grandes oscilações. Por isso, faça uma análise do seu perfil de investidor e descubra se você está disposto a aceitar os riscos de investir neste ativo. 

Ripple, o que é? Como funciona, criptomoeda XRP e como investir

Coin revolution

Se você tiver um perfil mais arrojado e quiser aplicar em XRP, basta pesquisar por uma exchange. Em resumo, uma exchange é uma plataforma que faz a compra e venda de criptomoedas.

Depois de encontrar uma exchange que você goste, basta se cadastrar, selecionar a quantidade de XRP a ser adquirida e comprar. Sendo que o pagamento, normalmente, deve ser feito através do cartão de crédito, por outras criptomoedas ou com o PayPal. 

Por fim, depois de comprar suas criptomoedas, não se esqueça de fazer o armazenamento em uma carteira digital. Armazenar corretamente suas moedas é uma maneira de se proteger contra falhas no sistema ou ataques cibernéticos. Aprenda agora mesmo a criar uma Paper Wallet, o que é? Definição, como funciona e segurança da carteira

Fontes: Foxbit, Cointimes, Tecnoblog e Magnetis

Imagens: Akachain, Kriptokoin, Cryptonaute, Coin revolution e Forbes

Conte-nos a sua opinião...