Ações para não ter na carteira – Três empresas arriscadas para evitar

1 de março de 2021 - por Jaíne Jehniffer


Os investidores estão sempre em busca de ações com potencial de crescimento para fazer novas aplicações. No entanto, você já parou para pensar nas ações que você não deveria ter na sua carteira de investimentos?

O fato de que essas empresas aqui listadas não deveriam estar na sua carteira, não significa que elas sejam de empresas ruins. Acontece que algumas companhias são bastante arriscadas e o investidor deve conhecer os riscos antes de investir nelas.

Lembrando que, apesar de falarmos sobre 3 ações para não investir, esse texto não deve ser considerado como uma indicação de venda de ativos.

Ações para não ter na carteira

Você até pode ter essas ações em carteira, mas é importante que você entenda bem os riscos que está correndo, e busque alternativas para diluir esses riscos.

1- Banco Inter (BIDI3, BIDI4, BIDI11)

A primeira da nossa lista de ações para não ter na carteira, é o Banco Inter. Fundado em 1994, pela família Menin, o banco inicialmente era conhecido como Intermedium. Em síntese, ao ser criado, o Banco Inter era uma financeira, que posteriormente se transformou no primeiro banco, no Brasil, 100% digital.

Ações para não ter na carteira - Três empresas arriscadas para evitar

Wikipédia

Em números gerais, o Banco Inter conta com mais de 8,5 milhões de clientes e uma carteira de crédito que soma mais de R$ 7 bilhões. Além disso, ele possui um patrimônio líquido de R$ 3,3 bilhões e mais de R$ 16,5 bilhões em ativos totais.

O Banco Inter atua por meio da prestação de serviços e oferecimento de produtos financeiros. Desse modo, seus produtos são: conta digital, crédito imobiliário, seguros e plataforma de investimentos (PAI).

Já os serviços ofertados pela empresa são os mais variados, como por exemplo: recarga de celular, sistema de cashback e market place.

Por que você não deveria ter as ações do Banco Inter na carteira?

Por ser uma fintech, o Banco Inter vem buscando expandir a base de usuários investindo em crescimento e gastando muito para isso. Consequentemente, no 3T20 a empresa teve um prejuízo de cerca de 12,6 milhões.

Outro fator a ser considerado é que o mercado bancário é extremamente competitivo e os grandes bancos (Bradesco, Itaú, Santander e Banco do Brasil) detém mais de 80% do market share. Ou seja, perto dessas empresas, o Inter é considerado peixe pequeno. 

Ações para não ter na carteira - Três empresas arriscadas para evitar

Seu crédito digital

Por fim, resta considerar que, apesar de possuir diversas fontes de renda, a remuneração principal do Banco Inter é a carteira de crédito e os empréstimos. Porém, em 2020, a taxa básica de juros da economia brasileira despencou, o que certamente afetou essa empresa.

É claro que mesmo com esses fatores você pode optar por investir uma pequena parte da sua carteira nas ações do Banco Inter.

Afinal de contas, ao aplicar nessa companhia, você está se expondo ao risco convexo. Ou seja, se você perder o valor aplicado, o prejuízo não vai ser tão grande. Contudo, se a empresa deslanchar, você pode ter altos lucros.

2- Oi (OIBR3 e OIBR4)

A segunda na nossa lista de ações para não investir é a Oi. Em resumo, a Oi é uma empresa de telecomunicações, considerada como a maior operadora de telefonia fixa e a quarta maior em telefonia móvel do Brasil.

Se considerarmos toda a América do Sul, temos a Oi como a maior empresa do ramo de telecomunicações. Dessa forma, a companhia está presente em mais de 5 mil municípios brasileiros e possui mais de 57 milhões de clientes em todo o país. 

Ações para não ter na carteira - Três empresas arriscadas para evitar

Veja

Em termos de estrutura, a companhia tem 657 torres de telefonia, 5 data centers (centro de dados) e 35 milhões de clientes no segmento de mobilidade pessoal (27,3 milhões pré-pago e 7,7 milhões pós-pago).

A empresa conta ainda com 6,7 milhões de usuários no segmento empresarial e 600 mil de telefones de uso público.

As linhas de atuação da Oi são focadas em serviços de:

  • Telefonia fixa (que incluem locais e longas distâncias, serviços de rede e telefones públicos);
  • Telefonia móvel (serviços móveis pré e pós-pagos);
  • Transmissão de dados (banda larga e fibra óptica);
  • TV por assinatura (Satélite e fibra óptica).

Por que você não deveria ter as ações da Oi na carteira?

A primeira razão pela qual você não deveria ter ações na Oi na carteira, é porque ela está em recuperação judicial. Isso significa que se a empresa não conseguir colocar em prática o plano de recuperação, será declarada a sua falência.

Poder 360

Apesar de muitos investidores terem fé na recuperação da empresa, é preciso ser realista, já que apenas 1% das empresas conseguem sobreviver à uma recuperação judicial.

Outro fator que torna a Oi extremamente arriscada, é que o setor de telefonia é muito regulado, o que dificulta bastante a atuação das empresas e contribui para uma baixa lucratividade.

Por fim, vale considerar que, somente a dívida bruta da Oi está em quase 27 bilhões. Além disso, nos últimos 12 meses, a empresa apresentou um prejuízo de R$ 14.590.700.000. A empresa está buscando maneiras de vender parte da sua atuação, no entanto, não sabemos se ela vai conseguir se reerguer e virar uma empresa lucrativa. 

3- Paranapanema (PMAM3)

Para finalizar nossa lista de ações para não investir, temos a Paranapanema. Fundada em 1961 por Aloysio Ramalho Foz, Octávio Cavalcanti Lacombe e José Carlos de Araújo, essa empresa inicialmente era focada apenas na construção civil pesada.

Suno

Entretanto, a companhia passou a modificar suas atividades visando a diversificação do seu portfólio. Dessa maneira, ela adquiriu várias empresas e passou a exercer outras atividades. Uma curiosidade, é que a Paranapanema é a única empresa no Brasil a transformar o cobre mineral em metal.

Atualmente, a Paranapanema conta com 3 unidades industriais, 3 centros de distribuição, mais de 2 mil colaboradores e é responsável por mais de 94% da produção de cobre brasileira. Sendo que ela atua por meio de 4 principais processos, são eles: extração, fundição, distribuição e refino. 

Por que você não deveria ter as ações da Paranapanema na carteira?

Em resumo, você não deve ter ações na Paranapanema em carteira, porque ela é uma empresa que teve muitos prejuízos. Somente nos últimos 12 meses, a companhia teve um prejuízo de R$ -1.241.560.000. Por outro lado, se considerarmos os últimos 3 meses o prejuízo foi de R$ -166.206.000.

Outro motivo para não investir na Paranapanema, é porque a dívida bruta da empresa corresponde a mais de R$ 3.208.580.000 e a empresa continua apresentando números delicados em seus relatórios.

Enfim, agora que você conhece três ações para não investir, veja o vídeo de Raul Sena para descobrir quais dessas empresas ele tem em carteira e porque ele investe nelas:

Agora que você conhece as três ações para não ter na carteira, descubra quais serão os IPO em 2021 – Aberturas de capital para ficar de olho em 2021

Fontes: Fintech e Paranapanema

Imagens: Seu crédito digital, Wikipédia, Veja, Poder 360, Suno e Jefferson de almeida

O que acontece se não declarar o Imposto de Renda? Testei na PRÁTICA!

Fazer faculdade no Brasil vale a pena? A realidade é difícil de engolir

Ibovespa caindo! – Onde estou investindo para proteger o meu dinheiro?

A enorme BOMBA que pode enterrar de vez o Brasil