Patrimônio Líquido – O que é, cálculos, subdivisões e índices relativos


O patrimônio líquido de uma empresa é o resultado da relação entre os bens e os passivos da companhia. Desse modo, é possível averiguar a real riqueza da empresa depois que se desconta a suas obrigações.

O patrimônio líquido serve como um dado de análise para o investidor, pois representa os reais bens de uma empresa. Portanto, saber como interpretar esse dado é muito importante na análise de investimentos. 

No entanto, o patrimônio líquido não deve ser considerado como um dado isolado. Ou seja, é preciso que o investidor considere este indicador, juntamente com outros dados da empresa, como, por exemplo, o seu EBITDA

O que é patrimônio líquido

O patrimônio líquido é o resultado da subtração dos passivos em relação aos ativos de uma empresa. Em outras palavras, o patrimônio líquido representa os verdadeiros bens de uma empresa, já que demonstra o que realmente pertence aos acionistas. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Bcn treinamentos

Devido a sua importância na análise da saúde da empresa, o patrimônio líquido é um dos principais dados analisados pelos investidores. Afinal, ao se analisar os dados historicamente, é possível averiguar a performance da empresa ao longo do tempo. 

Importância do patrimônio líquido

Antes de investir em uma empresa, é importante que o investidor levante o máximo de informações sobre ela e decida por aplicar ou não em suas ações. Durante esse levantamento de dados, o estudo do patrimônio líquido é fundamental.

Apesar disso, como um dado isolado, ele não diz muito sobre a empresa. O ideal é que investidor leve em consideração diversos outros aspectos sobre a companhia e não somente o seu patrimônio líquido. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

The cap

Em resumo, através da análise do patrimônio líquido, o investidor pode chegar à evolução do patrimônio por ação. Isso porque, conforme a empresa cresce, o seu patrimônio por ação também deve crescer.

Para se chegar ao resultado, podemos considerar a seguinte fórmula: Patrimônio final = Patrimônio inicial + Lucro – Dividendos

Cálculo do patrimônio líquido

O cálculo do patrimônio líquido se dá, basicamente, através de duas variáveis: os ativos e os passivos. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

1- Ativos: Os ativos são todos os bens e direitos de uma empresa que podem ser convertidos em dinheiro, caso necessário. Logo, ativo não é apenas o dinheiro que está no caixa da companhia, mas também os equipamentos industriais, imóveis e estoques. 

Patrimônio Líquido - O que é, cálculos, subdivisões e índices relativos

Woli

2- Passivos: Os passivos são todas as obrigações financeiras da empresa, como, por exemplo, os salários e as dívidas à serem pagas. 

O cálculo do patrimônio líquido é fácil de ser realizado depois que se compreende quais são os ativos e passivos da organização. Para ter acesso a esses dados, basta acessar o balanço patrimonial da empresa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O balanço patrimonial, por sua vez, consiste em um relatório divulgado pelas empresas onde constam quais são os ativos e os passivos da companhia.

Além disso, no final dele está o valor do patrimônio da empresa. Desse modo, para realizar o cálculo do patrimônio líquido temos a seguinte fórmula: Patrimônio Líquido = Ativos – Passivos

Subdivisões

Apesar de ser basicamente a subtração dos passivos em relação aos ativos, existem algumas subdivisões de contas relacionadas ao cálculo do patrimônio líquido. 

1- Capital Social

O capital social de uma empresa são os recursos que os sócios investiram para a abertura da organização. Porém, o recurso captado pelas empresas, ao abrir o capital, também são considerados no capital social.  

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Patrimônio Líquido - O que é, cálculos, subdivisões e índices relativos

André Bona

2- Reservas de lucro e capital

As reservas de lucros são parte dos lucros das empresas voltados para a formação de reservas com algum objetivo. Elas podem ser, por exemplo: reserva legal, estatutária, incentivos fiscais e para contingências. 

3- Ajuste de avaliação patrimonial

Essa variável se refere aos ajustes precisos para que a avaliação de bens de uma empresa seja feita com base em valores justos. 

Patrimônio Líquido - O que é, cálculos, subdivisões e índices relativos

Rj contabilidade

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

4- Ações em tesouraria

As ações em tesouraria são as ações que a empresa emite e depois realiza a sua compra. Dessa maneira, quando uma empresa recompra suas próprias ações, ela pode ter por objetivo destinar esses ativos para incentivos aos funcionários, futuramente reemiti-las ou, ainda, proceder com o seu cancelamento.  

5- Patrimônio líquido negativo

Quando uma empresa possui mais obrigações do que ativos, diz-se que a empresa está com patrimônio líquido negativo. Essa parcela excedente de passivos é chamado de passivo à descoberto, sendo considerada como uma situação muito grave. 

Modalmais

Em situações realmente críticas de patrimônio líquido negativo a empresa pode precisar entrar com pedido de recuperação judicial. Contudo, uma empresa não chega a essa situação de repente. Normalmente, o passivo descoberto é o resultado de uma má gestão durante um bom tempo. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Demonstrações das Mutações de Patrimônio Líquido

As empresa divulgam o documento de Demonstração das Mutações de Patrimônio Líquido (DMPL), para apontar as transações que reduziram o valor do patrimônio da empresa.

Patrimônio Líquido - O que é, cálculos, subdivisões e índices relativos

André Bona

Dessa forma, algumas transações como, a distribuição de dividendos, onde a empresa usa parte da sua receita para pagar os acionistas, ocorre uma retirada de dinheiro de caixa o que, consequentemente, afeta o patrimônio da companhia. 

Índices relativos

Uma forma alternativa de se analisar o patrimônio líquido é por meio dos índices relativos. Para isso, basta comparar o valor do patrimônio, com algum outro indicador. Alguns exemplos de indicadores relativos são:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

1- P/VPA

O Preço sobre Valor Patrimonial (P/VPA) é medido através da divisão da cotação da ação pelo patrimônio líquido da ação. Dessa maneira, o P/VPA é determinado através da fórmula: P/VPA = Preço por Ação / Valor Patrimonial por Ação.

Blb Brasil

Nesse sentido, o Preço por Ação se refere ao valor que a empresa está sendo negociada. Por outro lado, o Valor Patrimonial por Ação é o resultado da divisão do Patrimônio Líquido pela quantidade de ações disponíveis no mercado. 

Em síntese, através desse cálculo é possível entender se determinada ação está ou não barata. Entretanto, vale considerar que o P/VPA pode não corresponder ao valor intrínseco de uma ação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ou seja, ele pode não estar de acordo com o valor justo do ativo. Justamente por isso, o P/VPA não deve ser determinante na escolha de uma ação. 

2- ROE

O Return On Equity (ROE) é usado como indicador da performance da empresa na geração de lucros. Isso porque, ele demonstra qual foi a rentabilidade da empresa em relação aos investimentos realizados pelos acionistas.

Para tal, ele estabelece uma relação entre o lucro líquido e o patrimônio líquido de uma organização. 

Empreender dinheir

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Normalmente, as empresas com ROE elevado são as que possuem boas vantagens competitivas. Sendo que, para um ROE ser considerado elevado, ele deve estar acima da taxa Selic. Portanto, quanto maior for o seu valor, melhor é para a empresa.

E aí, curtiu aprender sobre o patrimônio líquido de uma empresa? Então, aprenda também como avaliar os riscos das ações em sua carteira por meio do Stress test, o que é? Definição, características e como fazer

Fontes: Btg pactual, Suno, Capital research e Dicionário financeiro

Imagens: Bcn treinamentos, Infoprice, The cap, Alpha investidor, André Bona, Woli, Blb Brasil, Rj contabilidade, Modalmais, André Bona e Empreender dinheiro

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


Conte-nos a sua opinião...