Abertura comercial: o que é, como funciona e impactos


A abertura comercial é o processo de liberação da economia com o intuito de aumentar o recebimento de bens e serviços importados.

Também conhecida como abertura econômica, esse processo consiste na remoção das barreiras comerciais que um país tem. Com isso, ele pode receber mais produtos e serviços de outros países.

Portanto, ao fazer a abertura comercial, o país retira os empecilhos que impedem a entrada de mercadorias importadas dentro do país.

Quando essa abertura é bem feita, a economia do país sai ganhando. Sendo que esses ganhos são, principalmente, por causa do aumento da produtividade da economia.

Por outro lado, a indústria do país que era protegida pelas barreiras que atrapalhavam a entrada de empresas do exterior, deixa de contar com essa proteção.

Como funciona a abertura comercial?

A abertura comercial funciona como uma forma de abrir a economia do país para produtos importados.

Sendo assim, ocorreu a retirada de barreiras comerciais que atrapalhavam a entrada de mercadorias importadas.

Por exemplo, uma das principais barreiras é o imposto de importação. Portanto, no processo de abertura, esse imposto pode ser reduzido.

Sendo que isso pode ocorrer de forma unilateral pelo governo de um país, ou por meio de acordos comerciais com outros países.

Se houver um acordo entre países, é melhor. Isso porque, os dois países podem importar produtos entre si, o que é benéfico para ambos.

Com isso, apesar de haver a abertura comercial, também ocorre a oportunidade de aumentar as exportações do país. Isso ajuda a manter a balança comercial superavitária.

Além das barreiras tarifárias, outras barreiras precisam ser revisadas. Por exemplo, o país pode simplificar a burocracia envolvida no processo de importação.

Quais são as vantagens da abertura comercial?

Uma das grandes vantagens da abertura comercial, é o aumento da produtividade do país. Além disso, ocorre um aumento na competição entre empresas.

Sendo assim, as empresas precisam diminuir os preços. Além disso, as empresas precisam transformar o seu processo produtivo, para não serem prejudicadas com a chegada de concorrentes.

Com isso, a indústria nacional tende a atingir um nível de produção significativo. Inclusive, o valor dos insumos também pode ser reduzido, o que pode tornar a produção mais barata.

Desvantagens

Apesar das vantagens, a abertura comercial também tem algumas desvantagens. Por exemplo, algumas empresas podem sofrer com a chegada de concorrentes internacionais.

Inscreva-se na Pior Newsletter Possível!

Receba os melhores conteúdos (ou não) gratuitamente!

Usamos a Sendinblue como nossa plataforma de marketing. Ao clicar abaixo para enviar este formulário, você reconhece que as informações fornecidas por você serão transferidas para a Sendinblue para processamento, de acordo com o termos de uso deles

As empresas menos preparadas, com grande concorrência e com poucos recursos, são as que mais sofrem. É por isso que muitos setores são contra a abertura em grandes proporções.

As empresas que forem muito impactadas, podem acabar falindo. Dessa forma, com a falência de empresas, o nível de desemprego pode subir.

É por isso que a abertura deve ser feita com cuidado. Com isso, é possível planejar formas de reduzir os impactos negativos.

Além disso, a abertura pode ser feita aos poucos. Por meio de uma abertura gradativa, envolvendo todas as atividades empresariais, é possível diminuir os efeitos negativos de curto prazo.

Como foi a abertura comercial do Brasil?

A ditadura militar foi um período bem protecionista. Quando este período chegou ao fim, ocorreu um movimento de abertura comercial bem forte, na década de 1990, a partir do governo Collor.

Para você ter uma ideia, entre 1988 e 1997, o valor anual das exportações teve aumento de 57%, enquanto o valor anual das importações quadruplicou.

Com isso, a balança comercial que era superavitária, se tornou deficitária. Isso porque, o saldo de importações passou a superar o saldo de exportações.

Além disso, este foi um período em que o povo brasileiro passou a ter acesso a uma gama de produtos muito maior. Afinal de contas, entraram muitos produtos novos no mercado brasileiro.

No entanto, essa abertura comercial não foi muito bem feita. Desse modo, houve um processo de desindustrialização precoce da economia nacional.

LEIA MAIS

Neoliberalismo, o que é? Origem, ideário e liberalismo

Consenso de Washington – O que foi e consequências

Indicadores econômicos, o que são? Importância e lista completa

Indicadores de inflação: quais são os principais e importância

Inflação de custos, o que é? Definição, causas, indicadores e controle

Quais são os principais indicadores econômicos? Veja os 14 principais

Conte-nos a sua opinião...