IGP-M, o que é? Pra que serve, cálculos e diferenças entre IPCA

2 de fevereiro de 2021 - por Jaíne Jehniffer


O IGP-M é um indicador de inflação, usado para acompanhar as altas dos preços do comércio no varejo, atacado e construção civil. Como ele faz um balanço dos principais setores da economia, ele é mais representativo do que outros índices de inflação. 

Existem algumas variações do IGP, como por exemplo o IGP-DI. Todas as variações possuem o objetivo de acompanhar as mudanças de preços. Porém, eles se diferem em relação ao período de análise. 

Outro indicador, bastante famoso, é o IPCA, sendo que ambos são indicadores de inflação. No entanto, o IGP-M é mais amplo do que o IPCA. Por outro lado, alguns títulos são atrelados ao IPCA e ele é usado pelo Banco Central como meta de inflação.

O que é IGP-M

O IGP-M é o Índice Geral de Preços do Mercado, divulgado e calculado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Basicamente, ele funciona como um indicador das oscilações de preços no mercado. 

A cidade on

O Índice Geral de Preços do Mercado leva em consideração os preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e o dia 20 do mês de referência. Os preços analisados se referem a diversos tipos de produtos, como por exemplo, comida, transporte e vestuário. 

Pra que serve o IGP-M

O objetivo principal do IGP-M é averiguar as movimentações dos preços. Sendo assim, o índice sobe conforme os preços aumentam e vice-versa. Portanto, o IGP-M serve, principalmente, como um indicador da macroeconomia nacional. 

Em outras palavras, o Índice Geral de Preços do Mercado serve como um indicador de inflação. A inflação, por sua vez, é o aumento generalizado dos preços de bens e produtos, que resulta na perda do poder de compra da população. 

Logo, a inflação deve ser considerada pelos investidores para que seja possível conseguir ganho real com os investimentos e não apenas nominais.

Como o IGP-M indica a inflação, ele pode ser um dos indicadores considerados pelos investidores já que ele é mais amplo e reflete melhor a realidade do mercado.

Contudo, vale considerar também o IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, pois ele é usado como indexador em títulos.

IGP-M, o que é? Pra que serve, cálculos e diferenças entre IPCA

Businessman With Financial Investment Icon. Flat Line Illustration. Business Concept Illustration.

Além disso, para garantir retorno acima da inflação, os investidores podem optar por títulos de renda fixa, cuja rentabilidade está atrelada à inflação, como por exemplo, o Tesouro IPCA+. Dessa maneira, o ganho sempre será superior ao aumento dos preços e o poder de compra do investidor será mantido. 

O principal uso do IGP-M é nas atualizações de tarifas públicas como o fornecimento de energia e nos contratos de aluguel. Neste último caso, o IGP-M é conhecido como inflação de aluguel, já que ele é usado para aumentar o preço dos aluguéis. Para isso, é usado o IGP-M acumulado anual, um balanço anual que considera todas as mudanças mensais do IGP-M. 

Cálculos

Os cálculos do IGP-M são considerados de suma importância, pois neles são analisados os principais setores da economia. Ou seja, trata-se de um índice bem amplo, que representa o mais próximo possível da realidade do mercado. 

O cálculo se dá através da média aritmética ponderada de três índices. Cada um deles serve como indicador de uma parcela da despesa interna bruta, calculada tendo como base as Contas Nacionais. Enfim, os índices considerados são:

Instituto millenium

IPA-M: O Índice de Preços por Atacado – Mercado possui o peso de 60% nos cálculos. Ele analisa as alterações de preços recebidos pelos produtores domésticos no atacado. Sendo que ele se refere tanto aos produtos agropecuários, quanto industriais. O objetivo é ter uma noção das mudanças de preços que antecedem e impactam os preços de produtos para o consumidor final. 

IPC-M: Já o Índice de Preços ao Consumidor – Mercado, tem o peso de 30% nos cálculos e é usado na averiguação dos preços nas áreas que mais impactam o poder de compra da população. Dessa forma, setores como alimentação, vestuário, saúde, leitura, habitação e recreação são levados em consideração. 

INCC: Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado, possui um peso de 10% nos cálculos do IGP-M. O intuito do INCC é acompanhar os custos para construir uma moradia, incluindo os valores por mão de obra especializada. 

Diferenças entre IGP-M e IPCA

Assim como o IGP-M, o IPCA tem por objetivo mensurar os aumentos dos preços dentro de um período específico. Entretanto, os dois indicadores se diferem em relação à cobertura. O IPCA analisa somente os preços cobrados para o consumidor. Já o IGP-M, leva em consideração também os preços do atacado e os custos de construção. Mas os dois costumam se aproximar bastante. 

Setpar

Além da abrangência, os dois indicadores se diferem em relação aos responsáveis por fazer os seus cálculos. Desse modo, o IPCA é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), enquanto o IGP-M é mensurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

Não existe um índice melhor do que outro. Algumas pessoas preferem o IGP-M, por ser mais abrangente, proporcionando uma visão melhor da realidade do mercado. Em contrapartida, o IPCA é usado como indexador dos títulos públicos e na meta de inflação do Banco Central. 

Variações do IGP

Existem algumas variações do IGP divulgadas pela FGC, que o investidor deve tomar cuidado para não confundir:

IGP-M: Analisa de maneira ampla os preços do comércio no varejo, atacado e construção civil. É calculado entre os dias 21 de um mês e 20 do mês seguinte.

IGP-M, o que é? Pra que serve, cálculos e diferenças entre IPCA

FGV

IGP-DI: É parecido com o IGP-M, já que também é usado para acompanhar as variações de preços. Porém, o IGP-DI faz a análise entre o dia 1º e 30 de cada mês. 

IGP-10: Assim como os outros IGPs, a intenção é avaliar as oscilações de preços, a única coisa que o difere é a data da coleta. Dessa maneira, os dados são averiguados entre os dias 11 do mês anterior e o dia 10 do mês atual. 

E aí, gostou de aprender sobre o IGP-M? Então aproveite para descobrir como funcionam os Indicadores econômicos, o que são? Importância e lista completa.

Fontes: Toro investimentos, Btg pactual e Uol

Imagens: Ingaia, Portal FGV, Modalmais, Instituto millenium, A cidade on e Setpar

10 dicas de como melhorar a sua relação com o dinheiro

Mitos e verdades sobre empreendedorismo que devemos conhecer

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato