Ilusão monetária, o que é? Como funciona e relação com a inflação

A ilusão monetária é um tipo de viés psicológico relacionado à tendência que as pessoas possuem de analisar questões econômicas dando privilégio para o valor nominal da moeda e não para o seu valor real. Em síntese, o valor nominal é o valor numérico de uma moeda, como por exemplo, R$ 2,00, US$ 5 €10.

28 de maio de 2021 - por Jaíne Jehniffer


A ilusão monetária é um viés psicológico relacionado à tendência que as pessoas têm de confundirem o valor nominal e o valor real da moeda. Sendo que, o valor nominal é o número impresso nas notas e moedas. Já o valor real é o poder de compra que a moeda proporciona.

Nesse sentido, a ilusão monetária é a inclinação que as pessoas possuem de pensar no dinheiro somente de maneira nominal. Logo, elas não levam em consideração o valor real, isto é, o valor após a perda do poder de compra causado pela inflação.

Portanto, considerar a inflação é muito importante ao pensarmos em dinheiro no dia a dia e nos investimentos. Isso porque, no decorrer do tempo, o valor nominal de uma nota pode até ser o mesmo, mas o valor real será impactado pela inflação.

O que é ilusão monetária?

A ilusão monetária é um tipo de viés psicológico relacionado à tendência que as pessoas possuem de analisar questões econômicas dando privilégio para o valor nominal da moeda e não para o seu valor real. Em síntese, o valor nominal é o valor numérico de uma moeda, como, por exemplo, R$ 2,00, US$ 5 €10.

Ilusão monetária, o que é? Como funciona e relação com a inflação

Valor investe

Em contrapartida, o valor real é o poder de compra que aquela quantia de moeda garante. Notar as variações no valor nominal do dinheiro é fácil. Por exemplo, se antes você tinha uma nota de R$ 5,00 e agora tem uma de R$ 10,00 você percebe que o seu valor nominal teve um acréscimo de R$5,00.

Entretanto, notar a diferença no valor real é muito mais difícil. As alterações são causadas por fatores como a inflação e não pela mudança na quantidade de moeda. A dificuldade de separar os dois tipos de valores, faz com que as pessoas julguem erroneamente as variações dos números e entrem no viés de ilusão monetária. 

Como funciona?

O viés da ilusão monetária funciona como um erro de interpretação em relação ao valor nominal e o valor real da moeda.

Por exemplo, se perguntarmos para um grupo de trabalhadores que recebem R$ 1 mil por mês: vocês preferem uma redução de 5% nos salários e passam a receber R$ 950,00 ou preferem ter um aumento de 5% mas com uma inflação de 10%?

Invest news

Segundo os estudos realizados, geralmente os trabalhadores escolhem o aumento de 5%, mesmo que a inflação chegue a 10% e resulte na perda de -5% do poder de compra. Ou seja, em ambas as hipóteses, os trabalhadores perderam 5% do poder de compra.

No entanto, somente o fato de nominalmente o salário ter aumentado, é o suficiente para deixar as pessoas satisfeitas, já que elas não estão considerando o valor real da moeda.

Portanto, a ilusão monetária funciona como uma tendência humana de entender o dinheiro de uma maneira que não corresponde à realidade.

A ilusão monetária e a inflação

A inflação é causada pelo excesso de dinheiro em circulação, que causa o aumento da demanda frente à oferta, e resulta no aumento generalizado e consistente dos preços de bens e serviços.

Dessa forma, a inflação causa a perda do poder de compra das pessoas. Logo, é preciso cada vez mais dinheiro para adquirir os mesmos itens de antes.

O IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo é o indicador oficial da inflação do Brasil. Sendo assim, é importante que a população em geral acompanhe esse indicador para mensurar se o seu poder de compra está aumentando ou diminuindo e possa evitar cair no viés da ilusão monetária.

Ilusão monetária, o que é? Como funciona e relação com a inflação

Capitalizo

Desse modo, para evitar esse viés psicológico é preciso acompanhar a inflação e levar em consideração a perda do poder de compra e não apenas o valor nominal da moeda. Esse exercício de ficar de olho na inflação é importante também para os investidores.

Isso porque, ao investirmos, a intenção é aumentar o poder de compra. Por isso, ao escolher uma aplicação é preciso considerar o ganho real que será obtido e não apenas a taxa nominal oferecida. Sendo que, alguns investimentos resultam em rendimentos abaixo da inflação e, na prática, não aumentam o poder de compra do investidor.

Enfim, agora que você sabe o que é ilusão monetária e como ela funciona, aproveite para conhecer alguns Investimentos acima da inflação – Nove alternativas de aplicações

Fontes: Mais retorno, The cap e Fecomercio

Imagens: Valor investe, Capitalizo, Rock content e Invest news

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos