Taxa nominal, o que é? Cuidados e diferenças entre taxa real

21 de abril de 2021 - por Jaíne Jehniffer


A taxa de juros nominal é aquela que o investidor tem conhecimento ao escolher uma aplicação financeira. No entanto, essa taxa resulta apenas em rendimentos nominais e não reais. 

Acontece que a taxa nominal representa o valor que o investidor irá obter, sem considerar a perda do poder de compra causada pela inflação. Desse modo, caso deseje realmente aumentar o seu patrimônio, o investidor precisa considerar a taxa real de juros. 

Isso porque a taxa real considera o poder corrosivo da inflação e demonstra qual o ganho real obtido com a aplicação. Logo, ela serve para averiguar qual aplicação realmente contribui para a construção do patrimônio do investidor. 

O que são juros?

Os juros são os rendimentos resultantes de um empréstimo. Ou seja, é uma via de mão dupla: de um lado estão as pessoas ou empresas que possuem dinheiro para emprestar. Do outro, estão as pessoas ou empresas que precisam de dinheiro emprestado. 

Taxa nominal, o que é? Cuidados e diferenças entre taxa real

Genial investimentos

Por exemplo, quando uma pessoa adquire um CDB, ela está emprestando dinheiro para o banco em troca de uma taxa de juros. Nessa situação, o banco pega dinheiro emprestado com os investidores por uma taxa de juros X e, posteriormente, empresta esse mesmo dinheiro para os clientes por uma taxa de juros bem mais alta. 

Taxa de juros nominal

De maneira geral, os juros são uma remuneração pelo dinheiro concedido em um empréstimo. Porém, as taxas de juros podem ser nominais ou reais. A taxa de juros nominal é aquela informada ao se realizar um investimento e resulta no rendimento nominal de uma aplicação.

Taxa nominal, o que é? Cuidados e diferenças entre taxa real

Foregon

Por exemplo, ao aplicar em um CDB com juros de 10%, o investidor recebe um rendimento total de 10% em cima do valor investido. Entretanto, esse não é o ganho real que ele terá com a aplicação, já que a inflação não foi considerada. 

Taxa de juros nominal versus taxa de juros real

A taxa de juros nominal é aquela que a pessoa tem conhecimento ao emprestar o seu dinheiro. Por outro lado, a taxa de juros real é aquela que realmente aumenta o capital de quem emprestou o dinheiro. Ou seja, é a taxa real que demonstra qual o ganho real do investidor, pois ela reflete o ganho obtido acima da inflação. 

Em síntese, a inflação ocorre quando existe um excesso de dinheiro em circulação na economia, o que causa o aumento da demanda frente a oferta e resulta no aumento dos preços de bens e serviços. Sendo assim, a inflação corrói o poder de compra da população, já que é preciso de cada vez mais dinheiro para comprar os mesmos produtos de antes. 

Taxa nominal, o que é? Cuidados e diferenças entre taxa real

Investificar

Como a inflação diminui o poder de compra ao longo do tempo, para saber o rendimento real de uma aplicação, é preciso subtrair da taxa nominal a inflação do período. Em outras palavras, a taxa de juros real é o resultado da taxa nominal menos a inflação. 

Cuidados com a taxa nominal

Para que você obtenha ganho real com as suas aplicações, é preciso tomar alguns cuidados com a taxa de juros nominal. 

1- Simuladores

Cuidado com os simuladores de planos de previdência e de investimentos no geral. O problema com os simuladores é que eles demonstram apenas qual será o rendimento da taxa nominal, sem considerar a perda do poder de compra resultante da inflação. 

Simply pag

Dessa maneira, não se deixe convencer pela possibilidade de um plano de previdência que parece proporcionar altos resultados no futuro. Ao escolher uma aplicação, calcule qual será a taxa real obtida para saber qual opção vale mais a pena. 

2- Investimentos com taxas abaixo da inflação

Alguns investimentos parecem uma boa oportunidade, mas, na verdade, eles proporcionam um retorno inferior à inflação. Para acompanhar a inflação do período, você pode usar índices inflacionários, como, por exemplo, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).  

3- Reajuste o investimento mensal

Investir mensalmente, mesmo que os aportes sejam baixos, é uma boa maneira de construir um patrimônio a longo prazo. Contudo, é importante corrigir os valores do aporte conforme a inflação. 

4- Longo prazo

Para garantir que você terá um ganho real ao longo prazo e não apenas um rendimento nominal, você pode optar por aplicações que são atreladas à inflação. Essa é uma boa opção, pois a longo prazo é impossível prever com precisão qual será o aumento da inflação. 

E-investidor

Um exemplo de investimento que protege o poder de compra a longo prazo, é o Tesouro IPCA. Por meio desse título, o investidor recebe a inflação do período e uma taxa de juros acordada no momento da aplicação. Além disso, esse é um título bastante seguro, já que ele é emitido pelo Governo. Aprenda mais sobre o Tesouro IPCA, o que é? Como funciona, tipos, custos e como investir

Fontes: Bussola do investidor, Parmais, Brasil escola e Topinvest

Imagens: Urbe, Investificar, Genial investimentos, Foregon, Simply pag e E-investidor

8 dicas do que fazer com a restituição do IR

Como comprar euro mais barato

As dívidas mais comuns entre os brasileiros e como evitá-las

Programa de fidelidade: o que é, como funciona e exemplos